O Todesca está na janela apreciando a paisagem...

O Todesca está na janela apreciando a paisagem...

Expresso do Oriente

Expresso do Oriente

Todos a bordo

Todos a bordo

Restauração e colorização de fotografias.

Restauração e colorização de fotografias.
Caros amigos sem véus e com véus. Com muito gozo divulgo os valiosos préstimos profissionais do meu estimado amigo Reinaldo Elias, que tornou-se um tarimbado especialista em restauração e colorização de fotografias. Pelo criterioso trabalho, que envolve pesquisa e arte os preços cobrados pela restauração e colorização são módicos. Para solicitarem os valiosos préstimos profissionais entrem em contato com o meu querido amigo através do endereço eletrônico: rjelias200@yahoo.com.br Meus outonais olhos estão em água ao lembrar do já distante ano de 1962, quando minha amada e saudosa mãe me levou a uma filial das Casas Pirani, que ficava na Avenida Celso Garcia, para que seu bebezinho nº 6 fosse eternizado nesta fotografia. Embarcamos num trem de subúrbio, um reluzente trem prateado, na Estação de Santo André e desembarcamos na Estação paulistana do Brás. Lembro como se fosse hoje que levei um beliscão da minha genitora, porque eu queria a todo custo embarcar num bonde para chegar as Casas Pirani. Como eram poucas quadras de distância fomos caminhando até o paraíso do consumo. Saudades das Casas Pirani... Ontem, contei ao meu dileto amigo Gilberto Calixto Rios da minha frustração de nunca ter embarcado num bonde paulistano, que para o meu profundo desencanto teve a última linha desativada no ano de 1968, quando estávamos no auge dos nefastos e malditos anos de chumbo. No ano que fui eternizado nesta fotografia fazia sucesso estrondoso na fascinante Arte das Imagens em Movimento a película "Rome Adventure", aqui intitulada "Candelabro Italiano": https://www.youtube.com/watch?v=yLqfxLPga2E que assisti no extinto Cine Carlos Gomes, na condição de vela zeloso das minhas amadas irmãs mais velhas, a Dirce Zaqueu, Jô Oliveira e Maria Inês. Também no ano de 1962 minha diletíssima e saudosa cantora Maysa (1936-1977) deixava sua legião de fãs enternecida com a canção: https://www.youtube.com/watch?v=BeJHOAbkJcg Mãe, sempre te amei, amo e amarei. Saudades... Saudades... Saudades... Caloroso abraço. Saudações emocionadas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus, sem ranços, com muita imaginação e com muito gozo. PS - Apesar dos pesares acho que continuo um petiz sonhador e esperançoso de um novo dia aos moldes da inesquecível personagem Scarlett O' Hara... Max, traga meus sais centuplicado.

Miniconto

Miniconto
Depois que minha neta me eternizou nesta fotografia o telefone tocou. Ao atender a ligação fiquei aterrorizado ao reconhecer a voz de Hades...

Mimo da Monika

Mimo da Monika
O que nos espera na próxima estação?

A viagem continua

A viagem continua
O quie nos espera na próxima estação?

Lambisgoia da Agrado

Lambisgoia da Agrado
Caros confrades/passageiros sem véus e com véus. A lambisgoia da Agrado, aquela mexeriqueira mor que tudo sabe e tudo vê, me surpreendeu porque não a vi trepar (nem preciso dizer que ela adora o outro significado deste verbo principalmente no presente do indicativo) no topo da locomotiva para se exibir e me ofuscar. Caloroso abraço. Saudações exibidas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus, sem ranços e com muita imaginação.

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.br

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.br
Caros confrades passageiros. O pertinaz duende Himineu, que trabalha - com muito afinco para o Todesca - captou e eternizou o momento que a lambisgoia da Agrado, aquela mexeriqueira mor que tudo sabe e tudo vê, estava reflexiva a apreciar a paisagem no vagão restaurante do Expresso do Oriente sob meu comando. Caloroso braço. Saudações reflexivas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.r

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.r
Todos a bordo... A viagem continua...

Blogs todeschinianos

Blogs todeschinianos
Fonte: arqtodescadois.blogspot.com.br "Sonhei que o vagão joaopauloinquiridor.blogspot.com havia caído de uma ponte que ruíra... Mas, foi só um pesadelo..." Caros confrades/passageiros! Não me canso de divulgar os imperdíveis blogs do Todesca: arqtodesca.blogspot.com.br arqtodescadois.blogspot.com.br que são Oásis num deserto de alienação cibernética. É louvável a pertinácia deste notável, tarimbado e erudito ser vivente, que brinda seus felizardos leitores com ecléticas publicações que deixam patente sua vasta erudição e bem viver. Caloroso abraço. Saudações todeschinianas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

Continuo a espera de Godot...

Continuo a espera de Godot...
Saudações dionísicas.

Saudações leitoras.

Saudações leitoras.

Seguidores

domingo, 29 de abril de 2012

Almoço de sábado na Serra da Cantareira

Caros(as) confrades! Ontem, apesar das dores e dificuldades para andar, passei uma tarde muito agradável na companhia dos meus diletos amigos Roberto e Nelson na Serra da Cantareira onde almoçamos no restaurante "As Véias", que fica em Mairiporã-SP, uma das 39 cidades que compõem a região metropolitana de São Paulo!!!!! O único inconveniente deste restaurante é que não aceita cartões de débito ou crédito para pagamento da nota, o que considero um fato que não condiz com a contemporaneidade... Claro que fiz outro trajeto para não passar nas imediações da suntuosa morada da minha amiga, a Dona Miquelina e também não segui a risca as regras de etiqueta, porque apesar de ser canhoto sempre uso o garfo com a mão direita...

6 comentários:

  1. Estimado Confrade e Ilustre Prof. João Paulo,
    Tudo nesta vida se faz com algum esforço, o que fez para ir até ao resturante "As Véias" valeu bem apena, já que na companhia de seus amigos Roberto e Nelson, e sem preconceitos de etiqueta, se alimentaram bem, tal como posso ver pelas fotos.
    Só não descobri o que estava na taça do gelo, cerveja ou vinho?
    Fez muito bem em passar ao largo da Dona Miquelina, senão lá teria mais três freguezes sentados em vossa mesa.
    Essa de não receber cartões de débito nem de crédito igualmente é praticado em alguns restaurantes na Tailândia, em Macau só nos de luxo aceitam os cartões.
    Eu e a esposa eramos para ir passar uns dias em Cantão, mas ao chegar-mos à fronteira a bicha era tão longa que preferimos ficar em Macau indo almoçar na ilha da Taipa, um bifalhão de 10 onças.
    Abraço amigo

    ResponderExcluir
  2. Bom dia, caro Prof.!
    É uma maldade que o querido amigo me está fazendo.
    -Porquê?, perguntará.
    -Ainda pergunta? Então descreve um passeio até lá onde foi, acompanhado desses amigos boa gente (certamente), para um repasto de lamber os beiços e ainda (sublinho: e ainda) mostrando graficamente como foi a "coisa", e o caro Prof., pergunta: porquê? Ora meu amigo, eu que apesar da idade "me pélo" por uma boa companhia em redor de uma boa mesa estou aqui babando que nem vitelo à vista de uma teta! Quase sinto os odores emanados dessas iguarias exposta à minha pituitária à gula dos meu olhos e ao meu palato inundado de saliva!
    Assinalo a sua pose junto do "menino" como que dizendo-lhe: eu também tenho sobremesa...

    Meu caro, um abraço será pouco. Deixo-lhe dois!

    ResponderExcluir
  3. Estimado confrade e amigo António Cambeta!
    Na taça do gelo, como você diz, estão duas cervejas!!!
    Apesar das dores, a companhia dos meus diletos amigos, o Nelson e o Roberto, foram uma supimpa terapia para deixar em 2º plano as dores que me atormentam!!!!
    Caloroso abraço! Saudações esperançosas!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderExcluir
  4. Caro confrade José!
    Ché, pelo seu relato estou parecendo o "amigo da onça" (pesquise no google e saberá quem foi este personagem tão memorável entre nós)!!!
    Folguedos a parte, o dia que estiver em condições de viajar ao reino distante além-mar será uma grande honra tê-lo como companhia à mesa!!!!
    Caloroso abraço! Saudações gulosas!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ôi Prof., bom dia +1x!
      Então o amigo pensa que eu desconheço o "amigo da onça"?
      A personagem que o saudoso Péricles criou para "martelar" em comportamentos e figuras da época?
      Não, não! Sou um consumidor (quase compulsivo) dessas matérias que me arrancam gargalhadas espontâneas, que algumas vezes chegam às lágrimas!
      A crítica de costumes em BD (que incluem um pretenso "jet set" bem como as "tiradas de intelectuais" de pacotilha), são para mim um deleite.
      Porque há gente que não se enxerga!
      Meu caro, hoje foi uma fartura! Viajar por duas vezes no seu expresso no mesmo dia e sem pagar o bilhete é um abuso.
      Vou saindo antes que apareça o (como se chama?) cobrador?!
      Akele abraço!

      §-Nas primeiras fotos o amigo está caminhando num "arremedo" de calçada portuguesa?
      §§-Será um prazer (que acredito para ambos) estarmos à conversa numa qualquer mesa num qualquer local, trocando ideias, risos ou memórias, sempre na presença de iguarias mais ou menos sofisticadas.

      Excluir
  5. Caro confrade José!
    Folgo saber que também conhece o inesquecível personagem do saudoso Péricles!!!! Também fico contente em vê-lo embarcar novamente no mesmo dia e deixar outro comentário no livro de bordo deste vagão do Expresso do Oriente!!!!
    Realmente a calçada lembra as portuguesas, mas o formato que se apresenta é do mapa do estado de São Paulo!!!
    Você é um interlocutor supimpa!!!
    Caloroso abraço! Saudações paulistas!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderExcluir

Google+ Badge