O Todesca está na janela apreciando a paisagem...

O Todesca está na janela apreciando a paisagem...

Expresso do Oriente

Expresso do Oriente

Todos a bordo

Todos a bordo

Restauração e colorização de fotografias.

Restauração e colorização de fotografias.
Caros amigos sem véus e com véus. Com muito gozo divulgo os valiosos préstimos profissionais do meu estimado amigo Reinaldo Elias, que tornou-se um tarimbado especialista em restauração e colorização de fotografias. Pelo criterioso trabalho, que envolve pesquisa e arte os preços cobrados pela restauração e colorização são módicos. Para solicitarem os valiosos préstimos profissionais entrem em contato com o meu querido amigo através do endereço eletrônico: rjelias200@yahoo.com.br Meus outonais olhos estão em água ao lembrar do já distante ano de 1962, quando minha amada e saudosa mãe me levou a uma filial das Casas Pirani, que ficava na Avenida Celso Garcia, para que seu bebezinho nº 6 fosse eternizado nesta fotografia. Embarcamos num trem de subúrbio, um reluzente trem prateado, na Estação de Santo André e desembarcamos na Estação paulistana do Brás. Lembro como se fosse hoje que levei um beliscão da minha genitora, porque eu queria a todo custo embarcar num bonde para chegar as Casas Pirani. Como eram poucas quadras de distância fomos caminhando até o paraíso do consumo. Saudades das Casas Pirani... Ontem, contei ao meu dileto amigo Gilberto Calixto Rios da minha frustração de nunca ter embarcado num bonde paulistano, que para o meu profundo desencanto teve a última linha desativada no ano de 1968, quando estávamos no auge dos nefastos e malditos anos de chumbo. No ano que fui eternizado nesta fotografia fazia sucesso estrondoso na fascinante Arte das Imagens em Movimento a película "Rome Adventure", aqui intitulada "Candelabro Italiano": https://www.youtube.com/watch?v=yLqfxLPga2E que assisti no extinto Cine Carlos Gomes, na condição de vela zeloso das minhas amadas irmãs mais velhas, a Dirce Zaqueu, Jô Oliveira e Maria Inês. Também no ano de 1962 minha diletíssima e saudosa cantora Maysa (1936-1977) deixava sua legião de fãs enternecida com a canção: https://www.youtube.com/watch?v=BeJHOAbkJcg Mãe, sempre te amei, amo e amarei. Saudades... Saudades... Saudades... Caloroso abraço. Saudações emocionadas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus, sem ranços, com muita imaginação e com muito gozo. PS - Apesar dos pesares acho que continuo um petiz sonhador e esperançoso de um novo dia aos moldes da inesquecível personagem Scarlett O' Hara... Max, traga meus sais centuplicado.

Miniconto

Miniconto
Depois que minha neta me eternizou nesta fotografia o telefone tocou. Ao atender a ligação fiquei aterrorizado ao reconhecer a voz de Hades...

Mimo da Monika

Mimo da Monika
O que nos espera na próxima estação?

A viagem continua

A viagem continua
O quie nos espera na próxima estação?

Lambisgoia da Agrado

Lambisgoia da Agrado
Caros confrades/passageiros sem véus e com véus. A lambisgoia da Agrado, aquela mexeriqueira mor que tudo sabe e tudo vê, me surpreendeu porque não a vi trepar (nem preciso dizer que ela adora o outro significado deste verbo principalmente no presente do indicativo) no topo da locomotiva para se exibir e me ofuscar. Caloroso abraço. Saudações exibidas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus, sem ranços e com muita imaginação.

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.br

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.br
Caros confrades passageiros. O pertinaz duende Himineu, que trabalha - com muito afinco para o Todesca - captou e eternizou o momento que a lambisgoia da Agrado, aquela mexeriqueira mor que tudo sabe e tudo vê, estava reflexiva a apreciar a paisagem no vagão restaurante do Expresso do Oriente sob meu comando. Caloroso braço. Saudações reflexivas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.r

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.r
Todos a bordo... A viagem continua...

Blogs todeschinianos

Blogs todeschinianos
Fonte: arqtodescadois.blogspot.com.br "Sonhei que o vagão joaopauloinquiridor.blogspot.com havia caído de uma ponte que ruíra... Mas, foi só um pesadelo..." Caros confrades/passageiros! Não me canso de divulgar os imperdíveis blogs do Todesca: arqtodesca.blogspot.com.br arqtodescadois.blogspot.com.br que são Oásis num deserto de alienação cibernética. É louvável a pertinácia deste notável, tarimbado e erudito ser vivente, que brinda seus felizardos leitores com ecléticas publicações que deixam patente sua vasta erudição e bem viver. Caloroso abraço. Saudações todeschinianas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

Continuo a espera de Godot...

Continuo a espera de Godot...
Saudações dionísicas.

Saudações leitoras.

Saudações leitoras.

Seguidores

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Reclame carnal


Caros(as) confrades!
A irmã Gyoconda Ferro Salgado, Madre Superiora do Convento das Redentoras Humilhadas e da Ordem das Filhas de Maria sem Calcinhas, ficou exasperada ao ler este reclame de um puteiro localizado numa cidade do Agreste do Estado da Bahia e prometeu fazer uma reclamação formal ao Sindicato das Rameiras Desvalidas...

10 comentários:

  1. Caro Prof. achei um piadão à "Ordem das Filhas de Maria sem Calcinhas" :))))
    Abraço !
    .

    ResponderExcluir
  2. Caro confrade Rui da Bica!
    Tenho certeza que você apreciará sobremaneira conhecer os imperdíveis blogs:
    http://arqtodesca.blogspot.com/
    http://arqtodescadois.blogspot.com/
    que estão sob o comando do arquiteto Sérgio Todeschini Alves, o Todesca!!!
    É ele quem indica as "noviças" que vão para o Convento das Redentoras Humilhadas para serem asseclas da "Ordem das Filhas de Maria sem Calcinhas"!!!!!
    É sempre auspicioso vê-lo embarcar neste vagão do Expresso do Oriente e mais ainda quando deixa comentário!!!
    Caloroso abraço! Saudações redentoras!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderExcluir
  3. Estimado Confrade e Ilustre Prof. João Paulo,
    Depois de ler tão interessante reclame, achei imen sa piada, não só pelo reclame em sim, bem como o português utilizados rsrsrs.
    Calculo como deve ter ficado a irmã Gyoconda (não a Mona Lisa) Ferro Salgado (sem enfurrejar) Madre Superiora das Redendoras Humilhadas ( como quem diz comidas) e da Ordem das Filhas de maria sem calcinhas, com o reclame postado, à vista de todos, na cidade do Agreste (Prazer) lá para os lados da Bahia, deve ter feito cá um escabexe que a levou a reclamar.

    O ter ido reclamar junto do Sindicado das Ramaeiras, tinha fim em vista, não o reclame do Putero da Tia Janalice, mas sim porque estava vendo no mesmo uma concorrência desleal.

    Já que a Ordem das Filhas de Maria Sem Calcinhas, praticam todos o tipo de sexo, a preços mais concorrências e na casa do interessado, e muitas das vezes até no conficionário, usando ou não camisa, já as vestes que envergam nem calcinhas têm.
    Veremos a resposta que dará a Rameira Mor do Sindicato, talvez irá contratar o detective Pardal para que ele arranje provas fidelinas contra quem prevadicou, já que em principio O Putero da Tia Janalice deverá estar autorizado a exercer esse míster!...
    A desleadade se paga sempre caro rsrsrsr.
    Adorei a história, e irei indagar junto do detective Pardal a conclusão chegou rsrsr.
    Abraço amigo

    ResponderExcluir
  4. Estimado confrade e amigo António Cambeta!
    Conto com seus valiosos préstimos para solicitar a intercessão do detetive Pardal, um alentejano da gema mais arguto que o seu parceiro de ofício, o Hercule Poirot!!!!
    Caloroso abraço! Saudações pardalianas!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderExcluir
  5. Estimado Confrade e Ilustre Prof. João Paulo,

    Por sorte entrei em contacto com detective Pardal, ele se encontrava na cidade de Bahia, investigando um caso misterioso no Tren Azul, mas prontificou-se logo em resvolver o caso em questão que foi solicitado, e como ele informou, um caso simples de resolver, visto que a prostituição no Brasil é permitida por lei, não há restrições a prostituição de adultos. O país está se tornando lugar de turismo sexual, o que frustra cada vez mais o governo brasileiro.
    O Sindicato das Rameira teve uma reunião com o detective Pardal e lhes fez ver que tudo o que o Putero da Tia Janalice era legal e que eles cumpriam a 100% a lei e que igualmente fziam juz do reclame apresentado, como tal estava tudo dentro dos conformes.
    O detective Pardal, para ficar mais bem informado e sob a capa do anonimato, se deslocou ao Putero da Tia Janalice, onde foi recebido com toda a amabilidade, o local estava impressionamente limpo, havendo numa eneorme sala onde se encontravam as profissionais do sexo, uma sala de estar com televisão, frigoridico e tudo o mais a que os freguezes podiam disfrutar.
    Ali se encontravam cerca de 12 moçoilas lindas, mas uma em particular chamou à atenção do detective Pardal, uma bahiana linda, cujos seios eram do tamanho de travesseiro, muito gentil, foi esta que contratou por 5 reais, saiu com ela para um aposento muito vistoso, mas não chegou a fazer sexo, quis sim, desta forma provar que o Putero da Tia Janalice cumpria as regras, a puta escolhida era uma brasa, e a primeira coisa que lhe perguntou foi se ele tinha camisa, caso negativo ela forneceria uma mas teria que pagar 2 reais.
    Por outro lado a irmã Gyoconda Ferro Salgado, recebeu um telefonema do Bispo Walmor Oliveira, que sabendo do caso, pregou um enorme raspanete à irmã, informando-a que a partir daquele dia não mais a iria visitar em seus aposentos, advertindo-a até para não levantar ondas, porque o Covento das Redentoras Humilhadas, não passava de um covil de putas não registradas, o Bispos estava uma fera, pois ainda se andava curando de uma doença venéria que tinha contraído no covento quando teve relações com uma noviça, como tal que ficasse bem caladinha, pois o caso já tinha tomando porproções além fronteiras tendo o famoso detective Pardal andado a investigar o caso e ele Bispo estaria em maus lenóis se do caso fosse dado conhecimento às autoridades.
    O caso mais ou menos resolvido quando o destective Pardal foi chamado pelo Bispo, e na sua companhai foram visitar o Covento das Redentoras Humilhadas e ficando a par de tudo o que se passava no covento, o Bispo para aliviar a pressão até apresentou uma jovem noviça para divertir o inspector pardal, mas este mantendo a sua compustura não aceitou, ficando assim combinado, para que as irmãs a parir daquela data fossem mais recatadas e passasem a exercer este míster sexual somente com os padroeiros da ordem.
    Desta forma e graças ao detective pardal se deu por encerrado mais um caso complicado, porém o argusto detective pela Bahia ficou investigando o caso que lá o levou do Tren Azul, mas, e como sempre é solicitado com muita frequência, o detective Pardal tem um novo caso em mãos, investigar e prender o ladão do roubo do diamante de Dona Miquelina, no Expresso do Oriente.
    Com mais uma missão comprinda se despede o aluno do famoso detective Poirot.
    Abraço amigo, saudações harmoniosas.

    ResponderExcluir
  6. Estimado confrade e amigo António Cambeta!
    Ainda bem que o detetive Pardal estava no Estado da Bahia para investigar o caso do Trem Azul e consegui gerenciar seu tempo de modo a investigar também o Puteiro da Tia Janalice!!!!
    Por Dionísio a minha amiga, a Dona Miquelina, deve estar exasperadíssima, porque o diamante que foi furtado ela recebeu de mimo do seu saudoso 2º marido, o Anananias Leopoldo Sampaio Torrada...
    Caloroso abraço! Saudações inquiridoras!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    PS - O que o detetive Pardal foi investigar no Trem Azul?!...

    ResponderExcluir
  7. Estimado Confrade e Ilustre Prof. João Paulo,
    A Dona Miquelina telefonou muito desesperada para o detective Pardal,sobre o desaparecimento do diamente, no vagão do Expresso do Oriente.
    O inspector Pardal tudo irá fazer para desvendar o caso, já que, para além do valor da preda preciosa, a mesma lhe foi oferecida pelo seu segundo marido, Anananias Leolpodo Sampaio Torrada.
    O assunto que levou o inspector Pardal ao Tren Azul, é um mistério que levará uns dias para ser descoberto, entretando o inspector Pardal vai a caminho da bela cidade de Diadema.
    Abraço amigo

    ResponderExcluir
  8. Estimado confrade e amigo António Cambeta!
    Que júbilo saber que o seu conterrâneo, o detetive Pardal já está na cidade de Salvador-BA aguardando embarque num voo que o levará até a cidade de São Paulo-SP, onde desembarcará no Aeroporto de Congonhas, que fica aproximadamete 15 minutos da cidade de Diadema, quando o trãnsito não está congestionado!!!!
    Caloroso abraço! Saudações diademenses!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderExcluir
  9. Estimado Confrade e Ilustre Prof. João Paulo,
    O Inspector Pardal já está munido de bilhete de avião, que lhe custou a módica quantia de 597,08 Reais para efectuar seu vôo que sai, amanhã pelas 16.58 horas do aeroporto de Luis Eduardo Magalhães de Salvador e volvidas 2.27 horas aterrara no aeroporto de Congonhas.
    O avião a ser utilizado será um morderno A-320 da TAM, só espera o detective Pardal apanhar um céu de brigadeiro.
    Segundo ele me confidenciou está encantado em ter a oportunidade de viajar até Diadema e conhec er pessoalmente o seu Estimado Confrade e Ilustre Prof. João Paulo, bem como a Doma Miquelina, sua copeira e todo o restante pessoal.
    Ficará encantado com bela cidade de Diadema, onde com a argustia irá tentar resolver o caso do anel de dimamante.
    Saudações pardalescas e até breve.

    ResponderExcluir
  10. Estimado confrade e amigo António Cambeta!
    O detetive Pardal será muito bem-vindo!!! A minha amiga, a Dona Miquelina, morava num suntuoso apartamento no bairro paulistano de Santana, mas resolveu mudar para uma residência cinematográfica na Serra da Cantareira, mais precisamente numa travessa da Estrada Santa Inês!!!!
    Caloroso abraço! Saudações cantareiraianas!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderExcluir

Google+ Badge