O Todesca está na janela apreciando a paisagem...

O Todesca está na janela apreciando a paisagem...

Expresso do Oriente

Expresso do Oriente

Todos a bordo

Todos a bordo

Restauração e colorização de fotografias.

Restauração e colorização de fotografias.
Caros amigos sem véus e com véus. Com muito gozo divulgo os valiosos préstimos profissionais do meu estimado amigo Reinaldo Elias, que tornou-se um tarimbado especialista em restauração e colorização de fotografias. Pelo criterioso trabalho, que envolve pesquisa e arte os preços cobrados pela restauração e colorização são módicos. Para solicitarem os valiosos préstimos profissionais entrem em contato com o meu querido amigo através do endereço eletrônico: rjelias200@yahoo.com.br Meus outonais olhos estão em água ao lembrar do já distante ano de 1962, quando minha amada e saudosa mãe me levou a uma filial das Casas Pirani, que ficava na Avenida Celso Garcia, para que seu bebezinho nº 6 fosse eternizado nesta fotografia. Embarcamos num trem de subúrbio, um reluzente trem prateado, na Estação de Santo André e desembarcamos na Estação paulistana do Brás. Lembro como se fosse hoje que levei um beliscão da minha genitora, porque eu queria a todo custo embarcar num bonde para chegar as Casas Pirani. Como eram poucas quadras de distância fomos caminhando até o paraíso do consumo. Saudades das Casas Pirani... Ontem, contei ao meu dileto amigo Gilberto Calixto Rios da minha frustração de nunca ter embarcado num bonde paulistano, que para o meu profundo desencanto teve a última linha desativada no ano de 1968, quando estávamos no auge dos nefastos e malditos anos de chumbo. No ano que fui eternizado nesta fotografia fazia sucesso estrondoso na fascinante Arte das Imagens em Movimento a película "Rome Adventure", aqui intitulada "Candelabro Italiano": https://www.youtube.com/watch?v=yLqfxLPga2E que assisti no extinto Cine Carlos Gomes, na condição de vela zeloso das minhas amadas irmãs mais velhas, a Dirce Zaqueu, Jô Oliveira e Maria Inês. Também no ano de 1962 minha diletíssima e saudosa cantora Maysa (1936-1977) deixava sua legião de fãs enternecida com a canção: https://www.youtube.com/watch?v=BeJHOAbkJcg Mãe, sempre te amei, amo e amarei. Saudades... Saudades... Saudades... Caloroso abraço. Saudações emocionadas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus, sem ranços, com muita imaginação e com muito gozo. PS - Apesar dos pesares acho que continuo um petiz sonhador e esperançoso de um novo dia aos moldes da inesquecível personagem Scarlett O' Hara... Max, traga meus sais centuplicado.

Miniconto

Miniconto
Depois que minha neta me eternizou nesta fotografia o telefone tocou. Ao atender a ligação fiquei aterrorizado ao reconhecer a voz de Hades...

Mimo da Monika

Mimo da Monika
O que nos espera na próxima estação?

A viagem continua

A viagem continua
O quie nos espera na próxima estação?

Lambisgoia da Agrado

Lambisgoia da Agrado
Caros confrades/passageiros sem véus e com véus. A lambisgoia da Agrado, aquela mexeriqueira mor que tudo sabe e tudo vê, me surpreendeu porque não a vi trepar (nem preciso dizer que ela adora o outro significado deste verbo principalmente no presente do indicativo) no topo da locomotiva para se exibir e me ofuscar. Caloroso abraço. Saudações exibidas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus, sem ranços e com muita imaginação.

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.br

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.br
Caros confrades passageiros. O pertinaz duende Himineu, que trabalha - com muito afinco para o Todesca - captou e eternizou o momento que a lambisgoia da Agrado, aquela mexeriqueira mor que tudo sabe e tudo vê, estava reflexiva a apreciar a paisagem no vagão restaurante do Expresso do Oriente sob meu comando. Caloroso braço. Saudações reflexivas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.r

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.r
Todos a bordo... A viagem continua...

Blogs todeschinianos

Blogs todeschinianos
Fonte: arqtodescadois.blogspot.com.br "Sonhei que o vagão joaopauloinquiridor.blogspot.com havia caído de uma ponte que ruíra... Mas, foi só um pesadelo..." Caros confrades/passageiros! Não me canso de divulgar os imperdíveis blogs do Todesca: arqtodesca.blogspot.com.br arqtodescadois.blogspot.com.br que são Oásis num deserto de alienação cibernética. É louvável a pertinácia deste notável, tarimbado e erudito ser vivente, que brinda seus felizardos leitores com ecléticas publicações que deixam patente sua vasta erudição e bem viver. Caloroso abraço. Saudações todeschinianas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

Continuo a espera de Godot...

Continuo a espera de Godot...
Saudações dionísicas.

Saudações leitoras.

Saudações leitoras.

Seguidores

terça-feira, 27 de novembro de 2012

Ladeira do Ouvidor - Largo São Francisco em 1860

Caros confrades/passageiros!
Será que meu bisavô paterno, o Sr. José Pedroso de Oliveira (1844-1906), tinha parentes ou compadres que residiam numa destas habitações e quando vinha da Freguesia de São Bernardo, distante aproximadamente três léguas deste local, ficava hospedado na casa de um deles?!...

Fonte: Fotografia de Militão Augusto de Azevedo (1837-1905).

PS - Já que o sempre argutíssimo Detetive Pardal investigou a respeito dos meus saudosos bisavós paternos, o Sr. José Pedroso de Oliveira e Leopoldina Maria Fagundes de Oliveira (1858-1932), publico a fotografia do casal!

10 comentários:

  1. Estimado Confrade e Ilustre Prof. João Paulo,
    Seu Ilustre Bisavô paterno, Sr. José Pedroso de Oliveira, por certo tinha sua morada nesse encantor local.
    Segundo pude apurar sobre a história de Diadema No final do século XVIII, com a corrida pelo ouro em direção a Embu, os bandeirantes acabaram por criar em sua rota uma parada chamada Piraporinha. Sua proximidade com a colônia de imigração italiana de São Bernardo e a existência de um importante caminho de ligação com São Paulo foram fatores que contribuíram para o povoamento e a movimentação do lugar. A Família Pedroso de Oliveira era proprietária da maior parte daquelas terras desde 1769. Com o aumento populacional da região, José Pedroso de Oliveira construiu a capela do Bom Jesus da Pedra Fria, que não deu conta do crescimento de devotos. Uma nova capela, do Bom Jesus de Piraporinha, não tardou em ser arquitetada.


    Em 1881 o mesmo José Pedroso Oliveira doou as terras onde se localizava a capela para a Cúria Metropolitana de São Paulo. A partir de 1902 começaram a se organizar aí grandes festejos e procissões no mês de agosto. Os eventos ganharam tradição e passaram a atrair romeiros e devotos de outras regiões.


    O largo da capela foi aos poucos se constituindo num entroncamento de 5 pequenas estradas por onde se interligavam os sítios e fazendas da região onde hoje se localiza a cidade de Diadema. Neste ponto de convergência de estradas começou a se desenvolver um comércio local. No final dos anos 40 a Vila Piraporinha já era o maior pólo comercial da futura Diadema.


    Em 29 de julho de 1968 a histórica Capela de Bom Jesus da Pedra Fria, erguida por José Pedroso de Oliveira, começou a ser demolida. Posteriormente, construiu-se nas proximidades do antigo templo a atual Igreja Bom Jesus de Piraporinha.
    Investigação do Inspector Pardal. Abraço amigo
    Diadema muito deve à nobre família Oliveira.


    ResponderExcluir
  2. Estimado Amigo António Cambeta!
    Desta vez o Detetive Pardal deixou-me boquiaberto, porque investigou quem foi meu saudoso bisavô paterno! Já lhe enviei uma missiva póstuma que dediquei ao meu bisavô?!...
    Caloroso abraço! Saudações genealógicas!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderExcluir
  3. Estimado Confrade e Ilustre Prof. João Paulo,
    Embora o Inspector Pardal seja um Alentejano e radicado na Ásia vai fazer meio século, é um verdadeiro investigador, e mais ficou a saber que em homenagem a sua Nobre Bisavó, Da. Leopoldina Maria Fagundes, lhe foi dedicado o nome de uma Avenida, Avenida Fagundes de Oliveira, lá no Bairro de São José.
    O Paradla por lá andou circulando entre a Av. Presidente Jucelino, a Rua da Glória e a Rua Da. Maria Fidélis, indo tomar uns drinks na Lanchonete Loyds e ido depois descansar um pouco no Hotel Piraporinha seguindo, com sempre com um grão zinho na asa, com a Felicidade Conceição, sua parceira em S. Bernardo do Campo.
    Abraço amigo

    ResponderExcluir
  4. Pelo que li, o meu caro amigo João Paulo é um ilustríssima pessoa nessas zonas em função dos seus nobres antepassados ! :))
    Prevejo que ainda um dia será chamado para mais uma inauguração de Rua, Avenida ou edifício com nome dos seus valorosos bisavós ! :)))

    Nada escapa ao inspector Pardal ! eheheh

    Abraço !
    .

    ResponderExcluir
  5. Estimado amigo António Cambeta!
    Pelo visto não há nada que o sempre irriquieto Detetive Pardal não descubra! Já que você se referiu aos meus saudosos bisavós paternos, publiquei a fotografia do casal!
    Caloroso abraço! Saudações memorialistas!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderExcluir
  6. Estimado amigo Rui da Bica!
    Ché, é melhor termos cautela com o Detetive Pardal, porque não há brasas encobertas para ele!
    Caloroso abraço! Saudações reveladoras!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderExcluir
  7. Olhe que realmente o seu bisavô paterno foi um homem de quem o amigo João Paulo se possa muito justamente orgulhar ! :)))
    Um dos tais que "não morrem" !

    Abraço !
    .

    ResponderExcluir
  8. Caro amigo Rui da Bica!
    Realmente sempre trago à baila a memória do meu bisavó paterno com muita admiração!
    Caloroso abraço! Saudações homenagenadoras!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderExcluir
  9. O Detective Pardal sabe tudo!!
    Tenham medo, tenham muito medo :))))
    Aquele abraço!!

    ResponderExcluir
  10. Caro amigo Pedro Coimbra!
    O Detetive Pardal descobre coisa do arco-da-velha!
    Caloroso abraço! Saudações escancaradas!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderExcluir

Google+ Badge