O Todesca está na janela apreciando a paisagem...

O Todesca está na janela apreciando a paisagem...

Expresso do Oriente

Expresso do Oriente

Todos a bordo

Todos a bordo

Restauração e colorização de fotografias.

Restauração e colorização de fotografias.
Caros amigos sem véus e com véus. Com muito gozo divulgo os valiosos préstimos profissionais do meu estimado amigo Reinaldo Elias, que tornou-se um tarimbado especialista em restauração e colorização de fotografias. Pelo criterioso trabalho, que envolve pesquisa e arte os preços cobrados pela restauração e colorização são módicos. Para solicitarem os valiosos préstimos profissionais entrem em contato com o meu querido amigo através do endereço eletrônico: rjelias200@yahoo.com.br Meus outonais olhos estão em água ao lembrar do já distante ano de 1962, quando minha amada e saudosa mãe me levou a uma filial das Casas Pirani, que ficava na Avenida Celso Garcia, para que seu bebezinho nº 6 fosse eternizado nesta fotografia. Embarcamos num trem de subúrbio, um reluzente trem prateado, na Estação de Santo André e desembarcamos na Estação paulistana do Brás. Lembro como se fosse hoje que levei um beliscão da minha genitora, porque eu queria a todo custo embarcar num bonde para chegar as Casas Pirani. Como eram poucas quadras de distância fomos caminhando até o paraíso do consumo. Saudades das Casas Pirani... Ontem, contei ao meu dileto amigo Gilberto Calixto Rios da minha frustração de nunca ter embarcado num bonde paulistano, que para o meu profundo desencanto teve a última linha desativada no ano de 1968, quando estávamos no auge dos nefastos e malditos anos de chumbo. No ano que fui eternizado nesta fotografia fazia sucesso estrondoso na fascinante Arte das Imagens em Movimento a película "Rome Adventure", aqui intitulada "Candelabro Italiano": https://www.youtube.com/watch?v=yLqfxLPga2E que assisti no extinto Cine Carlos Gomes, na condição de vela zeloso das minhas amadas irmãs mais velhas, a Dirce Zaqueu, Jô Oliveira e Maria Inês. Também no ano de 1962 minha diletíssima e saudosa cantora Maysa (1936-1977) deixava sua legião de fãs enternecida com a canção: https://www.youtube.com/watch?v=BeJHOAbkJcg Mãe, sempre te amei, amo e amarei. Saudades... Saudades... Saudades... Caloroso abraço. Saudações emocionadas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus, sem ranços, com muita imaginação e com muito gozo. PS - Apesar dos pesares acho que continuo um petiz sonhador e esperançoso de um novo dia aos moldes da inesquecível personagem Scarlett O' Hara... Max, traga meus sais centuplicado.

Miniconto

Miniconto
Depois que minha neta me eternizou nesta fotografia o telefone tocou. Ao atender a ligação fiquei aterrorizado ao reconhecer a voz de Hades...

Mimo da Monika

Mimo da Monika
O que nos espera na próxima estação?

A viagem continua

A viagem continua
O quie nos espera na próxima estação?

Lambisgoia da Agrado

Lambisgoia da Agrado
Caros confrades/passageiros sem véus e com véus. A lambisgoia da Agrado, aquela mexeriqueira mor que tudo sabe e tudo vê, me surpreendeu porque não a vi trepar (nem preciso dizer que ela adora o outro significado deste verbo principalmente no presente do indicativo) no topo da locomotiva para se exibir e me ofuscar. Caloroso abraço. Saudações exibidas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus, sem ranços e com muita imaginação.

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.br

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.br
Caros confrades passageiros. O pertinaz duende Himineu, que trabalha - com muito afinco para o Todesca - captou e eternizou o momento que a lambisgoia da Agrado, aquela mexeriqueira mor que tudo sabe e tudo vê, estava reflexiva a apreciar a paisagem no vagão restaurante do Expresso do Oriente sob meu comando. Caloroso braço. Saudações reflexivas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.r

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.r
Todos a bordo... A viagem continua...

Blogs todeschinianos

Blogs todeschinianos
Fonte: arqtodescadois.blogspot.com.br "Sonhei que o vagão joaopauloinquiridor.blogspot.com havia caído de uma ponte que ruíra... Mas, foi só um pesadelo..." Caros confrades/passageiros! Não me canso de divulgar os imperdíveis blogs do Todesca: arqtodesca.blogspot.com.br arqtodescadois.blogspot.com.br que são Oásis num deserto de alienação cibernética. É louvável a pertinácia deste notável, tarimbado e erudito ser vivente, que brinda seus felizardos leitores com ecléticas publicações que deixam patente sua vasta erudição e bem viver. Caloroso abraço. Saudações todeschinianas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

Continuo a espera de Godot...

Continuo a espera de Godot...
Saudações dionísicas.

Saudações leitoras.

Saudações leitoras.

Seguidores

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Detetive Pardal


Caros confrades/passageiros!
O que será que o sempre irriquieto e argutíssimo Detetive Pardal está a investigar neste momento?!...
A lambisgoia da Agrado, aquela mexeriqueira mor que tudo sabe e tudo vê, disse-me que ele está envolvido nas investigações do pavoroso crime do Castelinho da Rua Apa, ocorrido na fatídica noite do dia 12 para o dia 13 de maio de 1937 e até hoje não esclarecido. Será que finalmente o Detetive Pardal descobrirá quem foi o autor ou autores dos pavorosos assassinatos?!...
Saudações herculepoirotianas, digo, pardalescas!

13 comentários:

  1. Caro João Paulo ! Só lhe posso garantir uma coisa :
    Se passados 75 anos ainda ninguém descobriu, só uma pessoa o poderá fazer e essa pessoa é nem mais nem menos que o Inspector Pardal !
    Aliás, acho que ele até já aceitou o desafio e se deslocou ao castelinho a tentar saber algumas coisas directamente dos fantasmos que o habitam !
    Certamente que o assassino ou assassinos estará ou estarão entre esses fantasmas !
    Estou em pulgas para saber as suas conclusões e que ele nos conte os métodos que usou para obter as confissões dos fantasmas!

    Grande abraço e votos de sucesso nas pesquisas, ao inspector Pardal !
    .

    ResponderExcluir
  2. Caro amigo Rui da Bica!
    Assino embaixo seu comentário!
    Creio que o Detetive Pardal ainda não embarcou no vagão do Expresso do Oriente, porque está absorto nas investigações do pavoroso crime!
    Caloroso abraço! Saudações crminalísticas!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadmea-SP

    ResponderExcluir
  3. Estimado Confrade e Ilustre Prof. João Paulo,
    O sempre irriquieto Inspector Pardal, viu o seu apelo, não entrou logo no famaso vagão Expresso do oriente, em virtude de se encontrar a investigar o macabro assassinio praticado por uam inspectora da Polícia Judiciária na cidade de Coimbra. Esta agente da PJ matou a avó do marido, de 80 anos de idade, com 14 tiros. Segundo apurou o Pardal essa agente praticou o crime com o fim de sacar umas massas para pagar dividas.
    Encontrando-se já em prisão preventina o Inspector Pardal agora segue para S. Paulo afim de encontar os descendentes de Elza Lengferlder, na altura cozinheira na casa dos Guimarães dos Reis.
    Em breve dará notícias de suas diligências.
    Abraço amigo. Saudações investigadoras

    ResponderExcluir
  4. Ainda estou à espera dos resultados da investigação acerca da sede da Pfizer no Canadá :))
    Aquela fotografia foi tirada bem pertinho da minha casa.
    Há alguns anos, mas é ali bem pertinho.
    Aquele abraço

    ResponderExcluir
  5. Estimado amigo António Cambeta!
    O Detetive Pardal está atarefadíssimo! Já li os relatórios das investigações que ele enviou para o meu endereço eletrônico! Peço-lhe a gentileza de solicitar ao Detetive Pardal que publique aqui os resultados das investigações!
    Caloroso abraço! Saudações satisfatórias!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderExcluir
  6. Caro amigo Pedro Coimbra!
    O Detetive Pardal está envolvido em muitas investigações! Creio que é por este motivo que ainda não iniciou as investigações sobre a sede da Pfizer no Canadá!
    Caloroso abraço! Saudações canadenses!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderExcluir
  7. Estimado Confrade e Ilustre Prof. João Paulo

    O infatigavel Inspector Pardal tem evendiciado todos os eforços para decobrir o assassino do crime cometido no Castelino da Rua Apa, para tal teve acesso a documentos relativos ao assunto e manteve conversações com o investigador Robb Demarest, caçador de fantasmas que inicou uma investigação no Castelino mas sem resultado positivos.

    ResponderExcluir

  8. De todas as averiguações efectuadas o Inspetor Pardal também conhecido pelo Inspector SPARROW, o que mais o surpreendeu e volvidos que são 75 anos, ainda a campa de Alvaro Cesar dos Reis, no cemitério da Conso;ação, se encontra repleto de flores bem fresquinhas e belas, embora a Dona Maria Cândida Cunbha Barreto tenha já falecido, outro aspecto bizarro nest historial que ainda dá mangas para camisas é que o Castelinho foi utilizado como sendo Associação de Mães do Brasil e nunca tendo sito relatado assombro algum.



    O Inspector Pardal estudando os métodos de investigação do famoso detective Chevalier Auguste Dupin chegou à conclusão que o crime foi efectuado pelo Rodolpho com a preciosa ajuda de sua espos ELZA, O Inspector Pardal que na vida real foi criminalogista de profissão ciente está que este horrendo e complicado crime teve igualmente cariz politico, já que a contsrução de ringue de patinagem sobre gelo iria prejudicar o negócio de grandes senhores na cidade de S. Paulo, a familia Reis embora fosse imensamente rica esse dinheiro estava somente na posse de Dona Maria Cândida Guimarães e como tal a ambição de seu filho Alvaro, um playboy sempre metido no meio das saias vendo que seus intentos não podaima ser concretizados vá de mar seu irmão e sua mãe.




    Abraço amigo

    ResponderExcluir
  9. Quaes os verdadeiro motivos da barbara scena Quando ainda não se arrefeceu nsação publica provocada pela dolorosa tragédia passional da rua Maria Benedicta, em que tres ba- Ias certeiras sccclonaram tres vi- que fol feito no local pelo leglsta dr Souza Aranha, qual averl- guou os seguintes ferimentos: Em Maria Cândida Guimarães Reis tres ferimentos perfuro- das, Inclusive de uma infeliz contusos, sendo um no abdômen criança, outra oceorrencia talvez mais triste velo prolongar esse ca- mlnho de sangue que tem sido Em Álvaro César dos Reis ternal Esta bula alUnglu soalho lols fe imentos idênticos no cora- encravou-se nelle, verlflcando-se, ção cadáver estava em decubl- dahi, que Armando recebeu dei- to dorsal, com as pernas dentro do tado cadáver se achava em de- eseriptorio tronco no corredor, cubito dorsal, dentro do escripto próximo ao corpo de seu irmão reportagem policial dos últimos dias tragédia de hontem, por- que envolve pessoas de represen- tação social porque nella appa- rece como victima do próprio fi- llio 'uma senhora de 73 annos, es- tá destinada motivar os mais aprofundados commentarlos, já cão se falando do mysterlo que, em parte, ainda recobre VARIAS DETONAÇÕES DENTRO DO PRÉDIO No prédio 236 da rua Appa um elegante palacete de gente de posses morava Maria Can- üida Guimarães Reis, natural de Luiz do Parahytinga viuva do professor Virgílio César dos Reis As únicas companheiras da septuagenária eram suas emprega- das Elza Lengfelder joven Ma- ria Apparecida Martins, que ha cerca de dois mezes começara a trabalhar naquella residência Co- mo sempre acontecia, Maria Cândida, hontem, Jantou sozinha, recebendo logo depois visita de seus filhos drs Álvaro César dos Reis, de 45 annos, solteiro, domi- clllado num apartamento da ala- meda Barão de Limeira, 87, 20 an- dar, Armando César dos Reis, de 42 annos, solteiro, residenteJi ala- meda Barros, 44, ambos advoga- dos Os dois Irmãos permaneceram algum tempo na casa da progeni- tora, nada se sabendo sobre que conversaram Por volta das 21 horas quem co ta Elza Lengfelder estan- do esta, em companhia de seu ma- rido Rodolpho Lengfelder, no compartimento que oecupava ha- bitualmente, sem communlcação com interior do palacete, ouviu varias detonações espoucarem lá dentro Cessados os fortes estam- pidos, um silencio pesado an- gustioso voltou reinar na faus- tosa vivenda de sua patroa AVISO A' POLICIA Elza compreendeu que alguma grave anormalidade se passava itravés daquellas paredes Teve medo de ingressar no prédio e constatar que oceorrera Como sua collega ria Apparecida pas- leasse pelas circumvizinhanças, sa- hlu procura da moça commu- nicou-lhe facto Ambas se diri- giram, então, um guarda-civil que procuraram ali perto, pondo-o ao corrente da situação poli- eial, por sua vez, çommunicou o easo ao dr Juvenal de Toledo Ra- mos, autoridade tíe serviço na Cen- trai, que seguiu immediatamente para endereço indicado, coinci- dindo sua chegada com do dr Durval de Villalva, delegado de Segurança Pessoal, que também lôra avisado da existência de um crime mysterioso DM QUADRO PAVOROSO Penetrando edificio, em com- panhia de seus auxiliares, aquellas autoridades depararam com um quadro verdadeiramente pavoroso impressionante Tres cadáveres Jaziam ali, cheios de sangue, dis- tanciados um do outro Ao lado dos corpos, uma pistola "Parabel- lum" arma prohibida, de vez que privativa do Exercito Ape- lias uma bala, das oito que com- porta pistola,: estava intacta Se- te tiros foram, disparados- Essa contagem ficou logo comprovada pelo exame medico das victimas, dois altura do coração, com ori- uns tres metros do de sua pro flclos de sahida nas costas ca-1 genitora daver se encontrava em decubito Em Armando César dos Reis late al esquerdo, cahido junto dois ferimentos iguaes, sendo -um escada do "hall" no coração outro na região ex- vio, aos pés od de Álvaro Arman- iim Ml ll» Vil HHHIIIUI ~PMÕY~ Paulo

    ResponderExcluir
  10. O infatigavel Inspector Pardal tem evendiciado todos os eforços para decobrir o assassino do crime cometido no Castelino da Rua Apa, para tal teve acesso a documentos relativos ao assunto e manteve conversações com o investigador Robb Demarest, caçador de fantasmas que inicou uma investigação no Castelino mas sem resultado positivos.



    Segundo uma pessoa que se quis enconder no anonimato revelou ter vivido no Castelino durante os anos 60 e 70'e nada de anormal se passou, dizendo que o castelinho não estava assombrado tal como a maioria das pessoas afirmam.



    O Inspector Pardal após ter analizado a pistola Mauser 9mm veio a saber que a mesma era usada por Alvaro César dos Reis, e que a a outra pistola uma Magnum Parabello era pertença de uma alta individualidade da policia de S. Paulo que tinha contratado Rodolpho para cometer o crime, arma esse que na altura não foi encontrava no local do crime.

    Volvidos alguns anos foram encontradas várias armas da mesma marca e calibre, sendo para tal examinadas e testadas tendo uma delas as mesmas caratectiristicas, estrias e riscos encontrados pelos legitas aquando do crime e mencionado nos seus relatórios, pistola esta pertecente a um chefe da policia militar de S. Paulo, cujo nome se encontrava apagado.



    A cozinheira Elza Lengfelder disse ter ouvido os tiros e saido para a rua afim de chamar um policial, mas nada disse sobre seu marido que com ela tinha estado.



    RODOLPHO LENGFELDER, e segundo presume o Inspector Pardal foi esta a pessoa que assinou Alvaro César dos Reis, usando para tal a pistola Magnun Parabello, para o efeito usou a mão do Armando para efectuar os disparos, o crime havia sido encomendado pelo Alvaro, mas devido às circunstâncias Rodolpho foi obrigado a abrir fogo matando-o



    ResponderExcluir
  11. Estimado amigo António Cambeta!
    Certamente o Detetive Pardal ficou fascinado ao saber das circunstâncias destes pavorosos crimes e finalmente dar o seu parecer final!
    Caloroso abraço! Saudações solucionadas!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderExcluir
  12. ola meu nome e susan iannace eu gostaria de conhecer voce detetive pardal, temos muito o que conversar sobre o crime do castelinho da rua apa, ligue-me fone 11-99970-1028 ou pelo meu email susaniannace@gmail.com

    ResponderExcluir
  13. Ilistre Susan,
    O Pardal andam voando por terras asiaticas, tem entre mãos novas investigações mas terá tempo para poder bater um papo consigo.
    Respeitosos cumprimentos pardalescos.

    ResponderExcluir

Google+ Badge