O Todesca está na janela apreciando a paisagem...

O Todesca está na janela apreciando a paisagem...

Expresso do Oriente

Expresso do Oriente

Todos a bordo

Todos a bordo

Restauração e colorização de fotografias.

Restauração e colorização de fotografias.
Caros amigos sem véus e com véus. Com muito gozo divulgo os valiosos préstimos profissionais do meu estimado amigo Reinaldo Elias, que tornou-se um tarimbado especialista em restauração e colorização de fotografias. Pelo criterioso trabalho, que envolve pesquisa e arte os preços cobrados pela restauração e colorização são módicos. Para solicitarem os valiosos préstimos profissionais entrem em contato com o meu querido amigo através do endereço eletrônico: rjelias200@yahoo.com.br Meus outonais olhos estão em água ao lembrar do já distante ano de 1962, quando minha amada e saudosa mãe me levou a uma filial das Casas Pirani, que ficava na Avenida Celso Garcia, para que seu bebezinho nº 6 fosse eternizado nesta fotografia. Embarcamos num trem de subúrbio, um reluzente trem prateado, na Estação de Santo André e desembarcamos na Estação paulistana do Brás. Lembro como se fosse hoje que levei um beliscão da minha genitora, porque eu queria a todo custo embarcar num bonde para chegar as Casas Pirani. Como eram poucas quadras de distância fomos caminhando até o paraíso do consumo. Saudades das Casas Pirani... Ontem, contei ao meu dileto amigo Gilberto Calixto Rios da minha frustração de nunca ter embarcado num bonde paulistano, que para o meu profundo desencanto teve a última linha desativada no ano de 1968, quando estávamos no auge dos nefastos e malditos anos de chumbo. No ano que fui eternizado nesta fotografia fazia sucesso estrondoso na fascinante Arte das Imagens em Movimento a película "Rome Adventure", aqui intitulada "Candelabro Italiano": https://www.youtube.com/watch?v=yLqfxLPga2E que assisti no extinto Cine Carlos Gomes, na condição de vela zeloso das minhas amadas irmãs mais velhas, a Dirce Zaqueu, Jô Oliveira e Maria Inês. Também no ano de 1962 minha diletíssima e saudosa cantora Maysa (1936-1977) deixava sua legião de fãs enternecida com a canção: https://www.youtube.com/watch?v=BeJHOAbkJcg Mãe, sempre te amei, amo e amarei. Saudades... Saudades... Saudades... Caloroso abraço. Saudações emocionadas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus, sem ranços, com muita imaginação e com muito gozo. PS - Apesar dos pesares acho que continuo um petiz sonhador e esperançoso de um novo dia aos moldes da inesquecível personagem Scarlett O' Hara... Max, traga meus sais centuplicado.

Miniconto

Miniconto
Depois que minha neta me eternizou nesta fotografia o telefone tocou. Ao atender a ligação fiquei aterrorizado ao reconhecer a voz de Hades...

Mimo da Monika

Mimo da Monika
O que nos espera na próxima estação?

A viagem continua

A viagem continua
O quie nos espera na próxima estação?

Lambisgoia da Agrado

Lambisgoia da Agrado
Caros confrades/passageiros sem véus e com véus. A lambisgoia da Agrado, aquela mexeriqueira mor que tudo sabe e tudo vê, me surpreendeu porque não a vi trepar (nem preciso dizer que ela adora o outro significado deste verbo principalmente no presente do indicativo) no topo da locomotiva para se exibir e me ofuscar. Caloroso abraço. Saudações exibidas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus, sem ranços e com muita imaginação.

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.br

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.br
Caros confrades passageiros. O pertinaz duende Himineu, que trabalha - com muito afinco para o Todesca - captou e eternizou o momento que a lambisgoia da Agrado, aquela mexeriqueira mor que tudo sabe e tudo vê, estava reflexiva a apreciar a paisagem no vagão restaurante do Expresso do Oriente sob meu comando. Caloroso braço. Saudações reflexivas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.r

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.r
Todos a bordo... A viagem continua...

Blogs todeschinianos

Blogs todeschinianos
Fonte: arqtodescadois.blogspot.com.br "Sonhei que o vagão joaopauloinquiridor.blogspot.com havia caído de uma ponte que ruíra... Mas, foi só um pesadelo..." Caros confrades/passageiros! Não me canso de divulgar os imperdíveis blogs do Todesca: arqtodesca.blogspot.com.br arqtodescadois.blogspot.com.br que são Oásis num deserto de alienação cibernética. É louvável a pertinácia deste notável, tarimbado e erudito ser vivente, que brinda seus felizardos leitores com ecléticas publicações que deixam patente sua vasta erudição e bem viver. Caloroso abraço. Saudações todeschinianas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

Continuo a espera de Godot...

Continuo a espera de Godot...
Saudações dionísicas.

Saudações leitoras.

Saudações leitoras.

Seguidores

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Crônica da Danuza Leão publicada ontem no periódico Folha de sSo Paulo



Caros(as) confrades!
Não sou fã de carteirinha da Danuza Leão, mas ontem fiquei enternecido e lágrimas deslizaram pela minha face sem viço, além de ficar propenso a refletir sobre como o tempo urge, bem como muitas vezes ficamos solitários, na idade outonal...
O que nos espera?!...
Um depósito de velhos?
Uma clínica geriátrica?
As intermináveis filas de atendimento nos hospitais públicos?
Um condomínio exclusivo para pessoas senis?
Um jazigo?
O crematório da Vila Alpina?


8 comentários:

  1. Estimado Confrade e Ilustre Prof. João Paulo,
    Li eternecidamente a crónica da jornalista Danuza Leão, e não pude ficar indeferente.
    A leitura me levou muitos anos atrás, e tal como essa bela senhora, me fez recordar e pensar como minha vida poderia ter sido bem diferente, em terras lusas, mas quis o destino que assim fosse.
    Os idosos em Macau, e eu me conto entre eles, levam uma vida saúdavel, são queridos de seus filhos, respeitados, e o governo de Macau muito os auxilia.
    Faz hoje 19 anos que me aposentei e a partir do dia que completei 65 anos passei a usuferir de todas as regalias dadas ao idosos residentes em Macau.
    No jornal Hoje Macau pode ler-se o seguinte:

    aposentados querem participar em actividades sociais


    Os idosos de Macau estão sedentos de participar em acções de formação ou actividades em que possam ser úteis à sociedade como forma de ajudar a comunidade e, de certa forma, deixarem de ser um fardo para o resto da população. Pelo menos foi esta a vontade expressa por alguns reformados durante o debate aberto ao público a respeito do plano “Esboço para a Protecção dos Direitos dos Idosos”, anteontem, no hospital Kiang Wu Hospital.
    O Governo deveria dar mais importância à formação dos idosos e ajudá-los a reconquistar um emprego em que pudessem contribuir para a comunidade, defenderam alguns idosos no debate. Um aluno do colégio da terceira idade do Instituto Politécnico de Macau (IPM) referiu que a posição social dos idosos estava a aumentar e que muitos deles estariam dispostos a participar em actividades sociais, apesar da idade. E sugeriu que o Executivo disponibilizasse mais recursos para a aprendizagem dos idosos e melhoria da sua qualidade de vida, sobretudo nos centros de terceira idade.
    Além disso, os participantes no debate sugeriram também que fosse feito um melhor plano de promoção para o trabalho voluntário de idosos, para permitir que este pudessem “usar a vida para influenciar vidas”. Lam Wing, representante da Aliança de Povo de Instituição de Macau, considerou que a participação dos idosos na sociedade era muito importante e que o Governo deveria considerar ajudá-los a obter um novo emprego. Lam sugeriu que o Governo criasse um lar de crianças ou de idosos na comunidade, em que fossem empregados os idosos que vivessem nas zonas próximas, para assegurar rendimentos para os idosos ao mesmo tempo em que contribuía para o seu bom estado mental.
    Um outro idoso, reformado há 28 anos, observou que, devido ao envelhecimento da população, as instalações médicas locais precisavam de uma actualização, e sugeriu que o Governo criasse um hospital para a terceira idade.
    Um abraço cá deste amigo da terceira idade, caminhando para os 68.

    ResponderExcluir
  2. Estimado Confrade e Ilustre Prof. João Paulo,
    Ainda sobre o artigo postado em seu belo vagão, aqui deixo mais uma deixa que encontrei em meu assento na cabine 5.

    Os anos passam, a juventude se vai perdendo, porém, algo de belo e por vezes trsite fica dentro de nós que jamais será esquecido.
    A felicidade se conquista com o amor, mas a palavra amor e farternidade é nos dias de tão vaga, que deixa muios dos idosos senis, infelizmente assim é.


    Te aguardo com ansiedade
    e os ponteiros do relógio mirando,
    me parece uma eternidade
    e eu aqui te esperando

    Cada segundo que passa
    faz palpitar meu coração
    talvez o faça por graça
    chamando à atenção

    Fecho os olhos, e ali estás
    não passa de uma ilusão
    pois sei que com outro estarás
    martirizando meu coração

    Sei que junto não estaremos,
    mas nunca perderei a esperança,
    sei até o que poderemos,
    com amor tudo se alcança

    Ordeno ao tempo para parar
    mas os ponteiros não obedecem
    nem minha dor quer sarar
    nem minhas mãos elas aquecem

    Faz um frio de gelar
    e eu na praça parado
    sabendo que has-de de chegar
    junto a outro seu amado

    Vejo as horas passar
    conto os segundos em vão
    não deixarei de te amar
    sinto palpitar meu coração

    A noite essa vai chegando
    se vai apagando a luz em meu sorriso
    e os ponteiros do relógio sempre andando
    me faz ficar tonto sem juizo

    O meu pensamento vagueia
    olhos as horas mas em vão
    vejo tudo o que me rodeia
    me dá aperto no coração

    Ah!... relógio malfadado
    que horas continuas a dar
    não passo de um desgraçado
    desejoso de teu olhar

    Bloqueio o caminho das lágrimas
    meus olhos embanciados estão
    aguardando teus beijos, tuas dádivas
    sabendo que não voltarão

    Meu pensamento vai vagueando
    recordando tempos de outrora
    sofro porque vou amando
    ficarei até ao nascer da aurora

    Relógio amigo, fiel, sempre correndo
    não paras para descansar
    vê que eu, estou sofrendo
    sem saber se hei-de amar

    Teus ponteiros,
    se cruzam no tempo
    são solidários e companheiros
    eu parado não aguento

    Vislumbro uma sombra familiar
    que para mim se vem dirigindo,
    vejo perto o seu olhar
    ou será que está fugindo!...

    Não!... ela ali está alegre e sorridente
    seu relógio tinha parado
    foi só isso simplesmente
    não esquecendo o seu amado

    O tempo para mim parou
    e logo ali nos beijámos
    feliz é quem sempre amou
    e os segundos já não contámos

    Os ponteiros se uniram
    em bela relação de amor
    e pela vida assim seguiram
    cheios de vida de alegria e de calor.

    Bem queria que assim tivesse acontecido, mas tal como a senhora no aeroporto, nada restou.

    ResponderExcluir
  3. Estimado confrade e amigo António Cambeta!
    Encontro-me naquela situação em que as palavras não dão conta de externar tanta emoção!!!! Como fico enternecido com sua maravilhosa verve que nos brinda com poemas sensibilíssimos!!!!
    Caloroso abraço! Saudações eomocionadíssimas!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderExcluir
  4. Caro João, nada nos é indiferente, mesmo quando dizemos não ver. Somos cria um sistema nefasto e quando deparamos com estas situações não sabemos como reagir. Não é uma questão de velhice, nem sinto que estamos legados ao esquecimento, mas de valores. O individualismo leva as pessoas ao isolamento, cria falsos ritos e pudores e não deixa que as pessoas vivam sua plenitude, menos egoísta e mais humano. Por isso, temos um exercito de deprimidos, mal amados, ante-sociais, psicopatas e outras mazelas mais...
    Quanto a você, para de pensar no que poderia ser, seja. Lembre-se que o Brasil é o país do futuro, rss, nossa expectativa de vida já é de primeiro mundo, rss, e com as novas tecnologias e o Viagra, rss, parte desses problemas atuais, não farão parte de sua velhice,rss.
    Bjsssss, Nelson

    ResponderExcluir
  5. Estimado Confrade e Ilustre Prof. João Paulo

    UM ANÓNIMO SUPER ÓPTIMISTA, E ISSO É BOM, PORÉM O USO DO VIAGRA, ESTÁ DEPENDENTE DE VÁRIOS FACTORES, SE QUEREMOS TER UMA POPULAÇÃO MAIS JOVEM, COM VINAGRE NÃO SE APANHAM MOSCAS.
    O BRASIL É UM PAÍS DE FUTURO É CERTO, MAS ATÉ ATINGIR OS NÍVEIS DAS GRANDES POTÊNCIAS NO QUE DIZ RESPEITO AO BEM ESTAR DA SOCIEDADE AINDA FALTA MUITO, MESMO A FAZER.
    OS IDOSOS CHINESES SÃO TOTALMENTE INDEPENDENTES, LÁ DIZ O DITADO SE MAOMÉ NÃO VEM À MONTANHA VAI A MONTANMHA TER COM MAOMÉ, ASSIM ACONTECE COM O PESSOAL DA TERCEIRA IDADE EM MACAU, SÃO PARTICIPATIVOS, E CUIDAM DE SEU BEM ESTAR, PRATICVANDO GINASTICA, É LINDO VER ESSAS PESSOAS, MANTEREM O SEU RITMO DE VIDA E SEREM ACEITES E CONSIDERADAS PELA POPULAÇÃO E PELAS AUTORIDADES SOCIAIS.
    UM ABRAÇO AMIGO

    ResponderExcluir
  6. Caro confrade Nelson Pedro da Silva!
    Como disse o meu estimado confrade e amigo António Cambeta você está muito otimista!!! Espero que amanhã você faça uma ótima viagem à Suiça, França e Portugal!
    Caloroso abraço! Saudações viajantes!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderExcluir
  7. Estimado confrade e amigo António Cambeta!
    Desejo que você desfrute cada vez mais com muito vigor sua aposentadoria, porque felizmente você reside num local onde as pessoas senis são respeitadas e prestigiadas!
    Caloroso abraço! Saudações auspiciosas!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderExcluir
  8. Caro amigo pf...
    O Brasil ainda carece de muitos serviços essenciais para a populaçao economicamente ativa, o que dirá para a terceira e quarta idades?
    Ainda estamos engatinhando em matéria de civilização, mas creio que com bons e honestos politicos e uma população consciente de seus direitos, poderemos alcançar o nivel das maiores nações do mundo..Espero estar viva até lá.
    Saudações esperançosas.

    ResponderExcluir

Google+ Badge