O Todesca está na janela apreciando a paisagem...

O Todesca está na janela apreciando a paisagem...

Expresso do Oriente

Expresso do Oriente

Todos a bordo

Todos a bordo

Restauração e colorização de fotografias.

Restauração e colorização de fotografias.
Caros amigos sem véus e com véus. Com muito gozo divulgo os valiosos préstimos profissionais do meu estimado amigo Reinaldo Elias, que tornou-se um tarimbado especialista em restauração e colorização de fotografias. Pelo criterioso trabalho, que envolve pesquisa e arte os preços cobrados pela restauração e colorização são módicos. Para solicitarem os valiosos préstimos profissionais entrem em contato com o meu querido amigo através do endereço eletrônico: rjelias200@yahoo.com.br Meus outonais olhos estão em água ao lembrar do já distante ano de 1962, quando minha amada e saudosa mãe me levou a uma filial das Casas Pirani, que ficava na Avenida Celso Garcia, para que seu bebezinho nº 6 fosse eternizado nesta fotografia. Embarcamos num trem de subúrbio, um reluzente trem prateado, na Estação de Santo André e desembarcamos na Estação paulistana do Brás. Lembro como se fosse hoje que levei um beliscão da minha genitora, porque eu queria a todo custo embarcar num bonde para chegar as Casas Pirani. Como eram poucas quadras de distância fomos caminhando até o paraíso do consumo. Saudades das Casas Pirani... Ontem, contei ao meu dileto amigo Gilberto Calixto Rios da minha frustração de nunca ter embarcado num bonde paulistano, que para o meu profundo desencanto teve a última linha desativada no ano de 1968, quando estávamos no auge dos nefastos e malditos anos de chumbo. No ano que fui eternizado nesta fotografia fazia sucesso estrondoso na fascinante Arte das Imagens em Movimento a película "Rome Adventure", aqui intitulada "Candelabro Italiano": https://www.youtube.com/watch?v=yLqfxLPga2E que assisti no extinto Cine Carlos Gomes, na condição de vela zeloso das minhas amadas irmãs mais velhas, a Dirce Zaqueu, Jô Oliveira e Maria Inês. Também no ano de 1962 minha diletíssima e saudosa cantora Maysa (1936-1977) deixava sua legião de fãs enternecida com a canção: https://www.youtube.com/watch?v=BeJHOAbkJcg Mãe, sempre te amei, amo e amarei. Saudades... Saudades... Saudades... Caloroso abraço. Saudações emocionadas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus, sem ranços, com muita imaginação e com muito gozo. PS - Apesar dos pesares acho que continuo um petiz sonhador e esperançoso de um novo dia aos moldes da inesquecível personagem Scarlett O' Hara... Max, traga meus sais centuplicado.

Miniconto

Miniconto
Depois que minha neta me eternizou nesta fotografia o telefone tocou. Ao atender a ligação fiquei aterrorizado ao reconhecer a voz de Hades...

Mimo da Monika

Mimo da Monika
O que nos espera na próxima estação?

A viagem continua

A viagem continua
O quie nos espera na próxima estação?

Lambisgoia da Agrado

Lambisgoia da Agrado
Caros confrades/passageiros sem véus e com véus. A lambisgoia da Agrado, aquela mexeriqueira mor que tudo sabe e tudo vê, me surpreendeu porque não a vi trepar (nem preciso dizer que ela adora o outro significado deste verbo principalmente no presente do indicativo) no topo da locomotiva para se exibir e me ofuscar. Caloroso abraço. Saudações exibidas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus, sem ranços e com muita imaginação.

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.br

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.br
Caros confrades passageiros. O pertinaz duende Himineu, que trabalha - com muito afinco para o Todesca - captou e eternizou o momento que a lambisgoia da Agrado, aquela mexeriqueira mor que tudo sabe e tudo vê, estava reflexiva a apreciar a paisagem no vagão restaurante do Expresso do Oriente sob meu comando. Caloroso braço. Saudações reflexivas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.r

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.r
Todos a bordo... A viagem continua...

Blogs todeschinianos

Blogs todeschinianos
Fonte: arqtodescadois.blogspot.com.br "Sonhei que o vagão joaopauloinquiridor.blogspot.com havia caído de uma ponte que ruíra... Mas, foi só um pesadelo..." Caros confrades/passageiros! Não me canso de divulgar os imperdíveis blogs do Todesca: arqtodesca.blogspot.com.br arqtodescadois.blogspot.com.br que são Oásis num deserto de alienação cibernética. É louvável a pertinácia deste notável, tarimbado e erudito ser vivente, que brinda seus felizardos leitores com ecléticas publicações que deixam patente sua vasta erudição e bem viver. Caloroso abraço. Saudações todeschinianas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

Continuo a espera de Godot...

Continuo a espera de Godot...
Saudações dionísicas.

Saudações leitoras.

Saudações leitoras.

Seguidores

domingo, 3 de fevereiro de 2013

Sangue Mineiro - película brasileira silenciosa de 1929

Caros confrades/passageiros!
Encontrei a preciosa película silenciosa brasileira, Sangue Mineiro, que o nobilíssimo cineasta Humberto Mauro nos brindou em 1929!
Logo mais, ao embarcar neste vagão do Expresso do Oriente, o Detetive pardal, brindar-nos-á com a resenha desta película!
LUZES! CÂMERAS! AÇÃO!

8 comentários:

  1. Se é "Sangue Mineiro" e cinema "mudo", ´certamente que foi pena ter-se perdido o melhor daquele povo !
    A sua maneira de falar única e muito curiosa (não sei se pode ser considerado, dialecto mineiro ? ).
    Lembro-me de assistir por cá a telenovelas brasileiras e deliciar-me com certos ditos e maneiras de falar daquela gente, absolutamente imperdíveis ! rsrs

    Abraço ! :))
    .

    ResponderExcluir
  2. Estimado Confrade e Ilustre Prof. João Paulo
    O Inspector Sparrow investigou e encontrou imensas informações sobre este belo filme como a seguir se verá

    “Sangue Mineiro” é um dos filmes mais importantes produzidos durante a era do cinema mudo no Brasil. Dirigido por Humberto Mauro e fotografado por Edgar Brazil [o fotógrafo do inacreditável “Limite”], “Sangue Mineiro” é estrelado por Carmen Santos, Maury Bueno, Nita Ney, Máximo Serrano e outros. A trama gira em torno do olhar romântico e das desventuras amorosas de quatro jovens, em especial nas de Carmen, interpretada com sutileza e emoção pela então estrela Carmen Santos.


    Em Sangue Mineiro Humberto Mauro narra a história de Carmen, uma jovem que se apaixona por Roberto, mas tem o amor roubado pela irmã que volta de um período de estudos. Desiludida, Carmen tenta o suicídio atirando-se em uma lagoa, porém é salva por Max e Cristovam, dois rapazes que vivem na chácara do Acaba-Mundo. Carmen acaba morando na chácara junto de Dona Martha, Max, Cristovam e Tufy.

    O industrial Sampaio, pai adotivo de Carmen, fica muito preocupado com o sumiço da filha, assim como com o que isso causaria a sua reputação, e logo manda buscá-la; seu amigo Franco a encontra feliz em seu novo lar. Carmen começa a chamar a atenção de Cristovam e Max. Após algum tempo de convivência Cristovam começa a sentir atração por Carmen e acaba beijando-a a força enquanto Max e Tufy observam. Max ajuda Carmen e acaba brigando com Cristovam.

    Neuza, irmã de Carmen, tenta buscá-la sem sucesso. Arrependido pela confusão que causou Roberto escreve uma carta para Sampaio e vai junto a Franco buscar Carmen. Eles conversam e acabam não se entendendo, Roberto também falha na missão de trazer Carmen de volta. Voltando para o Solar, Roberto bate o carro e se machuca gravemente.

    Cristovam, muito arrependido, conversa com Carmen e pede perdão, os dois se beijam, quebrando o coração de Max. Roberto e Neuza ficam juntos; Cristovam e Carmen se casam, deixando a chácara e indo para a cidade.

    Sangue Mineiro apresenta na conclusão de sua narrativa uma estrutura de filme americano clássico. Para alcançar a felicidade, os personagens têm que se redimir dos pecados cometidos. Roberto, apesar de não conseguir se entender com Carmen, paga de maneira física se machucando após o acidente de carro. Cabe ressaltar que Franco, que o acompanhava no carro, não sofreu nenhum arranhão. Cristovam, que havia estuprado Carmen, é apedrejado por Tufy e depois pede desculpas para Carmen, declarando seu amor. O fato de Carmen aceitar facilmente as desculpas de seu estuprador e futuro marido demonstra claramente a inconsistência narrativa presente em Sangue Mineiro.

    Mauro e Edgar Brasil ainda não estavam no auge de suas carreiras quando fizeram Sangue Mineiro, porém já demonstram sinais de sua grande habilidade e no caso de Mauro, percebe-se grande evolução em relação à Braza Dormida. Apesar das falhas narrativas e de construção, Sangue Mineiro tem grande valor na produção nacional e principalmente dentro das carreiras de Mauro e Brasil.

    *Felipe Abreu é graduando em Audiovisual pela Universidade de São Paulo (USP)

    Muitos mais haveria para dizer, mas o Pardal ficou bastante informado sobrte este belo filme.
    Abraço amigo saudações pardalescas

    ResponderExcluir
  3. Caro amigo Rui da Bica!
    Realmente o modo de falar dos mineiros é bem peculiar!
    Caloroso abraço! Saudações amineiradas!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderExcluir
  4. Caro amigo António Cambeta!
    Sabia que podia contar com os costumeiros e valiosos préstimos do Detetive Pardal, que sempre torna as publicações deste vagão do Expresso do Oriente palpitantes!
    Caloroso abraço! Saudações mineiras!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderExcluir
  5. Olá Meninooooooooooooooooooo.
    Que saudades desse vagão.
    Certa de que entrando nesse espaço sempre estou a poucos minutos de conhecer e me deliciar um pouco mais de História e por conseguinte saber um pouquinho mais,pois descobriu se que quando mais sabemos descobrimos o quanto somos leigos.
    Mas você com seu carisma,dedicação,inteligência e competência traz sempre assuntos,livros e filmes que trazem sempre algo primoroso.E você se mostra um descobridor "dos sete mares"
    Mineiros o povo que traz alegria a todos nós,seja com seu jeito de falar,de ser amável com todos que o cercam,isso sem falar da comida deliciosa dos mineiros,que é uma das minhas preferidas.
    Suas apreciações já se mostraram riquíssimas e as contribuições aqui expostas fecharam com chave de ouro.Parabéns.

    ResponderExcluir
  6. Cara confrade Ana Célia de Freitas!
    Que bom vê-la embarcar neste vagão do Expresso do Oriente!
    Agradeço as gentis palavras!
    Embarque sempre!
    Caloroso abraço! Saudações aprendizes!
    Até brve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderExcluir
  7. Nunca fui amante do que é designado por cinema mudo, caro Prof. João Paulo de Oliveira :((
    Aquele abraço e votos de boa semana!

    ResponderExcluir
  8. Caro amigo Pedro Coimbra!
    Agradeço e retribuo os auspíciosos votos!
    Caloroso abraço! Saudações vigorosas!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderExcluir

Google+ Badge