O Todesca está na janela apreciando a paisagem...

O Todesca está na janela apreciando a paisagem...

Expresso do Oriente

Expresso do Oriente

Todos a bordo

Todos a bordo

Restauração e colorização de fotografias.

Restauração e colorização de fotografias.
Caros amigos sem véus e com véus. Com muito gozo divulgo os valiosos préstimos profissionais do meu estimado amigo Reinaldo Elias, que tornou-se um tarimbado especialista em restauração e colorização de fotografias. Pelo criterioso trabalho, que envolve pesquisa e arte os preços cobrados pela restauração e colorização são módicos. Para solicitarem os valiosos préstimos profissionais entrem em contato com o meu querido amigo através do endereço eletrônico: rjelias200@yahoo.com.br Meus outonais olhos estão em água ao lembrar do já distante ano de 1962, quando minha amada e saudosa mãe me levou a uma filial das Casas Pirani, que ficava na Avenida Celso Garcia, para que seu bebezinho nº 6 fosse eternizado nesta fotografia. Embarcamos num trem de subúrbio, um reluzente trem prateado, na Estação de Santo André e desembarcamos na Estação paulistana do Brás. Lembro como se fosse hoje que levei um beliscão da minha genitora, porque eu queria a todo custo embarcar num bonde para chegar as Casas Pirani. Como eram poucas quadras de distância fomos caminhando até o paraíso do consumo. Saudades das Casas Pirani... Ontem, contei ao meu dileto amigo Gilberto Calixto Rios da minha frustração de nunca ter embarcado num bonde paulistano, que para o meu profundo desencanto teve a última linha desativada no ano de 1968, quando estávamos no auge dos nefastos e malditos anos de chumbo. No ano que fui eternizado nesta fotografia fazia sucesso estrondoso na fascinante Arte das Imagens em Movimento a película "Rome Adventure", aqui intitulada "Candelabro Italiano": https://www.youtube.com/watch?v=yLqfxLPga2E que assisti no extinto Cine Carlos Gomes, na condição de vela zeloso das minhas amadas irmãs mais velhas, a Dirce Zaqueu, Jô Oliveira e Maria Inês. Também no ano de 1962 minha diletíssima e saudosa cantora Maysa (1936-1977) deixava sua legião de fãs enternecida com a canção: https://www.youtube.com/watch?v=BeJHOAbkJcg Mãe, sempre te amei, amo e amarei. Saudades... Saudades... Saudades... Caloroso abraço. Saudações emocionadas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus, sem ranços, com muita imaginação e com muito gozo. PS - Apesar dos pesares acho que continuo um petiz sonhador e esperançoso de um novo dia aos moldes da inesquecível personagem Scarlett O' Hara... Max, traga meus sais centuplicado.

Miniconto

Miniconto
Depois que minha neta me eternizou nesta fotografia o telefone tocou. Ao atender a ligação fiquei aterrorizado ao reconhecer a voz de Hades...

Mimo da Monika

Mimo da Monika
O que nos espera na próxima estação?

A viagem continua

A viagem continua
O quie nos espera na próxima estação?

Lambisgoia da Agrado

Lambisgoia da Agrado
Caros confrades/passageiros sem véus e com véus. A lambisgoia da Agrado, aquela mexeriqueira mor que tudo sabe e tudo vê, me surpreendeu porque não a vi trepar (nem preciso dizer que ela adora o outro significado deste verbo principalmente no presente do indicativo) no topo da locomotiva para se exibir e me ofuscar. Caloroso abraço. Saudações exibidas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus, sem ranços e com muita imaginação.

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.br

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.br
Caros confrades passageiros. O pertinaz duende Himineu, que trabalha - com muito afinco para o Todesca - captou e eternizou o momento que a lambisgoia da Agrado, aquela mexeriqueira mor que tudo sabe e tudo vê, estava reflexiva a apreciar a paisagem no vagão restaurante do Expresso do Oriente sob meu comando. Caloroso braço. Saudações reflexivas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.r

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.r
Todos a bordo... A viagem continua...

Blogs todeschinianos

Blogs todeschinianos
Fonte: arqtodescadois.blogspot.com.br "Sonhei que o vagão joaopauloinquiridor.blogspot.com havia caído de uma ponte que ruíra... Mas, foi só um pesadelo..." Caros confrades/passageiros! Não me canso de divulgar os imperdíveis blogs do Todesca: arqtodesca.blogspot.com.br arqtodescadois.blogspot.com.br que são Oásis num deserto de alienação cibernética. É louvável a pertinácia deste notável, tarimbado e erudito ser vivente, que brinda seus felizardos leitores com ecléticas publicações que deixam patente sua vasta erudição e bem viver. Caloroso abraço. Saudações todeschinianas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

Continuo a espera de Godot...

Continuo a espera de Godot...
Saudações dionísicas.

Saudações leitoras.

Saudações leitoras.

Seguidores

sábado, 9 de fevereiro de 2013

"Flesh and Fantasy" aqui intitulada "Mistérios da Vida" de 1943

Caros confrades/passageiros!
Aprecio sobremaneira a película aqui intitulada "Os Mistérios da Vida" de 1943!
Daqui a pouco o sempre pertinaz Detetive Pardal brindar-nos-á com a resenha desta imperdível película!
O primeiro episódio é inquietante e nos permite incontáveis viéses!
Vamos nos encantar com esta película que no ano em curso completa 70 anos?!...
LUZES! CÂMERAS! AÇÃO!

4 comentários:

  1. Estimado Confrade e Ilsutre Prof, Joâo Paulo,
    Após 12 horas de viagem cheguei à cerca de uma hora aqui à aldeia perto da cidade de Lampang.
    Estou no terraço da casa ouvido os sons da natureza e abri o pc para ler as notícias, e vi seu belo artigo sobre este magnifico filme, cujo enrredo abaixo explico.

    Carne e Fantasia é um filme de 1943 americano antologia dirigido por Julien Duvivier, estrelado por Edward G. Robinson, Charles Boyer e Barbara Stanwyck. A realização deste filme foi inspirado pelo sucesso do filme Duvivier da antologia anterior, fo filme de 1942 de Manhattan.
    Carne e Fantasia conta três histórias, independentes, mas com um tema sobrenatural, por Ellis São José, Oscar Wilde, e Vadnay László. Amarrando juntos os três segmentos é uma conversa sobre o oculto entre dois clubmen, interpretado por um humorista Robert Benchley.

    O cenário é Nova Orleans. Henrietta simples e amargurado (Campo Betty) secretamente ama estudante de direito Michael (Robert Cummings). No Mardi Gras noite, um misterioso estranho (Edgar Barreira) dá a ela uma máscara branca de beleza que ela deve retornar à meia-noite. Em uma festa, Michael se apaixona por Henrietta, mas ainda tem que ver o rosto sob a máscara. Henrietta incentiva Michael para seguir uma vida melhor, embora possa significar perdê-lo para sempre. Henrietta remove a máscara à meia-noite descobrir que ela é agora bonito e que a atitude dela, velho egoísta era realmente a causa de sua feiúra.

    Segundo segmento

    A segunda história é baseada em Crime de Oscar Wilde história de Lorde Arthur Savile. O quiromante chamado Podgers (Thomas Mitchell) é fazer previsões precisas misteriosamente em uma festa para os ricos e entediado. Ele diz que o cético advogado Marshall Tyler (Edward G. Robinson) para evitar um cruzamento de determinada rua a caminho de casa. O quiromante também age como se vê mais na mão, mas não admitem. Tyler evita o conselho e quase leva um tiro durante uma perseguição policial no cruzamento. Tyler vai para a casa da cartomante. Sob pressão, o quiromante admite que ele viu que Tyler vai matar alguém.

    A noção obceca Tyler, que decide que ele deve matar ninguém, alguém, só para acabar com isso. Ele chega perto de matar duas pessoas, mas é incapaz de fazê-lo. Ele finalmente se encontra Podgers por acidente em uma ponte numa noite, e culpando Podgers para o seu problema, enraivecido estrangula-lo até à morte. Tentando escapar, Tyler é atropelado por um carro, o que leva, sem uma pausa para o terceiro segmento do filme. O acidente é testemunhado por Gaspar Grande (Charles Boyer), um artista de alto gabarito, e isso leva sem uma pausa para o terceiro segmento do filme.

    Terceiro segmento

    Artista finõrio de alto gabarito, Gaspar Grande é assombrado por sonhos de queda, e em cada sonho da desgraça uma certa mulher (Barbara Stanwyck), que ele nunca conheceu, é lá também. Esses sonhos de morte afetam o seu desempenho como ele recua da manobra mais perigosa, saltando de um fio para outro. Eventualmente, ele encontra sua garota dos sonhos, que tem sérios problemas para a enfrentar. Gaspar depois decide que não vai deixar seus sonhos ruins afetar negativamente a ele e que sua vida é a sua própria. Ele realiza a façanha com sucesso, sem saber que a mulher por quem está apaixonado está prestes a ser presa pela polícia.

    Esta aparte principal do filme, que tem o seu final numa fazenda, onde é acolhido por um amigo que tem uma cega que é cega, uma história forte cheia d eenredos e picardias.
    Abraço amigo, saudações lunares

    ResponderExcluir
  2. Caro amigo António Cambeta!
    Desejo-lhe uma ótima estadia nesta aldeia do reino do Sião!
    Agradeço o Detetive Pardal por mais uma impecável resenha da película apresentada neste vagão do Expresso do Oriente sob meu comando!
    Caloroso abraço! Saudações misteriosas!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderExcluir
  3. Não me recordo de ter visto este filme, mas lembro-me bem destes 3 grandes : Edward G. Robinson, Charles Boyer e Barbara Stanwyck !
    .

    ResponderExcluir
  4. Caro amigo Rui da Bica!
    Os atores citados deixaram marcas indeléveis na Sétima Arte!
    Caloroso abraço! Saudações boyerianas!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderExcluir

Google+ Badge