O Todesca está na janela apreciando a paisagem...

O Todesca está na janela apreciando a paisagem...

Expresso do Oriente

Expresso do Oriente

Todos a bordo

Todos a bordo

Restauração e colorização de fotografias.

Restauração e colorização de fotografias.
Caros amigos sem véus e com véus. Com muito gozo divulgo os valiosos préstimos profissionais do meu estimado amigo Reinaldo Elias, que tornou-se um tarimbado especialista em restauração e colorização de fotografias. Pelo criterioso trabalho, que envolve pesquisa e arte os preços cobrados pela restauração e colorização são módicos. Para solicitarem os valiosos préstimos profissionais entrem em contato com o meu querido amigo através do endereço eletrônico: rjelias200@yahoo.com.br Meus outonais olhos estão em água ao lembrar do já distante ano de 1962, quando minha amada e saudosa mãe me levou a uma filial das Casas Pirani, que ficava na Avenida Celso Garcia, para que seu bebezinho nº 6 fosse eternizado nesta fotografia. Embarcamos num trem de subúrbio, um reluzente trem prateado, na Estação de Santo André e desembarcamos na Estação paulistana do Brás. Lembro como se fosse hoje que levei um beliscão da minha genitora, porque eu queria a todo custo embarcar num bonde para chegar as Casas Pirani. Como eram poucas quadras de distância fomos caminhando até o paraíso do consumo. Saudades das Casas Pirani... Ontem, contei ao meu dileto amigo Gilberto Calixto Rios da minha frustração de nunca ter embarcado num bonde paulistano, que para o meu profundo desencanto teve a última linha desativada no ano de 1968, quando estávamos no auge dos nefastos e malditos anos de chumbo. No ano que fui eternizado nesta fotografia fazia sucesso estrondoso na fascinante Arte das Imagens em Movimento a película "Rome Adventure", aqui intitulada "Candelabro Italiano": https://www.youtube.com/watch?v=yLqfxLPga2E que assisti no extinto Cine Carlos Gomes, na condição de vela zeloso das minhas amadas irmãs mais velhas, a Dirce Zaqueu, Jô Oliveira e Maria Inês. Também no ano de 1962 minha diletíssima e saudosa cantora Maysa (1936-1977) deixava sua legião de fãs enternecida com a canção: https://www.youtube.com/watch?v=BeJHOAbkJcg Mãe, sempre te amei, amo e amarei. Saudades... Saudades... Saudades... Caloroso abraço. Saudações emocionadas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus, sem ranços, com muita imaginação e com muito gozo. PS - Apesar dos pesares acho que continuo um petiz sonhador e esperançoso de um novo dia aos moldes da inesquecível personagem Scarlett O' Hara... Max, traga meus sais centuplicado.

Miniconto

Miniconto
Depois que minha neta me eternizou nesta fotografia o telefone tocou. Ao atender a ligação fiquei aterrorizado ao reconhecer a voz de Hades...

Mimo da Monika

Mimo da Monika
O que nos espera na próxima estação?

A viagem continua

A viagem continua
O quie nos espera na próxima estação?

Lambisgoia da Agrado

Lambisgoia da Agrado
Caros confrades/passageiros sem véus e com véus. A lambisgoia da Agrado, aquela mexeriqueira mor que tudo sabe e tudo vê, me surpreendeu porque não a vi trepar (nem preciso dizer que ela adora o outro significado deste verbo principalmente no presente do indicativo) no topo da locomotiva para se exibir e me ofuscar. Caloroso abraço. Saudações exibidas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus, sem ranços e com muita imaginação.

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.br

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.br
Caros confrades passageiros. O pertinaz duende Himineu, que trabalha - com muito afinco para o Todesca - captou e eternizou o momento que a lambisgoia da Agrado, aquela mexeriqueira mor que tudo sabe e tudo vê, estava reflexiva a apreciar a paisagem no vagão restaurante do Expresso do Oriente sob meu comando. Caloroso braço. Saudações reflexivas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.r

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.r
Todos a bordo... A viagem continua...

Blogs todeschinianos

Blogs todeschinianos
Fonte: arqtodescadois.blogspot.com.br "Sonhei que o vagão joaopauloinquiridor.blogspot.com havia caído de uma ponte que ruíra... Mas, foi só um pesadelo..." Caros confrades/passageiros! Não me canso de divulgar os imperdíveis blogs do Todesca: arqtodesca.blogspot.com.br arqtodescadois.blogspot.com.br que são Oásis num deserto de alienação cibernética. É louvável a pertinácia deste notável, tarimbado e erudito ser vivente, que brinda seus felizardos leitores com ecléticas publicações que deixam patente sua vasta erudição e bem viver. Caloroso abraço. Saudações todeschinianas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

Continuo a espera de Godot...

Continuo a espera de Godot...
Saudações dionísicas.

Saudações leitoras.

Saudações leitoras.

Seguidores

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Último dia da 21ª Bienal Internacional do Livro!!!!...











Caros(as) confrades!
Ontem terminou a 21ª Bienal Internacional do Livro, ocorrida na Parque Anhembi, lá no bairro de Santana, na capital paulista... Cheguei no local por volta das 10h30 e encontrei uma fila literalmente falando quilométrica, mas valeu a pena porque adquiri livros imperdíveis com 50% de desconto, como por exemplo o precioso livro "Uma amizade revelada" - correspondência entre o Imperador dom Pedro II e Adelaide Ristori, a maior atriz de seu tempo, organização Alessandra Vannucci e "Máquina para os deuses" - anotações de um cenógrafo e o discurso da cenografia, do saudoso Cyro del Nero!!!!... É evidente que também comprei livros para minha amada neta!!!!!... Deixei minha máquina rodante nas proximidades da Estação Tietê do metro... Quando retornei a via pública onde estava regularmente estacionada minha máquina rodante, vejo que os valorosos homens da lei da nossa destemida Polícia Militar me aguardavam, porque flagraram um meliante riscando minha propriedade mecânica... O ilícito fato ocorreu 1h15 antes da minha chegada e os policiais militares preservavam o local até minha chegada... A seguir fomos ao 19º Distrito Policial, no bairro da Casa Verde, onde ao chegar tive a desagradável notícia que deveria esperar o delegado plantonista retornar do almoço [sic] e antes do registro da ocorrência de danos materiais atenderia duas ocorrências de morte natural... Para completar minha estupefação o escrivão de plantão disse-me que ocorrências de danos materiais não dão em nada, principalmente levando-se em conta que o meliante é "um morador de rua"... Mediante tanta inoperância não efetivei o registro na Polícia Civil, ficando somente com o registro da eficente Polícia Militar... Quando cheguei na minha morada de imediato acionei o endereço eletrônico da Polícia Militar para agradecer e elogiar o atendimento primoroso recebido dos representantes de uma Corporação que não mede esforços para dar segurança numa megalópolis, onde a violência exacerbada é a tônica!!!!...

10 comentários:

  1. Estaria seu carro todo riscado se nossos governantes se preocupassem mais com a formação de nossas crianças?
    Acredito que se tivessemos mais professores, feito você, que se preocupam em ensinar muito além do bê-a-bá o mundo seria menos violento.
    Abraços,

    ResponderExcluir
  2. Caríssima amiga gloriosa Glorinha!
    Seu viés é pertinente!!!... Agradeço as gentis palavras! Já fui ao funileiro... Terei que desembolsar a "módica" quantia de R$800,00 para reparar o ato ilícito perpetrado por um meliante ou melhor dizendo um ser vivente antissocial...
    Caloroso abraço! Saudações reparadoras!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderExcluir
  3. Caro professor e amigo..
    Que alento saber que podemos contar com a valorosa Policia Militar, para nos proteger e preservar nosso patrimônio. Este deve ser o papel da Segurança Publica como um todo (civil e militar). Se todos agissem com presteza, responsabilidade e sincronismo, a criminalidade e o vandalismo seriam varridos desta cidade.
    Voto de louvor a esses militares que cumpriram com o seu papel de bem servir e proteger o cidadão.
    E a Bienal parece que foi um sucesso de público e de vendas. Um bom sinal,que revela um interesse crescente pela leitura.
    abços

    ResponderExcluir
  4. Caríssima amiga Cristina Fonseca!
    Assino embaixo suas sensatas ponderações!
    Realmente a "21ªBienal Internacional do Livro" foi um sucesso de público e vendas!!!... Todavia não podemos esquecer que somente na região metropolitana de São Paulo vivem mais de 20 milhões de pessoas!!!...
    Caloroso abraço! Saudações Saramagoianas!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderExcluir
  5. Caríssimo amigo!

    Lamento muitíssimo o vandalismo ocorrido com o seu carro, ainda mais quando estava num local tentando buscar mais conhecimento, informação e cultura, no afã de passá-los a seus pupilos, certamente!

    Faço minhas as palavras da Glorinha e da Cris!

    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  6. Caríssima amiga Nívia Andres!
    Agradeço sobremaneira as palavras de solidariedade!!!!...
    Caloroso abraço! Saudações seguras!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderExcluir
  7. Olá Meninoooooooooooo.
    Meu sonho é conhecer a Bienal, quem sabe um dia...
    Mas, só em ver suas fotos na bienal, me senti lá.
    Que triste hein,chegar e encontrar seu carro nesse estado,culpa dos governos que não investem de verdade na Educação, e nos Professores sensatos e inteligentes como você, se cada escola tivesse um João Paulo, certamente já faria uma grande diferença.Que bom saber que estimula sua netinha ao hábito da leitura desde pequena. Eta vô coruja.
    Beijossssssssssss.

    ResponderExcluir
  8. Caríssima amiga Ana Célia de Freitas!
    Agradeço suas ponderadas considerações!
    Caloroso abraço! Saudações vigorosas!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderExcluir
  9. Professor, até dói no coração ver um ato de vandalismo desse...
    Realmente uma lástima!
    Passei por esse local no dia em que estive na Bienal. É, realmente, deprimente e fiquei imaginando como São Paulo mudou nessas últimas décadas!!
    Prefiro ficar aqui no meu interior, sou um caipira assumido.
    Saudações solidárias
    João

    ResponderExcluir
  10. Caríssimo amigo João!
    O crescimento vertiginoso da nossa pujante região metropolitana de São Paulo, que tem aproximadamente 20 milhões de habitantes, atrai pessoas de todas as partes do Brasil e de outros países e muitas destas pessoas ficam com a sensação de não pertencimento ao espaço geográfico que ora habitam, que possibilita atos de vandalismos, como o perpetrado contra minha máquina rodante.
    Caloroso abraço! Saudações agradecidas!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderExcluir

Google+ Badge