O Todesca está na janela apreciando a paisagem...

O Todesca está na janela apreciando a paisagem...

Expresso do Oriente

Expresso do Oriente

Todos a bordo

Todos a bordo

Restauração e colorização de fotografias.

Restauração e colorização de fotografias.
Caros amigos sem véus e com véus. Com muito gozo divulgo os valiosos préstimos profissionais do meu estimado amigo Reinaldo Elias, que tornou-se um tarimbado especialista em restauração e colorização de fotografias. Pelo criterioso trabalho, que envolve pesquisa e arte os preços cobrados pela restauração e colorização são módicos. Para solicitarem os valiosos préstimos profissionais entrem em contato com o meu querido amigo através do endereço eletrônico: rjelias200@yahoo.com.br Meus outonais olhos estão em água ao lembrar do já distante ano de 1962, quando minha amada e saudosa mãe me levou a uma filial das Casas Pirani, que ficava na Avenida Celso Garcia, para que seu bebezinho nº 6 fosse eternizado nesta fotografia. Embarcamos num trem de subúrbio, um reluzente trem prateado, na Estação de Santo André e desembarcamos na Estação paulistana do Brás. Lembro como se fosse hoje que levei um beliscão da minha genitora, porque eu queria a todo custo embarcar num bonde para chegar as Casas Pirani. Como eram poucas quadras de distância fomos caminhando até o paraíso do consumo. Saudades das Casas Pirani... Ontem, contei ao meu dileto amigo Gilberto Calixto Rios da minha frustração de nunca ter embarcado num bonde paulistano, que para o meu profundo desencanto teve a última linha desativada no ano de 1968, quando estávamos no auge dos nefastos e malditos anos de chumbo. No ano que fui eternizado nesta fotografia fazia sucesso estrondoso na fascinante Arte das Imagens em Movimento a película "Rome Adventure", aqui intitulada "Candelabro Italiano": https://www.youtube.com/watch?v=yLqfxLPga2E que assisti no extinto Cine Carlos Gomes, na condição de vela zeloso das minhas amadas irmãs mais velhas, a Dirce Zaqueu, Jô Oliveira e Maria Inês. Também no ano de 1962 minha diletíssima e saudosa cantora Maysa (1936-1977) deixava sua legião de fãs enternecida com a canção: https://www.youtube.com/watch?v=BeJHOAbkJcg Mãe, sempre te amei, amo e amarei. Saudades... Saudades... Saudades... Caloroso abraço. Saudações emocionadas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus, sem ranços, com muita imaginação e com muito gozo. PS - Apesar dos pesares acho que continuo um petiz sonhador e esperançoso de um novo dia aos moldes da inesquecível personagem Scarlett O' Hara... Max, traga meus sais centuplicado.

Miniconto

Miniconto
Depois que minha neta me eternizou nesta fotografia o telefone tocou. Ao atender a ligação fiquei aterrorizado ao reconhecer a voz de Hades...

Mimo da Monika

Mimo da Monika
O que nos espera na próxima estação?

A viagem continua

A viagem continua
O quie nos espera na próxima estação?

Lambisgoia da Agrado

Lambisgoia da Agrado
Caros confrades/passageiros sem véus e com véus. A lambisgoia da Agrado, aquela mexeriqueira mor que tudo sabe e tudo vê, me surpreendeu porque não a vi trepar (nem preciso dizer que ela adora o outro significado deste verbo principalmente no presente do indicativo) no topo da locomotiva para se exibir e me ofuscar. Caloroso abraço. Saudações exibidas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus, sem ranços e com muita imaginação.

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.br

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.br
Caros confrades passageiros. O pertinaz duende Himineu, que trabalha - com muito afinco para o Todesca - captou e eternizou o momento que a lambisgoia da Agrado, aquela mexeriqueira mor que tudo sabe e tudo vê, estava reflexiva a apreciar a paisagem no vagão restaurante do Expresso do Oriente sob meu comando. Caloroso braço. Saudações reflexivas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.r

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.r
Todos a bordo... A viagem continua...

Blogs todeschinianos

Blogs todeschinianos
Fonte: arqtodescadois.blogspot.com.br "Sonhei que o vagão joaopauloinquiridor.blogspot.com havia caído de uma ponte que ruíra... Mas, foi só um pesadelo..." Caros confrades/passageiros! Não me canso de divulgar os imperdíveis blogs do Todesca: arqtodesca.blogspot.com.br arqtodescadois.blogspot.com.br que são Oásis num deserto de alienação cibernética. É louvável a pertinácia deste notável, tarimbado e erudito ser vivente, que brinda seus felizardos leitores com ecléticas publicações que deixam patente sua vasta erudição e bem viver. Caloroso abraço. Saudações todeschinianas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

Continuo a espera de Godot...

Continuo a espera de Godot...
Saudações dionísicas.

Saudações leitoras.

Saudações leitoras.

Seguidores

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

A viagem continua... Próxima parada Ricks Café Américain



6 comentários:

  1. Estimado Confrade e Ilustre Prof. João Paulo,
    Vi esse belo filme Casablanca quando ainda era um jovem adorei ver.
    "Evreybody comes to Ricks" e eu não podia ser excepção.
    Durante a Segunda Guerra Mundial, Rick Blaine (Humphrey Bogart), um americano amargo e cínico , expatriado de causas desconhecidas, administra a casa noturna mais popular em Casablanca (Marrocos), o "Café de Rick" . Este também é uma casa de apostas que atrai uma clientela diversificada: as pessoas da França de Vichy , os funcionários da Alemanha Nazi, refugiados , políticos e ladrões. Enquanto Rick diz ser neutro em todos os campos, mais tarde revelou seu envolvimento no tráfico ilegal de armas para a Etiópia , que teria como objetivo combater a Invasão italiana de 1935 e a Guerra Civil Espanhola junto a Segunda República Espanhola.

    Uma noite, um pequeno criminoso chamado Ugarte (Peter Lorre), chega ao clube de Rick portando umas tais letters of transit ("cartas de trânsito"), que conseguiu após matar dois mensageiros alemães. Essas cartas são uma espécie de passe que permite o trânsito livre através do titular pela Europa controlada pelos Nazi e chegará até a cidade neutra de Lisboa (Portugal), onde poderia chegar nos Estados Unidos. Assim, os documentos são de valor inestimável para qualquer um dos refugiados à espera de sua chance de escapar de Casablanca. Ugarte planeja vender os passes naquela noite, mas antes da venda ocorre que Ugarte é preso pela polícia local sob o comando do capitão Louis Renault (Claude Rains), um funcionário corrupto na França de Vichy que só quer agradar de todas as formas possíveis os nazistas. Sub-repticiamente, Ugarte deixou as cartas sob os cuidados de Rick porque de alguma forma ele era o único de quem ele confiava.

    Enquanto isso o motivo de amargura de Rick chega de volta à sua vida. É a sua ex-amante, Ilsa Lund (Ingrid Bergman), que havia deixado Paris sem explicação e que com seu marido Victor Laszlo (Paul Henreid), entra no Café naquela noite com objetivo de comprar os passes. Laszlo é um renomado líder da resistência tcheca que enfrentava os nazistas. O casal precisava das cartas para deixar Casablanca e ir para os Estados Unidos, onde ele poderia continuar seu trabalho. Na noite seguinte, Laszlo, suspeitando que Rick tem as cartas, faz diversas perguntas à ele, mas Rick se recusa a dar os passes, pedindo-lhe para perguntar a sua esposa. (Ou seja, apenas duas pessoas podem ir, mas neste momento existem três pessoas que o querem.) O diálogo é interrompido quando um grupo de oficiais nazistas, sob o comando do Major Strasser (Conrad Veidt), começa a cantar "Die Wacht am Rhein"(O guarda no rio Reno), que foi considerado um hino patriótico na Alemanha nazista. Enfurecido, Laszlo pede à banda local interpretar a La Marseillaise , o hino nacional francês , mesmo antes da ocupação do país. Quando o mestre da banda está à procura de Rick com os olhos, ele acena. Laszlo começa a cantar, primeiro sozinho e depois o fervor patriótico de longa suprimida toma conta da multidão e toda a gente se junta o canto, abafando os alemães. Em retaliação, Strasser ordena fechar o clube.

    Haveria mais para contar mas me fico por aqui, nas vesperas da esposa festejar seu aniversário.
    Abraço amigo

    ResponderExcluir
  2. Este é O filme, caro Prof. João Paulo de Oliveira!
    Já o vi tantas vezes que já o sei de cor.
    Viu o Play it Again Sam, de Woody Allen?
    Eu estou como ele.
    Conheço as falas, as deixas todas.
    Lindo, lindo, lindo!!!
    Aquele abraço e votos de bom fim-de-semana

    ResponderExcluir
  3. Olá amigo João Paulo ! :))
    De volta, trago-lhe um grande abraço ! :))
    Um marco na história do cinema, esse Casablanca e esses 2 monstros sagrados da representação cinematográfica ! :))
    .

    ResponderExcluir
  4. Estimado amigo António Cambeta!
    Sabia que podia contar com seus valiosos préstimos!!!!
    Desejo que as comemorações do natalício de sua esposa seja repleta de felicitações!!!
    Caloroso abraço! Saudações casablancanas!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderExcluir
  5. Caro amigo Pedro Coimbra!
    Também sou fã da película "Sonhos de um Sedutor"!!!
    Agradeço e retribuo os auspiciosos votos!!!!
    Caloroso abraço! Saudações woodyanas!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderExcluir
  6. Estimado amigo Rui da Bica!
    Folgo saber que retornou ao mundo cibernético!!!
    Caloroso abraço! Saudações vigorosas!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderExcluir

Google+ Badge