O Todesca está na janela apreciando a paisagem...

O Todesca está na janela apreciando a paisagem...

Expresso do Oriente

Expresso do Oriente

Todos a bordo

Todos a bordo

Restauração e colorização de fotografias.

Restauração e colorização de fotografias.
Caros amigos sem véus e com véus. Com muito gozo divulgo os valiosos préstimos profissionais do meu estimado amigo Reinaldo Elias, que tornou-se um tarimbado especialista em restauração e colorização de fotografias. Pelo criterioso trabalho, que envolve pesquisa e arte os preços cobrados pela restauração e colorização são módicos. Para solicitarem os valiosos préstimos profissionais entrem em contato com o meu querido amigo através do endereço eletrônico: rjelias200@yahoo.com.br Meus outonais olhos estão em água ao lembrar do já distante ano de 1962, quando minha amada e saudosa mãe me levou a uma filial das Casas Pirani, que ficava na Avenida Celso Garcia, para que seu bebezinho nº 6 fosse eternizado nesta fotografia. Embarcamos num trem de subúrbio, um reluzente trem prateado, na Estação de Santo André e desembarcamos na Estação paulistana do Brás. Lembro como se fosse hoje que levei um beliscão da minha genitora, porque eu queria a todo custo embarcar num bonde para chegar as Casas Pirani. Como eram poucas quadras de distância fomos caminhando até o paraíso do consumo. Saudades das Casas Pirani... Ontem, contei ao meu dileto amigo Gilberto Calixto Rios da minha frustração de nunca ter embarcado num bonde paulistano, que para o meu profundo desencanto teve a última linha desativada no ano de 1968, quando estávamos no auge dos nefastos e malditos anos de chumbo. No ano que fui eternizado nesta fotografia fazia sucesso estrondoso na fascinante Arte das Imagens em Movimento a película "Rome Adventure", aqui intitulada "Candelabro Italiano": https://www.youtube.com/watch?v=yLqfxLPga2E que assisti no extinto Cine Carlos Gomes, na condição de vela zeloso das minhas amadas irmãs mais velhas, a Dirce Zaqueu, Jô Oliveira e Maria Inês. Também no ano de 1962 minha diletíssima e saudosa cantora Maysa (1936-1977) deixava sua legião de fãs enternecida com a canção: https://www.youtube.com/watch?v=BeJHOAbkJcg Mãe, sempre te amei, amo e amarei. Saudades... Saudades... Saudades... Caloroso abraço. Saudações emocionadas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus, sem ranços, com muita imaginação e com muito gozo. PS - Apesar dos pesares acho que continuo um petiz sonhador e esperançoso de um novo dia aos moldes da inesquecível personagem Scarlett O' Hara... Max, traga meus sais centuplicado.

Miniconto

Miniconto
Depois que minha neta me eternizou nesta fotografia o telefone tocou. Ao atender a ligação fiquei aterrorizado ao reconhecer a voz de Hades...

Mimo da Monika

Mimo da Monika
O que nos espera na próxima estação?

A viagem continua

A viagem continua
O quie nos espera na próxima estação?

Lambisgoia da Agrado

Lambisgoia da Agrado
Caros confrades/passageiros sem véus e com véus. A lambisgoia da Agrado, aquela mexeriqueira mor que tudo sabe e tudo vê, me surpreendeu porque não a vi trepar (nem preciso dizer que ela adora o outro significado deste verbo principalmente no presente do indicativo) no topo da locomotiva para se exibir e me ofuscar. Caloroso abraço. Saudações exibidas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus, sem ranços e com muita imaginação.

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.br

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.br
Caros confrades passageiros. O pertinaz duende Himineu, que trabalha - com muito afinco para o Todesca - captou e eternizou o momento que a lambisgoia da Agrado, aquela mexeriqueira mor que tudo sabe e tudo vê, estava reflexiva a apreciar a paisagem no vagão restaurante do Expresso do Oriente sob meu comando. Caloroso braço. Saudações reflexivas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.r

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.r
Todos a bordo... A viagem continua...

Blogs todeschinianos

Blogs todeschinianos
Fonte: arqtodescadois.blogspot.com.br "Sonhei que o vagão joaopauloinquiridor.blogspot.com havia caído de uma ponte que ruíra... Mas, foi só um pesadelo..." Caros confrades/passageiros! Não me canso de divulgar os imperdíveis blogs do Todesca: arqtodesca.blogspot.com.br arqtodescadois.blogspot.com.br que são Oásis num deserto de alienação cibernética. É louvável a pertinácia deste notável, tarimbado e erudito ser vivente, que brinda seus felizardos leitores com ecléticas publicações que deixam patente sua vasta erudição e bem viver. Caloroso abraço. Saudações todeschinianas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

Continuo a espera de Godot...

Continuo a espera de Godot...
Saudações dionísicas.

Saudações leitoras.

Saudações leitoras.

Seguidores

quinta-feira, 2 de maio de 2013

Companhias aéreas que deixaram saudades

Caros confrades/passageiros!
A sempre atenciosa, Cristina Fonseca, enviou-me preciosas fotografias de autoria do fotógrafo e crítico de cinema paulista, Benedito Junqueira Duarte (1910-1995).
Esta fotografia é uma delas.
Será que alguns dos passageiros deste voo da extinta Companhia Aérea Panair do Brasil, que foi um marco na nossa aviação, ainda estão entre nós?!..
Quantos viéses...
Depois que publiquei na página do facebook "SP Antigo - Memória e Preservação" recebi esta mensagem:

Martin Jayo Caro João Paulo de Oliveira, acredito que você irá gostar deste voo da Real Aerovias, entre Buenos Aires e Miami. Preste atenção na passagem por São Paulo, que começa aos 7 minutos de vídeo.

Respondi-lhe: 

Caro Martin Jayo,muitíssimo obrigado por nos brindar com este precioso curta-metragem, do final da década de 50, do século passado, que nos encanta por conta, como por exemplo, comparar o requintando e impecável serviço de bordo, da extinta Real, com os felizardos passageiros, confortavelmente instalados em espaçosas poltronas... Causa estranheza, na contemporaneidade, ver a elegante passageira fumando tranquilamente sem a preocupação com os demais passageiros. Fico cá a divagar como eram acondicionados o lauto banquete oferecido aos passageiros... Como será que eram os banheiros destes aviões do tempo que minha amada imortal, a inigualável atriz Gene Tierney (1920-1991) brilhava intensamente na Fascinante Arte das Imagens em Movimento?!... Que encantador ver a nossa amada cidade de São Paulo, no tempo que eu era um menino peralta e sonhador, que brincava no quintal da minha morada, que então ficava na Rua Javaés nº 182, Vila Assunção, na minha cidade de nascença Santo André-SP e, no período da tarde, contava os aviões que sobrevoavam o meu quintal em rota para pousar no Aeroporto de Congonhas (lembro que uma tarde contei 23 aviões). Será que vi este avião sobrevoar meus domínios vindo de Buenos Aires?!... Em pensar que nos dias em curso teremos que pagar para engolir uma "gororoba" insulsa, equilibrando-se para não dar uma cotovelada no passageiro da esquerda e da direita, caso estejamos na poltroninha do meio, bem como não termos a possibilidade de esticar as pernas nos voos domésticos e internacionais. Imagine então o martírio numa viagem transoceânica! Somente me resta rogar: Max! Traga meus sais centuplicado!

Logo depois recebi outro comentário:

  • Joao José Basso Prezado João Paulo de Oliveira. Apenas para ficar registrado, em meus tempos de office boy, trabalhando na rua Conselheiro Crispiniano, 404, Edifício Rex(esquina São João), conheci pessoalmente o corcundinha da Real Aerovias que permanecia o dia todona loja dessa empresa que ficava na Cons. Crispiniano nos baixos do predio 379, onde, pelo google Street, encontra-se a loja de calçados Zappata. Todo ano recebia um calendario da Aerovias pelas mãos do mesmo. Embora nunca tenha usado os serviços dessa Cia. sómente a apresentação e cordialidade vista naquela loja já nos antecipava o bom atendimento que a mesma dispunha a sua clientela.

    Que respondi:
  • Caro Joao José Basso, grato por compartilhar conosco as suas preciosas reminiscências. Oxalá, você tenha nos seus guardados um destes - agora - valiosíssimos calendários! Morei durante 25 anos na cidade de Guarujá-SP e, neste período, diariamente subia e descia a Serra, durante muitos anos de ônibus. Fiz muitas amizades com os passageiros diaristas, entre eles, a Dona Rosa, que era professora da Rede Municipal de Ensino de São Paulo. Ela dizia, com muito orgulho, que no auge da sua juventude era aeromoça da Real...

4 comentários:

  1. Realmente uma época de ouro, quando todos os passageiros eram tratados como "VIP's !
    Hoje em dia viaja-se tão apertado que não se consegue sequer adormecer em viagens de longo curso !
    Enorme cidade S.Paulo já nessa altura !
    Um excelente documento histórico ! ...

    A brincar : Uma senhora brasileira loira chegou ao aeroposto para embarcar, mas não seguiu viagem. Perguntada porquê, disse : dizia no avião "Pa na ir" e eu não fui ! :))

    Abraço ! :))
    .

    ResponderExcluir
  2. Estimado Confrade e Ilustre Prof. João Paulo,
    Já nos meus tempo de miudos a PanAir era uma companhia aérea famosa.
    Actualmente o tratamento VIP ainda permaneces mas somente em primeira classe, e eu tive a oportunida de fazer algumas viagens de longo curso em 1a. classe, através das companhias aéreas, Thai Airways, Cathay Pacific e Air France, mas fico pensando como seria o tratamento a bordo da PanAir, onde por certo a sua sempre amada Gene adorava viajar.
    Na sua provavel viagem até ao reino distante, escolha um lugar na prineira fila onde poderá viajar com espaço e confortavelmente.
    Bos dias de hoje ainda se pode dormir em viagens de longo curso.
    São Paulo era já na época uma mega cidade, e foi pena a Pan Air bem como outra compnahia reconhecidas internacionalmente tenha acabado.
    Abraço amigo cá do pardal voador.

    ResponderExcluir
  3. Caro amigo Rui da Bica!
    Nos dias em curso somente viajam com conforto os passageiros de voos internacionais da 1ª classe.
    Esta anedota fez-me lembrar daquelas alusivas a "loira burra"...
    Caloroso abraço! Sudações panairianas!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderExcluir
  4. Caro amigo António Cambeta!
    Como você é um passageiro de viagens aéreas tarimbado tem muitas histórias para nos contar!
    Agradeço as dicas. No mês de março retornei de Buenos Aires sentado numa poltrona da primeira fila por conta da minha mobilidade reduzida.
    Caloroso abraço! Saudações aéreas!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderExcluir

Google+ Badge