O Todesca está na janela apreciando a paisagem...

O Todesca está na janela apreciando a paisagem...

Expresso do Oriente

Expresso do Oriente

Todos a bordo

Todos a bordo

Restauração e colorização de fotografias.

Restauração e colorização de fotografias.
Caros amigos sem véus e com véus. Com muito gozo divulgo os valiosos préstimos profissionais do meu estimado amigo Reinaldo Elias, que tornou-se um tarimbado especialista em restauração e colorização de fotografias. Pelo criterioso trabalho, que envolve pesquisa e arte os preços cobrados pela restauração e colorização são módicos. Para solicitarem os valiosos préstimos profissionais entrem em contato com o meu querido amigo através do endereço eletrônico: rjelias200@yahoo.com.br Meus outonais olhos estão em água ao lembrar do já distante ano de 1962, quando minha amada e saudosa mãe me levou a uma filial das Casas Pirani, que ficava na Avenida Celso Garcia, para que seu bebezinho nº 6 fosse eternizado nesta fotografia. Embarcamos num trem de subúrbio, um reluzente trem prateado, na Estação de Santo André e desembarcamos na Estação paulistana do Brás. Lembro como se fosse hoje que levei um beliscão da minha genitora, porque eu queria a todo custo embarcar num bonde para chegar as Casas Pirani. Como eram poucas quadras de distância fomos caminhando até o paraíso do consumo. Saudades das Casas Pirani... Ontem, contei ao meu dileto amigo Gilberto Calixto Rios da minha frustração de nunca ter embarcado num bonde paulistano, que para o meu profundo desencanto teve a última linha desativada no ano de 1968, quando estávamos no auge dos nefastos e malditos anos de chumbo. No ano que fui eternizado nesta fotografia fazia sucesso estrondoso na fascinante Arte das Imagens em Movimento a película "Rome Adventure", aqui intitulada "Candelabro Italiano": https://www.youtube.com/watch?v=yLqfxLPga2E que assisti no extinto Cine Carlos Gomes, na condição de vela zeloso das minhas amadas irmãs mais velhas, a Dirce Zaqueu, Jô Oliveira e Maria Inês. Também no ano de 1962 minha diletíssima e saudosa cantora Maysa (1936-1977) deixava sua legião de fãs enternecida com a canção: https://www.youtube.com/watch?v=BeJHOAbkJcg Mãe, sempre te amei, amo e amarei. Saudades... Saudades... Saudades... Caloroso abraço. Saudações emocionadas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus, sem ranços, com muita imaginação e com muito gozo. PS - Apesar dos pesares acho que continuo um petiz sonhador e esperançoso de um novo dia aos moldes da inesquecível personagem Scarlett O' Hara... Max, traga meus sais centuplicado.

Miniconto

Miniconto
Depois que minha neta me eternizou nesta fotografia o telefone tocou. Ao atender a ligação fiquei aterrorizado ao reconhecer a voz de Hades...

Mimo da Monika

Mimo da Monika
O que nos espera na próxima estação?

A viagem continua

A viagem continua
O quie nos espera na próxima estação?

Lambisgoia da Agrado

Lambisgoia da Agrado
Caros confrades/passageiros sem véus e com véus. A lambisgoia da Agrado, aquela mexeriqueira mor que tudo sabe e tudo vê, me surpreendeu porque não a vi trepar (nem preciso dizer que ela adora o outro significado deste verbo principalmente no presente do indicativo) no topo da locomotiva para se exibir e me ofuscar. Caloroso abraço. Saudações exibidas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus, sem ranços e com muita imaginação.

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.br

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.br
Caros confrades passageiros. O pertinaz duende Himineu, que trabalha - com muito afinco para o Todesca - captou e eternizou o momento que a lambisgoia da Agrado, aquela mexeriqueira mor que tudo sabe e tudo vê, estava reflexiva a apreciar a paisagem no vagão restaurante do Expresso do Oriente sob meu comando. Caloroso braço. Saudações reflexivas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.r

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.r
Todos a bordo... A viagem continua...

Blogs todeschinianos

Blogs todeschinianos
Fonte: arqtodescadois.blogspot.com.br "Sonhei que o vagão joaopauloinquiridor.blogspot.com havia caído de uma ponte que ruíra... Mas, foi só um pesadelo..." Caros confrades/passageiros! Não me canso de divulgar os imperdíveis blogs do Todesca: arqtodesca.blogspot.com.br arqtodescadois.blogspot.com.br que são Oásis num deserto de alienação cibernética. É louvável a pertinácia deste notável, tarimbado e erudito ser vivente, que brinda seus felizardos leitores com ecléticas publicações que deixam patente sua vasta erudição e bem viver. Caloroso abraço. Saudações todeschinianas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

Continuo a espera de Godot...

Continuo a espera de Godot...
Saudações dionísicas.

Saudações leitoras.

Saudações leitoras.

Seguidores

sábado, 27 de novembro de 2010

Conjunto Secos & Molhados e Ney Matogrosso















Caros(as) confrades!
O conjunto "Secos e Molhados" teve curta duração no início da década de 70, mas fez sucesso estrondoso, deixando marcas indeléveis na sua legião de fãs. Depois que o conjunto se defez o cantor Ney Matogrosso continuou com sua carreira magnífica e ainda nos encanta quando nos dá o deleite de vê-lo no palco com suas supimpas apresentações!!! Vida longa e vigorosa para este notável cantor!!!...
Max!!!!... Contenha o assanhamento da lambisgóia da Agrado e depois traga meus sais centuplicado!!!!!!...

14 comentários:

  1. Estimado Amigo e Exmo. Senhor Professor João Paulo,
    O meu sincero obrigado por partilhar conosco tão belas músicas, desconhecia Ney Matogrosso e o cx-conjuto Secos e Molhados, mas através de si e dos videos apresentados fiquei a conhecer, e digo, sinceramente que adorei.
    Em Portugal o termo Seco e Molhados, tem um significado bem diferente, visto ter ficado esse nome, devido, a uma manifestação de agentes de polícia, trajando civilmente, e terem sido agredidos com canhões de água, por agentes de polícia em serviço.
    Músicas bem diferentes, mas que causaram moça.
    Um abraço amigo

    ResponderExcluir
  2. Caro confrade e amigo António!
    Que bom saber que apreciou o conjunto Secos & Molhados e o notável cantor Ney Matogrosso!!!!...
    Também não sabia que o termo Secos e Molhados tinha outro significado em Portugal! É como sempre digo estou sempre aprendendo com você!!!...
    Caloroso abraço! Saudações musicais!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderExcluir
  3. Querido amigo João,

    Adorei rever os Secos & Molhados! Quando os vimos (meus pais e eu) pela primeira vez na televisão, deu boa polêmica em casa: meu pai, antigo servidor do exército português, achou um absurdo um homem desnudo, pintado a rebolar indecorosamente; minha mãe, cuja formação incluíra películas e literatura, pôs-se a considerar; e eu, ingressante na adolescência, adorei!
    A propósito, meu pai possuiu durante certo tempo, aqui no Brasil, uma armazém de secos e molhados. Interessante o que conta António, na postagem acima. Fico a cismar no significado da expressão adquirida em nossas terras.

    Abraços dançantes,
    Fatima R.

    ResponderExcluir
  4. Caríssima confrade e amiga Fátima Ribeiro!
    Considero uma prerrogativa tê-la como amiga real e virtual, bem como me deparar com suas argutíssimas ponderações! Apreciaria sobremaneira se você estreitasse laços com o ilustre cidadão, o valoroso e erudito António, também falante da língua de Camóes, que mora em Macau!!!... Você viu como também aprendemos com ele?!!!... Vou perguntar para o meu dileto amigo, o Prof. Dr. Gabriel Perissé, se ele pode nos informar o significado, entre nós, das expressões "Secos e Molhados"!!!!...
    Caloroso abraço! Saudações especulas!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderExcluir
  5. Fico aguardando a resposta do Ilustre Professor Dr. Gabriel Perissé, e pelo contacto da D. Fátima Ribeiro.
    Um abraço amigo

    ResponderExcluir
  6. Caro confrade e amigo António!
    Tenho certeza que você ficará encantado em conhecer o imperdível espaço cibernético do Prof. Dr. Gabriel Perissé, bem como estreitar laços com a minha queridíssima amiga Fátima Ribeiro!
    Caloroso abraço! Saudações fraternais!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderExcluir
  7. "Bailam, corujas e pirilampos, entre os sacis e as fadas..."
    Realmente, professor, esse conjunto marcou nossa juventude de uma forma indelével. No carnaval de 1974, saímos num bloco, travestidos de "Secos e Molhados" (eu com uma bandeja no pesçoço, repleta de frutos, imitação da capa do disco mais famoso deles, lembra-se?). Ainda guardo a foto rsrs
    Forte abraço
    João

    ResponderExcluir
  8. Com relação ao significado de "Secoos empórios ous e Molhados", cá no Brasil, sempre soube que refere-se ao estabelecimento que vende cereais e bebidas: os antigos Empórios ou Vendas.
    O Dr. Gabriel Perissé esteve, recentemente aqui em São João da Boa Vista, em palestras ou cursos.
    João

    ResponderExcluir
  9. Fiz confusão ali em cima mas referia-me a "Secos e Molhados" rsrs
    JB

    ResponderExcluir
  10. Caro amigo João!
    Vou colocar na postagem a fotografia do álbum que você se refere!
    Tenho a prerrogativa de ser citado no livro "A arte de ensinar", de autoria do nobilíssimo Prof. Dr. Gabriel Perissé!!!... Infelizmente, por conta das atribuições e atribulações do cotidiano, raramente o vejo em carne e osso!
    Caloroso abraço! Saudações Perisseianas!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderExcluir
  11. KKKK, a minha foto é exatamente igual. O prato de papelão, as frutas de plástico, a cara pintada. Ná época eu já era barbudo e tinha Muiiiitos cabelos, rsrs
    Abs
    joão

    ResponderExcluir
  12. Caro amigo João!
    Bem que você podia nos brindar com uma das suas imperdíveis crônicas, desta vez versando sobre este Carnaval dos idos anos de 1974!!!... Claro que nem preciso dizer que a fotografia que você está fantasiado deve acompanhar a cronica!
    Caloroso abraço! Saudações memoralistas!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderExcluir
  13. Nossa! Era só sacagens na época. A não ser que lance um blog de "Crônicas Eróticas" rsrsrs
    JB

    ResponderExcluir
  14. Caro amigo João!
    Seria alvissareiro você trazer à baila, nas suas crônicas, como a geração da Jovem Guarda era uma "brasa mora"!!!... Lembra o refrão "lavou está novo"!!!!...
    Max!!!!... Traga meus sais centuplicado!!!...
    Caloroso abraço! Saudações angelicais!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderExcluir

Google+ Badge