O Todesca está na janela apreciando a paisagem...

O Todesca está na janela apreciando a paisagem...

Expresso do Oriente

Expresso do Oriente

Todos a bordo

Todos a bordo

Restauração e colorização de fotografias.

Restauração e colorização de fotografias.
Caros amigos sem véus e com véus. Com muito gozo divulgo os valiosos préstimos profissionais do meu estimado amigo Reinaldo Elias, que tornou-se um tarimbado especialista em restauração e colorização de fotografias. Pelo criterioso trabalho, que envolve pesquisa e arte os preços cobrados pela restauração e colorização são módicos. Para solicitarem os valiosos préstimos profissionais entrem em contato com o meu querido amigo através do endereço eletrônico: rjelias200@yahoo.com.br Meus outonais olhos estão em água ao lembrar do já distante ano de 1962, quando minha amada e saudosa mãe me levou a uma filial das Casas Pirani, que ficava na Avenida Celso Garcia, para que seu bebezinho nº 6 fosse eternizado nesta fotografia. Embarcamos num trem de subúrbio, um reluzente trem prateado, na Estação de Santo André e desembarcamos na Estação paulistana do Brás. Lembro como se fosse hoje que levei um beliscão da minha genitora, porque eu queria a todo custo embarcar num bonde para chegar as Casas Pirani. Como eram poucas quadras de distância fomos caminhando até o paraíso do consumo. Saudades das Casas Pirani... Ontem, contei ao meu dileto amigo Gilberto Calixto Rios da minha frustração de nunca ter embarcado num bonde paulistano, que para o meu profundo desencanto teve a última linha desativada no ano de 1968, quando estávamos no auge dos nefastos e malditos anos de chumbo. No ano que fui eternizado nesta fotografia fazia sucesso estrondoso na fascinante Arte das Imagens em Movimento a película "Rome Adventure", aqui intitulada "Candelabro Italiano": https://www.youtube.com/watch?v=yLqfxLPga2E que assisti no extinto Cine Carlos Gomes, na condição de vela zeloso das minhas amadas irmãs mais velhas, a Dirce Zaqueu, Jô Oliveira e Maria Inês. Também no ano de 1962 minha diletíssima e saudosa cantora Maysa (1936-1977) deixava sua legião de fãs enternecida com a canção: https://www.youtube.com/watch?v=BeJHOAbkJcg Mãe, sempre te amei, amo e amarei. Saudades... Saudades... Saudades... Caloroso abraço. Saudações emocionadas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus, sem ranços, com muita imaginação e com muito gozo. PS - Apesar dos pesares acho que continuo um petiz sonhador e esperançoso de um novo dia aos moldes da inesquecível personagem Scarlett O' Hara... Max, traga meus sais centuplicado.

Miniconto

Miniconto
Depois que minha neta me eternizou nesta fotografia o telefone tocou. Ao atender a ligação fiquei aterrorizado ao reconhecer a voz de Hades...

Mimo da Monika

Mimo da Monika
O que nos espera na próxima estação?

A viagem continua

A viagem continua
O quie nos espera na próxima estação?

Lambisgoia da Agrado

Lambisgoia da Agrado
Caros confrades/passageiros sem véus e com véus. A lambisgoia da Agrado, aquela mexeriqueira mor que tudo sabe e tudo vê, me surpreendeu porque não a vi trepar (nem preciso dizer que ela adora o outro significado deste verbo principalmente no presente do indicativo) no topo da locomotiva para se exibir e me ofuscar. Caloroso abraço. Saudações exibidas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus, sem ranços e com muita imaginação.

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.br

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.br
Caros confrades passageiros. O pertinaz duende Himineu, que trabalha - com muito afinco para o Todesca - captou e eternizou o momento que a lambisgoia da Agrado, aquela mexeriqueira mor que tudo sabe e tudo vê, estava reflexiva a apreciar a paisagem no vagão restaurante do Expresso do Oriente sob meu comando. Caloroso braço. Saudações reflexivas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.r

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.r
Todos a bordo... A viagem continua...

Blogs todeschinianos

Blogs todeschinianos
Fonte: arqtodescadois.blogspot.com.br "Sonhei que o vagão joaopauloinquiridor.blogspot.com havia caído de uma ponte que ruíra... Mas, foi só um pesadelo..." Caros confrades/passageiros! Não me canso de divulgar os imperdíveis blogs do Todesca: arqtodesca.blogspot.com.br arqtodescadois.blogspot.com.br que são Oásis num deserto de alienação cibernética. É louvável a pertinácia deste notável, tarimbado e erudito ser vivente, que brinda seus felizardos leitores com ecléticas publicações que deixam patente sua vasta erudição e bem viver. Caloroso abraço. Saudações todeschinianas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

Continuo a espera de Godot...

Continuo a espera de Godot...
Saudações dionísicas.

Saudações leitoras.

Saudações leitoras.

Seguidores

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Joaquim José da Silva Xavier mais conhecido como Tiradentes!!!!...






 


Caros(as) confrades!
No dia 05/04 do ano em curso, minha querida confrade e amiga Cristina Fonseca enviou-me uma correspondência eletrônica que a seguir transcrevo, dando outro viés para o fatídico dia que o nosso valoroso Tiradentes deixou de existir:

História do Brasil
TIRADENTES NÃO MORREU NA FORCA?
Laura Pinca

Novos estudos históricos apresentam uma Inconfidência Mineira
diferente daquela que narram-nos os livros didáticos
Embora a historiografia oficial considere a Inconfidência
Mineira (1789 como uma grande luta para a libertação do Brasil, o
historiador inglês Kenneth Maxwell, autor de "A devassa da devassa"
(Rio de Janeiro, Terra e Paz, 2ª ed. 1978.), que esteve recentemente no
Brasil, diz que "a conspiração dos mineiros era, basicamente, um
movimento de oligarquias, no interesse da oligarquia, sendo o nome do
povo invocado apenas como justificativa", e que objetivava, não
independência do Brasil, mas a de Minas Gerais
Esses novos estudos apresentam um Tiradentes bem mudado: sem barba,
sem liderança e sem glória. Segundo Maxwell, Joaquim José da Silva
Xavier não foi senão o "bode expiatório" da conspiração. (op.cit., p.
222) "Na verdade, o alferes provavelmente nunca esteve plenamente a
par dos planos e objetivos mais amplos do movimento." (p.216) O que é
natural acreditar. Como um simples alferes (o equivalente a tenente,
hoje) lideraria Coronéis, Brigadeiros, Padres e Desembargadores?
A Folha de S. Paulo publicou um artigo (21-4-1998) no qual comentam-se
os estudos do historiador carioca Marcos Antônio Corrêa. Corrêa
defende que Tiradentes não morreu enforcado em 21 de abril de1792. Ele
começou a suspeitar disso quando viu uma lista de presença da
Assembléia Nacional francesa de 1793, onde constava a assinatura de um
tal Joaquim José da Silva Xavier, cujo estudo grafotécnico permitiu
concluir que tratava-se da assinatura de Tiradentes. Segundo Corrêa,
um ladrão condenado morreu no lugar de Tiradentes, em troca de ajuda
financeira à sua família, oferecida pela maçonaria. Testemunhas da
morte de Tiradentes diziam-se surpresas, porque o executado aparentava
ter menos de 45 anos. Sustenta Corrêa que Tiradentes teria sido salvo
pelo poeta Cruz e Silva (maçom, amigo dos inconfidentes e um dos
Juízes da Devassa) e embarcado incógnito para Lisboa em agosto de
1792. Isso confirma o que havia dito Martim Francisco (irmão de José
Bonifácio de Andrada e Silva): que não fora Tiradentes quem morrera
enforcado, mas outra pessoa, e que, após o esquartejamento do cadáver,
desapareceram com a cabeça, para que não se pudesse identificar o
corpo.
"Se dez vidas eu tivesse, dez vidas eu daria pelo Brasil."
Como só tinha uma, talvez Tiradentes tenha preferido ficar com ela.

Comento: É evidente que nem sempre a história oficial retrata fidedignamente a realidade dos fatos como realmente aconteceram, porque o viés que fica registrado é dos detentores do poder, todavia vejo com cautela estes novos estudos históricos sobre a Inconfidência Mineira.

4 comentários:

  1. ANA CÉLIA DE FREITAS.21 abril, 2010 13:58

    Olá Meninoooooooooooooooooooooooooooooo.
    Sabe que ás vezes fico pensando nessas Histórias do Brasil,pois vira e mexe há novos estudo e mudanças de pensamentos,mas assim como você penso que devemos ser cautelosos com essas mudanças de opinião,e sempre que você souber de algo poste nesse espaço cultural,aprendo muito com ele.
    Beijosssssssssssssssssssssssssssss.
    ANA CÉLIA DE FREITAS.

    ResponderExcluir
  2. Caríssima amiga Ana Célia de Freitas!
    Estou de pleno acordo com suas sensatas ponderações!
    Caloroso abraço! Saudações Tiradentesianas!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderExcluir
  3. Andam dizendo cada coisa! Dizem até que o cabeça da Inconfidência era o mestre Aleijadinho e que o Tiradentes foi o "bode expiatório" que nenhum dos notáveis envolvidos fez qualquer coisa para livrar a pele do coitado.
    JB

    ResponderExcluir
  4. Caro confrade e amigo João!
    Daqui a pouco vão afirmar que ele não exercia o ofício que lhe deu o apelido!!!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderExcluir

Google+ Badge