O Todesca está na janela apreciando a paisagem...

O Todesca está na janela apreciando a paisagem...

Expresso do Oriente

Expresso do Oriente

Todos a bordo

Todos a bordo

Restauração e colorização de fotografias.

Restauração e colorização de fotografias.
Caros amigos sem véus e com véus. Com muito gozo divulgo os valiosos préstimos profissionais do meu estimado amigo Reinaldo Elias, que tornou-se um tarimbado especialista em restauração e colorização de fotografias. Pelo criterioso trabalho, que envolve pesquisa e arte os preços cobrados pela restauração e colorização são módicos. Para solicitarem os valiosos préstimos profissionais entrem em contato com o meu querido amigo através do endereço eletrônico: rjelias200@yahoo.com.br Meus outonais olhos estão em água ao lembrar do já distante ano de 1962, quando minha amada e saudosa mãe me levou a uma filial das Casas Pirani, que ficava na Avenida Celso Garcia, para que seu bebezinho nº 6 fosse eternizado nesta fotografia. Embarcamos num trem de subúrbio, um reluzente trem prateado, na Estação de Santo André e desembarcamos na Estação paulistana do Brás. Lembro como se fosse hoje que levei um beliscão da minha genitora, porque eu queria a todo custo embarcar num bonde para chegar as Casas Pirani. Como eram poucas quadras de distância fomos caminhando até o paraíso do consumo. Saudades das Casas Pirani... Ontem, contei ao meu dileto amigo Gilberto Calixto Rios da minha frustração de nunca ter embarcado num bonde paulistano, que para o meu profundo desencanto teve a última linha desativada no ano de 1968, quando estávamos no auge dos nefastos e malditos anos de chumbo. No ano que fui eternizado nesta fotografia fazia sucesso estrondoso na fascinante Arte das Imagens em Movimento a película "Rome Adventure", aqui intitulada "Candelabro Italiano": https://www.youtube.com/watch?v=yLqfxLPga2E que assisti no extinto Cine Carlos Gomes, na condição de vela zeloso das minhas amadas irmãs mais velhas, a Dirce Zaqueu, Jô Oliveira e Maria Inês. Também no ano de 1962 minha diletíssima e saudosa cantora Maysa (1936-1977) deixava sua legião de fãs enternecida com a canção: https://www.youtube.com/watch?v=BeJHOAbkJcg Mãe, sempre te amei, amo e amarei. Saudades... Saudades... Saudades... Caloroso abraço. Saudações emocionadas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus, sem ranços, com muita imaginação e com muito gozo. PS - Apesar dos pesares acho que continuo um petiz sonhador e esperançoso de um novo dia aos moldes da inesquecível personagem Scarlett O' Hara... Max, traga meus sais centuplicado.

Miniconto

Miniconto
Depois que minha neta me eternizou nesta fotografia o telefone tocou. Ao atender a ligação fiquei aterrorizado ao reconhecer a voz de Hades...

Mimo da Monika

Mimo da Monika
O que nos espera na próxima estação?

A viagem continua

A viagem continua
O quie nos espera na próxima estação?

Lambisgoia da Agrado

Lambisgoia da Agrado
Caros confrades/passageiros sem véus e com véus. A lambisgoia da Agrado, aquela mexeriqueira mor que tudo sabe e tudo vê, me surpreendeu porque não a vi trepar (nem preciso dizer que ela adora o outro significado deste verbo principalmente no presente do indicativo) no topo da locomotiva para se exibir e me ofuscar. Caloroso abraço. Saudações exibidas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus, sem ranços e com muita imaginação.

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.br

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.br
Caros confrades passageiros. O pertinaz duende Himineu, que trabalha - com muito afinco para o Todesca - captou e eternizou o momento que a lambisgoia da Agrado, aquela mexeriqueira mor que tudo sabe e tudo vê, estava reflexiva a apreciar a paisagem no vagão restaurante do Expresso do Oriente sob meu comando. Caloroso braço. Saudações reflexivas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.r

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.r
Todos a bordo... A viagem continua...

Blogs todeschinianos

Blogs todeschinianos
Fonte: arqtodescadois.blogspot.com.br "Sonhei que o vagão joaopauloinquiridor.blogspot.com havia caído de uma ponte que ruíra... Mas, foi só um pesadelo..." Caros confrades/passageiros! Não me canso de divulgar os imperdíveis blogs do Todesca: arqtodesca.blogspot.com.br arqtodescadois.blogspot.com.br que são Oásis num deserto de alienação cibernética. É louvável a pertinácia deste notável, tarimbado e erudito ser vivente, que brinda seus felizardos leitores com ecléticas publicações que deixam patente sua vasta erudição e bem viver. Caloroso abraço. Saudações todeschinianas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

Continuo a espera de Godot...

Continuo a espera de Godot...
Saudações dionísicas.

Saudações leitoras.

Saudações leitoras.

Seguidores

domingo, 24 de março de 2013

Visita ao Sepulcrário da Consolação

Caros confrades/passageiros!
Ontem, das 9:00 às 13:30 horas, tive a gratíssima satisfação de ser um dos partícipes do já inesquecível "III Encontro da Confraria "SP Antigo - Memória e Preservação", realizado no Sepulcrário da Consolação!
Foi muito bom conhecer a confrade/memorialista, a arquiteta, Mariangela Inocencio e seu filho, Fernando Henrique, além é claro rever o comandante mor da nossa confraria, Felipe Alexandre Herculano, o Gilberto Calixto Rios e o Marcos César da Silva!
O III Encontro foi tão encantador, que quando nos demos conta já passava das 13 horas!
Flanamos a vontade pelo Sepulcrário da Consolação, bem como, apesar de termos ciência que as fotografias somente são permitidas com autorização do órgão competente da municipalidade paulistana, captamos e eternizamos os momentos encantadores que ali passamos! Somente paramos de fotografar quando fomos admoestados pelo severo Administrador...
Não consideramos que cometemos um ato ilícito, porque nossa confraria tem como escopo preservar a memória paulistana e jamais macular a imagem ou privacidade dos despojos mortais daqueles saudosos paulistanos, que deixaram marcas indeléveis entre nós, que ali jazem. Nosso intuito foi também apreciar Arte Tumular, porque temos a prerrogativa de contar com um verdadeiro museu a céu aberto. 
Consideramos esta Lei Municipal anacrônica e questionamos: 
- ao invés de tratar pacíficos cidadãos, cujo único objetivo era se encantar com Arte Tumular, como foras da Lei, por que não ter este mesmo zelo e presteza com o péssimo estado de conservação de muitos jazigos, bem como com a notória depredação tumular?!...
Já estamos planejando o "IV Encontro da Confraria "SP Antigo - Memória e Preservação"! Aceitamos sugestões de locais...
Nem preciso dizer que visitei o jazigo da nobilíssima paulistana Domitília de Castro Canto e Melo, mais conhecida como Marquesa de Santos, e cultuei sobremaneira sua memória!
Fico cá a divagar como foi o cortejo fúnebre da Marquesa de Santos...
Saudações memorialistas!
Até breve... 
João Paulo de Oliveira
A seguir publico um vídeo da lavra do artista plástico e odontólogo, Hélio Rubiales, que versa sobre personalidades, que jazem neste imperdível museu a céu aberto!
LUZES! CÂMERAS! AÇÃO!

6 comentários:

  1. eheh... Não se pode dizer que o "local" fosse o mais aprazível, mas pelo menos o amigo João Paulo tornou-o divertido ! rsrs
    Excelentes fotos com belíssimas companhias !
    Tchiu ! ... Cá para nós ! ... Conseguiu ouvir algumas conversas da Família Matarazzo ? Estariam eles a falar da Marquesa ? ... eheheh

    Muito bem apanhadas ! :))

    Abraço ! :))
    .

    ResponderExcluir
  2. Caro amigo Rui da Bica!
    Tive um dia muito especial!
    Realmente dá para divagar sobremaneira sobre as nobilíssimas personalidades que ali jazem!
    Caloroso abraço! Saudações viventes!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderExcluir
  3. Caro Amigo João Paulo de Oliveira,
    A Arte Tumular tem momentos de rara beleza.
    E estamos de acordo - preservá-la, dá-la a conhecer, não é profaná-la.
    Bem pelo contrário.
    Infelizmente, tal como no Brasil, também aqui em Macau prevalece essa ideia.
    Que foi vertida em lei.
    Aquele abraço e votos de boa semana!!

    ResponderExcluir
  4. Caro amigo Pedro Coimbra!
    Lamento saber que em Macau também prevalece essa ideia!
    Caloroso abraço! Saudações artísticas!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderExcluir
  5. Estimado Confrade e Ilustre Prof. João Paulo,
    Um encontro num local nada agradavel, mas pelas fotos apresentadas, o meu Estimado Confrade, fotogenio como é deu um ar mais suave ao ambiente.
    Cemitérios são locais que não gosto de visitar, tenho Coimetrofobia, porém por vezes por lá passo.
    Esta coimetrafobia foi provocada quando era ainda criança e na companhia de minha saudosa mâe fomos visitar a campa de meus saudosos avós, tendo o encarregado do cemitério se esquecido que nós lá nos encontravamos e fechou as portas do mesmo, isto se passou na vila do Alandroal, só saimos muitas horas depois após termos visto uma porta da capela aberta.
    O cemitério velho de Évora é horrepiante, o de Macau está inserido no meio da cidade.
    Abraço amigo

    ResponderExcluir
  6. Caro amigo António Cambeta!
    Lamento saber deste seu trauma de infância que o deixou propenso a evitar sepulcrários.
    Agradeço seu comentário, levando-se em conta o fato de estar em recuperação de uma cirurgia na mão direita!
    Caloroso abraço! Saudações restabelecidas!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderExcluir

Google+ Badge