Expresso do Oriente

Expresso do Oriente

Todos a bordo

Todos a bordo

Seguidores

sábado, 1 de novembro de 2014

Conversas de memória

Caros confrades/passageiros!
Torno de domínio público o grande apreço que tenho pelo meu estimado amigo Jorge Magyar, que é comandante/mor/chefe da Casa da Memória (nunca lembro o nome oficial, que está no organograma da Secretaria de Cultura da municipalidade são-bernardense).
Este garboso, valoroso, tarimbado, arguto e erudito sociólogo, sempre recebe de braços abertos os cidadãos que vão pesquisar o rico acervo memorialista, que esta seção de pesquisa dispõem.
Um outro auspicioso fato merece destaque, porque o Jorge faz questão de agilizar ações, contando com a assessoria das valorosas funcionárias Camila Rodrigues Dos Santos e Maria Valeria R Rodrigues para que um sempre presente e atuante grupo, na sua maioria, composto de "batateiros", uma reunião mensal, que ocorre todas as últimas quartas-feiras do mês, no período vespertino.
Infelizmente na reunião do dia 29 a pertinaz Valéria não estava presente, porque necessita cuidados dos asseclas de Hipócrates, todavia foi brilhantemente substituída pela competente Camila, que mensalmente liga para todos os partícipes para lembrar da reunião memorialista.
Este mês os felizardos partícipes tiveram a gratíssima satisfação de conhecer a talentosa Contadora de História, a encantadora Regina, que exerce seu ofício na Bilblioteca Municipal Monteiro Lobato!
Que deleite inefável ouvir a história de um petiz inquiridor, o radiante Guilherme, brilhantemente personificado pela Regina, que estava aflito para encontrar estratégias com o escopo de auxiliar uma senhora senil e combalida, a Dona Antônia recuperasse a memória. Ela também personificou, com primor, a senhora senil!
Após a inesquecível e supimpa contação de história, a Regina instigou os felizardos partícipes memorialistas a contar um fato relevante, que deixou marcas indeléveis na existência dos espectadores outonais.
Cada partícipe segurou uma bola e emocionou os demais com o relato de suas memórias do tempo que eram petizes.
Espero que minha também querida amiga, a Doraci, que carinhosamente chamamos de
Dorinha, que é a manda-chuva/mor da Divisão a que a Casa de Memória está atrelada leia este meu relato de uma ação eficaz da municipalidade são-bernardense.
Fiz novos amigos, que são assíduos frequentadores da Conversas de Memórias.
Destaco o centenário Sr. João Gava, que no ano em curso completou 101 e todos os meses sobe a serra (ele reside em Santos) para também ser um dos felizardos partícipes! Ele é um exemplo de um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus!
Também tenho grande apreço pelo meu conterrâneo, José Bueno Lima, Hilda Breda, Evani Belletato Moraes, Didi, Flora, Luiz Marotti, Vicente D Ângelo e sua sempre radiante esposa, a Elexina Medeiros D'Angelo e outros queridos amigos, que agora não recordo os nomes.
Por Dionísio, como é bom viver!
Caloroso abraço! Saudações magyaretes!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus!

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

A viagem continua...



Caros confrades/passageiros!
Meu telefone portátil vibrou!
Preciso dizer quem era?
Claro que era a minha amiga, a Dona Miquelina Pinto Pacca (huhummm)!
Ela disse que acabou de chegar na sua confortável e espaçosa residência, localizada na Serra da Cantareira, porque obteve alta do Hospital Sírio Libanês, onde foi internada as pressas, após saber que a "Grande Toura Chefa Sentada", como diz o José Simão, foi reeleita. Ao saber do nefasto resultado ela sentiu um dor intensa no ombro direito (ufa, ainda bem que foi no ombro direito, porque senão a sua existência teria cessado de supetão).
Ela ficou no domingo e na segunda-feira na UTI e, depois, até hoje no início do período vespertino, ficou em observação num quarto individual com atendimento primoroso e personalizado.
Ela também ficou desolada, porque quebrou uma rotina de 40 anos pelo fato de ontem não ter ido, como faz todas às quartas-feiras, no período vespertino, quando vai à Cripta da Catedral da Sé, desfiar o Santo Rosário com o escopo de solicitar a intercessão do poderoso Cacique Tibiriçá e da Nossa Senhora de Guadalupe.
O renomado e tarimbado assecla de Hipócrates, que deu-lhe total assistência e alta, disse que sua paciente foi acometida de forte angina, por conta de um intenso abalo emocional e agora que está restabelecida sugeriu que ela faça um cruzeiro pelos fiordes da Noruega e, a seguir, vá à Turquia e depois fique uma temporada na capital da República Checa.
A Dona Miquelina, o seu marido o Coronel Epaminondas Albuquerque Pinto Pacca, a prestimosa copeira Hermenegilda e, seu eterno noivo, o bombeiro Godofredo, estão se sentindo uns desgraçados.
No período que a patroa da copeira Hermenegilda esteve internada, ela foi com o seu eterno noivo, o bombeiro Godofredo, pedir à trambiqueira, digo, cartomante mexicana, Dolores do Rego Cansanção, que atende num apartamento decadente lá no bairro paulistano do Glicério, o dinheiro de volta, porque o que ela viu nas cartas que, segundo ela, não mentem jamais foi um resultado imprevisível.
Como o nome da trambiqueira, digo, vidente, está no SPC, ela sugeriu que, ao invés de devolver o dinheiro, indicaria uma poderosíssima feiticeira, a Morgana do Rollo Pirollo, que tem uma roca encantada e todos aqueles que a espetam sentem um leve picada (ui) e ficarão sob a égide de um sono profundo, até o glorioso primeiro dia do ano de 2019, quando despertarão 40 anos rejuvenescidos, porque a fada Glinda os libertou do vale de lágrimas, do fel, da podridão, da mentira deslavada, da manipulação de dados, da caverna do Ali Babá, da desgraça centuplicada.
Nem preciso dizer que - sem titubear - já agendei um horário com a poderosíssima feiticeira, Morgana do Rollo Pirollo!
Quem me acompanha?
Caloroso abraço! Saudações desgraçadas.
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus!
PS - Ainda bem que quando todas as máscaras, digo, véus desvelarem quem de fato é o Dorian Gray estarei sob a égide da roca encantada.
LUZES! CÂMERAS! AÇÃO!
 

O que nos aguarda na próxima estação?

 Caros confrades/passageiros!
 O prestigioso periódico Diário do Grande ABC" publicou na edição do dia em curso a missiva que enviei.
Acrescento que apesar do inconformismo desejo que a Presidente reeleita tenha muita força para gerenciar nossa amada Pátria, que ainda tem palmeiras e sabiás, bem como muita pertinácia para enfrentar os cruciantes problemas que nos afligem.
Caloroso abraço! Saudações atentas.
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus!




quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Mais um mimo do Todesca

Caros confrades/passageiros!
Sempre fico jubiloso quando recebo mimos do meu estimado amigo Todesca, principalmente quando ele torna factível a minha fantasia com minha amada imortal, a inigualável atriz Gene Tierney (1920-1991).
Caloroso abraço! Saudações tierneyanas!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus!