O Todesca está na janela apreciando a paisagem...

O Todesca está na janela apreciando a paisagem...

Expresso do Oriente

Expresso do Oriente

Todos a bordo

Todos a bordo

Mimo da Monika

Mimo da Monika
O que nos espera na próxima estação?

A viagem continua

A viagem continua
O quie nos espera na próxima estação?

Lambisgoia da Agrado

Lambisgoia da Agrado
Caros confrades/passageiros sem véus e com véus. A lambisgoia da Agrado, aquela mexeriqueira mor que tudo sabe e tudo vê, me surpreendeu porque não a vi trepar (nem preciso dizer que ela adora o outro significado deste verbo principalmente no presente do indicativo) no topo da locomotiva para se exibir e me ofuscar. Caloroso abraço. Saudações exibidas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus, sem ranços e com muita imaginação.

Seguidores

domingo, 2 de agosto de 2015

Esperando Godot

Caros confrades/passageiros sem véus e com véus.
Será que algum dia deixarei de esperar Godot?
Mas, traga meus sais centuplicado.
Caloroso abraço. Saudações dionísicas.
Até breve...
João Paulo de Oliveira 
Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação e com muito gozo.

sábado, 1 de agosto de 2015

Miquelina Pinto Pacca

Caros confrades/passageiros sem véus e com véus.
Meu telefone portátil vibrou.
Preciso dizer quem era?
Claro que era a minha amiga, a Dona Miquelina Pinto Pacca (huhumm).
Ela disse que fez uma pausa nas suas pedaladas (claro que não as fiscais) na Serra da Cantareira, onde foi passear com o seu animal de estimação, o Theobaldo, e resolveu me ligar, enquanto seu marido, o Coronel Epaminondas Albuquerque Pinto Pacca, comandante de um dos Batalhões do Corpo de Bombeiro paulistano estava no comando de uma operação para salvar uma rameira que tentou o suicídio ao ameaçar se jogar do alto do Palacete Riachuelo. O bombeiro Godofredo (noivo desde o ano de 1998 da copeira Hermenegilda, que está preparando uma fornada de suas deliciosas rosquinhas) o Godô, como minha caríssima amiga Nivia Andres o chama, conseguiu tirar a meretriz do parapeito à custa de muita lábia. Esqueci de dizer que minha caríssima amiga Nivia Andres também chama a noiva do Godô de Hermê.
A Dona Miquelina também disse que começará amanhã a dieta "da veia" e está sôfrega para chegar o dia 16 para ir à manifestação com o escopo de externar a grande insatisfação com o (des) governo da Granda Toura Chefa Sentada, como diz o nobilíssimo José Simão. Ela planeja ficar durante a manifestação na esquina da Avenida Paulista com a Rua Frei Boneca, digo, Frei Caneca.
Anteontem, como faz todas às quartas-feiras, das 14h00 às 15h30, foi à Cripta da Catedral da Sé, desfiar o Santo Rosário solicitando os regos, digo, rogos do meu ascendente, o poderoso Cacique Tibiriçá e da Nossa Senhora de Guadalupe.Ela pediu fervorosamente de joelhos e mãos postas para que seus intercessores celestiais mandem para os domínios de Vulcano aquela que não ouso pronunciar o nome, porque senão a inflação e o dólar disparam e mais delações premiadas são autorizadas.
A ligação foi interrompida de supetão...
Fico exasperado, porque toda vez que minha amiga, a Dona Miquelina Pinto Pacca, liga no final a ligação é interrompida bruscamente.
Max, traga meus sais centuplicado.
Caloroso abraço. Saudações theobaldonetes.
Até breve...
João Paulo de Oliveira 
Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus, sem ranços, com muita imaginação e com muito gozo.

sexta-feira, 31 de julho de 2015

Aumento revogado

Caros confrades/memorialistas sem véus e com véus.
Mais uma vez o periódico Diário do Grande ABC, na edição do dia em curso, publica uma missiva de uma lavra no Painel do Leitor, que deixa patente minha insatisfação com os edis diademenses.
Caloroso abraço. Saudações insatisfeitas.
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação e com muito gozo.

quinta-feira, 30 de julho de 2015

Charges



Caros confrades/memorialistas sem véus e com véus.
Tenho certeza que meus estimados amigos amigos,Todesca, Gilberto Calixto Rios,Joao Alberto TessariniMarcos César da SilvaReinaldo EliasDiaulas UllyssesClaudio MilzClaudio ZeigerSergio Zeiger,Mario Do IpredFelipe Alexandre HerculanoMario HerculanoContos Mario NitscheEdson Osmar BernalMiguel ZioliRenato Alencar DottaPedro CoimbraRui Espírito SantoRui PascoalLuis CoelhoFrancisco Vidal de CastroJorge Magyar,Rodrigo HenriquesRoberto Nunes VieiraAntónio Manuel Fontes Cambeta,Antônio Coelho NascimentoClodomir SantosWilliam PuntschartSeverino Correia Dias,apreciarão estas charges.

A lambisgoia da Agrado, aquela mexeriqueira mor que tudo sabe e tudo vê, disse que minhas queridas amigas atiçarão no meu encalço os leões da Metro, porque agi nesta publicação como se fosse uma reunião do Clube do Bolinha.

Max, traga meus sais centuplicado.
Caloroso abraço. Saudações atentas.
Até breve...
João Paulo de Oliveira 
Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus, sem ranços, com muita imaginação e com muito gozo.


quarta-feira, 29 de julho de 2015

Sem véus

 

Caros confrades/passageiros sem véus e com véus.
 
"A ideia de que um dia fecharemos os olhos para retornar ao nada que existia antes de nascermos é insuportável para a maioria esmagadora da humanidade."

"A única saída para formamos gerações de mulheres e homens menos crédulos é ensinar ciência e os princípios básicos do pensamento científico já na escola primária"
Drauzio Varella

Tenho grande apreço pelo sapiente Dr. Drauzio Varella, que para meu refrigério também não usa véus.
Além de ser um renomado médico é um escritor supimpa, que nunca nos deixa indiferentes para o que sua brilhante verve nos brinda.
As irretocáveis citações acima transcritas estão contidas na imperdível crônica publicada no periódico Folha de S.Paulo, na edição do 25 do mês em curso, que a seguir publico.
Caloroso abraço. Saudações sem véus.
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus, sem ranços, com muita imaginação e com muito gozo.