O Todesca está na janela apreciando a paisagem...

O Todesca está na janela apreciando a paisagem...

Expresso do Oriente

Expresso do Oriente

Todos a bordo

Todos a bordo

Restauração e colorização de fotografias.

Restauração e colorização de fotografias.
Caros amigos sem véus e com véus. Com muito gozo divulgo os valiosos préstimos profissionais do meu estimado amigo Reinaldo Elias, que tornou-se um tarimbado especialista em restauração e colorização de fotografias. Pelo criterioso trabalho, que envolve pesquisa e arte os preços cobrados pela restauração e colorização são módicos. Para solicitarem os valiosos préstimos profissionais entrem em contato com o meu querido amigo através do endereço eletrônico: rjelias200@yahoo.com.br Meus outonais olhos estão em água ao lembrar do já distante ano de 1962, quando minha amada e saudosa mãe me levou a uma filial das Casas Pirani, que ficava na Avenida Celso Garcia, para que seu bebezinho nº 6 fosse eternizado nesta fotografia. Embarcamos num trem de subúrbio, um reluzente trem prateado, na Estação de Santo André e desembarcamos na Estação paulistana do Brás. Lembro como se fosse hoje que levei um beliscão da minha genitora, porque eu queria a todo custo embarcar num bonde para chegar as Casas Pirani. Como eram poucas quadras de distância fomos caminhando até o paraíso do consumo. Saudades das Casas Pirani... Ontem, contei ao meu dileto amigo Gilberto Calixto Rios da minha frustração de nunca ter embarcado num bonde paulistano, que para o meu profundo desencanto teve a última linha desativada no ano de 1968, quando estávamos no auge dos nefastos e malditos anos de chumbo. No ano que fui eternizado nesta fotografia fazia sucesso estrondoso na fascinante Arte das Imagens em Movimento a película "Rome Adventure", aqui intitulada "Candelabro Italiano": https://www.youtube.com/watch?v=yLqfxLPga2E que assisti no extinto Cine Carlos Gomes, na condição de vela zeloso das minhas amadas irmãs mais velhas, a Dirce Zaqueu, Jô Oliveira e Maria Inês. Também no ano de 1962 minha diletíssima e saudosa cantora Maysa (1936-1977) deixava sua legião de fãs enternecida com a canção: https://www.youtube.com/watch?v=BeJHOAbkJcg Mãe, sempre te amei, amo e amarei. Saudades... Saudades... Saudades... Caloroso abraço. Saudações emocionadas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus, sem ranços, com muita imaginação e com muito gozo. PS - Apesar dos pesares acho que continuo um petiz sonhador e esperançoso de um novo dia aos moldes da inesquecível personagem Scarlett O' Hara... Max, traga meus sais centuplicado.

Miniconto

Miniconto
Depois que minha neta me eternizou nesta fotografia o telefone tocou. Ao atender a ligação fiquei aterrorizado ao reconhecer a voz de Hades...

Mimo da Monika

Mimo da Monika
O que nos espera na próxima estação?

A viagem continua

A viagem continua
O quie nos espera na próxima estação?

Lambisgoia da Agrado

Lambisgoia da Agrado
Caros confrades/passageiros sem véus e com véus. A lambisgoia da Agrado, aquela mexeriqueira mor que tudo sabe e tudo vê, me surpreendeu porque não a vi trepar (nem preciso dizer que ela adora o outro significado deste verbo principalmente no presente do indicativo) no topo da locomotiva para se exibir e me ofuscar. Caloroso abraço. Saudações exibidas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus, sem ranços e com muita imaginação.

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.br

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.br
Caros confrades passageiros. O pertinaz duende Himineu, que trabalha - com muito afinco para o Todesca - captou e eternizou o momento que a lambisgoia da Agrado, aquela mexeriqueira mor que tudo sabe e tudo vê, estava reflexiva a apreciar a paisagem no vagão restaurante do Expresso do Oriente sob meu comando. Caloroso braço. Saudações reflexivas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.r

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.r
Todos a bordo... A viagem continua...

Blogs todeschinianos

Blogs todeschinianos
Fonte: arqtodescadois.blogspot.com.br "Sonhei que o vagão joaopauloinquiridor.blogspot.com havia caído de uma ponte que ruíra... Mas, foi só um pesadelo..." Caros confrades/passageiros! Não me canso de divulgar os imperdíveis blogs do Todesca: arqtodesca.blogspot.com.br arqtodescadois.blogspot.com.br que são Oásis num deserto de alienação cibernética. É louvável a pertinácia deste notável, tarimbado e erudito ser vivente, que brinda seus felizardos leitores com ecléticas publicações que deixam patente sua vasta erudição e bem viver. Caloroso abraço. Saudações todeschinianas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

Seguidores

domingo, 30 de novembro de 2014

Casa da Imagem

Caros confrades/passageiros!
Como é alvissareiro rever queridos amigos, que estão na mesma sintonia deste reles escrevinhador outonal/insulso professorzinho primário e coordenador pedagógico aposentado!
O dia 29 de novembro deixará marcas indeléveis na minha existência, porque neste auspicioso dia revi os meus queridos amigos e confrades/memorialistas, Felipe Alexandre Herculano, Gilberto Calixto Rios, Loli Gagli, Malu Ferreira e e Marcos César da Silva, que tiveram a prerrogativa da condição de felizardos partícipes do guia "Triângulo São Paulo", que saiu do prelo graças ao auspício do Ministério da Cultura, e, como informou a Malu: "Na verdade a principal parceria dos autores do guia foi a Associação Viva o Centro, de São Paulo e além do Minc também tiveram patrocínio do Proac".
Depois deste Evento Cultural tive a gratíssima satisfação de ter a companhia do Felipe e do Marcos para flanar no "Triângulo São Paulo e quando o Felipe embarcou na Estação São Bento, continuei a flanar com o Marcos e depois que embarcamos na Estação República com destino a Estação Consolação do metro paulistano ao desembarcamos nos deparamos com uma manifestação na Avenida Paulista, que repudiava - com veemência - o mar de fezes da odiosa, maldita e inadmissível corrupção na Petrobras e a "Grande Toura Chefa Sentada", como diz o José Simão.
A seguir passamos momentos deleitantes na Livraria Cultura e no Center 3.
As mais deste dia cultural estão disponíveis neste  meu álbum do facebook:
https://www.facebook.com/joaopaulo.deoliveira.54/media_set?set=a.10205285524007478.1073741912.1528665277&type=1
Caloroso abraço! Saudações culturais!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus!

PS - Não divulgo imagens da minha querida amiga Malu Ferreira, porque ela não considera pertinente ter suas imagens no mundo virtual, por conta de possíveis sequelas ilícitas. Acato e respeito seu posicionamento, todavia como estamos sob a irreversível égide do "Grande Irmão" será que o desejo da Malu será acatado?

Excepcionalmente a Malu autorizou a divulgar uma fotografia onde fomos eternizados na companhia da nossa querida amiga Lolli Gagli!
 

sábado, 29 de novembro de 2014

Casa da Imagem

Caros confrades/passageiros!
Hoje tive um sábado supimpa e inesquecível, porque tive a prerrogativa de rever meus queridos amigos e confrades/memorialistas, Gilberto Calixto Rios, Marcos César da Silva e meu genro, digo, Felipe Alexandre Herculano, bem como minhas também queridas amigas Loli Gagli e Malu Ferreira, que estiveram presentes no Casa da Imagem para o lançamento do imperdível guia "Triângulo São Paulo", que teve o auspício do Ministério da Cultura!
Mais tarde publicarei um álbum e mais informações alusivas a este Evento Cultural!
Também foi alvissareiro conhecer o confrade/memorialista,que trabalha no Museu da Energia, mas como estou no "bico do corvo" esqueci o nome.
Caloroso abraço! Saudações paulistanas!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus!

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Película imperdível: "Sétimo"

Caros confrades/passageiros!
Depois que fiquei sob a égide do escurinho do cinema assisti uma película argentina imperdível, eletrizante, no Caixa Belas Artes: "Sétimo"!
Apesar de inconsistências no roteiro, o renomado ator Ricardo Darín tira de letra e deixa o espectador sem piscar, bem como num estado de atenção exacerbado de tal forma que nas cenas finais, quando finalmente é revelado o que motivou o maquiavélico sequestro, fiquei boquiaberto.
Caloroso abraço! Saudações cinéfilas!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus!
LUZES! CÂMERAS! AÇÃO!

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Mais um mimo do Todesca

 Fonte:arqtodesca.blogspot.com
           arqtodescadois.blogspot.com
 
Caros confrades/passageros!
A lambisgoia da Agrado, aquela mexeriqueira mor que tudo sabe e tudo vê, disse que foi o duende Himineu, que trabalha 18 horas diárias para o Todesca, que indicou ao renomado arquiteto em que baú encantado estava esta preciosa fotografia da minha amada imortal, a inigualável atriz Gene Tierney (1920-1991)!
Caloroso abraço! Saudações himineunetes!
Até breve...
João Paulo de Oliveira 
Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus!

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Passageiros infantes

 Fonte: http://arqtodesca.blogspot.com.br/

Caros confrades/passageiros!
Um dos duendes do Todesca, o Himeneu, que tem uma jornada de trabalho de 18 horas, captou e eternizou um momento que risonhos infantes desembarcaram do vagão do Expresso do Oriente, sob meu comando, depois de passarem horas na cabine nº 5 do vagão, ouvindo a lambisgoia da Agrado, aquela mexeriqueira mor que tudo sabe e tudo vê, contar seus vieses alusivos a alguns Contos de Fadas, como por exemplo no conto "Branca de Neve, o Príncipe Encantado era desdentado, fedorento, tinha hemorroidas, chulé, escabiose, bicho-de-pé, mau hálito, flatulência crônica e terror noturno. A madrasta da Branca de Neve queria ter um caso com o caçador e ficou exasperada quando descobriu que não seria possível, porque ele era gay e tinha um "affair" com um guarda do palácio. A princesa era ninfomaníaca e todas as noites, quando os sete anões voltavam da mina ficavam mais exauridos ainda, porque a insaciável não lhes dava sossego ao colocar em prática as histórias que nossas babás não contavam.
Depois que ela contraiu escabiose, digo, núpcias com o Príncipe levou os anões para morar com eles.
Todas as noites aconteciam fatos picantes e bacantes, que deixariam Calígula e o Marquês de Sade rubros.
Os risonhos infantes ficaram tão encantados com os vieses da Agrado, que nem piscavam enquanto ela contava e prometeram embarcar regularmente neste comboio, como dizem os habitantes do reino distante além-mar!
Caloroso abraço! Saudações himineuetes!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus!

Contos e Lendas de Macau

Caros confrades/passageiros!
Certamente meus estimados Amigos,  Antônio Cambeta e Pedro Coimbra, que residem em Macau e são habituais passageiros deste vagão do Expresso do Oriente, sob meu comando, apreciarão saber que tenho na minha estante um exemplar deste livro!
Caloroso abraço! Saudações lendárias!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus!

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Kiusam de Oliveira

Caros confrades/passageirOS!
Na qualidade de kiusonete nº 1, Presidente do Fã Clube "Os Kiusonetes", tenho a grata satisfação de divulgar a reportagem publicada, na edição de ontem, do periódico Diário do Grande ABC, onde minha conterrânea e diletíssima amiga, Kiusam de Oliveira, está em foco tornando de domínio público o relevante papel que desempenha na questão da diversidade, bem como no mundo dionísico e os merecidos reconhecimentos que recebe por conta do que sua brilhante verve nos brinda nos encantando com os personagens que traz à luz!
Este maltratado e fascinante mundo seria insulso sem a presença da nobilíssima Kiusam, que me dá esperanças de dias melhores num mundo harmonioso!
Caloroso abraço! Saudações kiusonetes!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus!
    LUZES! CÂMERAS! AÇÃO!

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

HenriquAmigo

Caros confrades/passageiros! 
Espero que meus amigos alfacinhas possam prestigiar este imperdível lançamento do livro da lavra do HenriquAmigo, digo, Henrique Antunes Ferreira, um nobilíssimo jornalista e escritor luso, que é muito conceituado no reino distante além-mar e também tem aqueles que o admiram do lado de cá do grande oceano que nos separa!
Juro pela castidade da odiosa espanhola, a Megera de Queluz, que não estou com inveja dos felizardos convidados, que comparecerão e terão a prerrogativa de ter um exemplar autografado por este ser vivente que também tem como lema a busca do conhecimento e do bem viver sem véus!
Caloroso abraço! Saudações henriquetes!
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus!



A viagem continua


Dia da Bandeira


segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Livro de cabeceira da confrade/passageira Luizabet

http://arqtodesca.blogspot.com.br/

Caros confrades/passageiros!
A lambisgoia da Agrado, aquela mexeriqueira mor que tudo sabe e tudo vê, disse que este também é o livro de cabeceira da confrade/passageira Luizabet!
Caloroso abraço1 Saudações mexeriqueiras!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus!

Saudades

Caros confrades/passageiros!
Sempre que ouço esta enternecedora canção meus outonais olhos ficam em água, porque lembro do meu saudoso pai, o Sr. Benedito de Oliveira (1919-1997), que era mais conhecido pelo apelido de Pirapora, porque nasceu no atual bairro diademense de Piraporinha.
Que saudades da risada estrondosa do Pirapora e do seu inigualável amor, bem como do seu pronto atendimento, quando eu ia no Ponto de Táxi do Cine Carlos Gomes, que ficava na Rua Dr. Cesário Mota e depois mudou para a Rua Senador Fláquer, na minha cidade de nascença, Santo André-SP, e ele nem titubeava ao colocar a mão no bolso para me dar dinheiro para comprar livros ou então para ir ao cinema ou ao teatro.
Ele fazia malabarismo com o ofício de taxista para prover sua numerosa prole, composta de seis bebezinhos (o sétimo e primeiro bebezinho viveu somente 4 horas do fatídico dia 18 de novembro de 1942) e minha saudosa mãe, a Sra. Matilde Pinheiro de Oliveira (1923-2008), sabia gerenciar - com primor - estes parcos recursos pecuniários, porque nunca fui dormir com fome, sempre andei bem vestido, graças aos tecidos que minha mãe comprava à prestação numa loja de tecidos no bairro do Ipiranguinha (de propriedade de uma senhora gentil e senil, na mesma calçada do extinto Cine Santo André...), cortava e costurava e transformava em indumentárias impecáveis!
Lembro como se fosse hoje da expectativa que ficava no portão da minha casa, que ficava na Rua Javaés nº 182, na Vila Assunção, onde cheguei à luz, esperando ouvir o alarido da máquina rodante do Pirapora chegando para almoçar ou então ao final de um estafante dia de labor, quando descia do seu Cadilac, ano 1941 e depois outro que adquiriu, ano de 1947, me levantava no ar, dava uma risada estrondosa e me cobria de beijos, depois quando ia almoçar ou jantar me colocava no colo e me deixava compartilhar da sua refeição, apesar de estar alimentado e ver o olhar desaprovador da minha mãe, porque ela achava que não deixava meu pai fazer as refeições sossegado.
Também ficava envaidecido quando o Pirapora, depois de almoçar me levava no Grupo Escolar "Profª Hermínia Lopes Lobo e este agora reles escrevinhador outonal e insulso professorzinho primário e coordenador pedagógico aposentado, ia em pé do seu lado direito no volante.
Na contemporaneidade - às vezes, disco, digo, teclo o número 44-31-06, mas para meu desgosto não ouço a voz do Pirapora atender e dizer do seu Ponto de Táxi Senador...
Fico cá a divagar o suposto diálogo:
JP - Trim, Trim. Trim.
Pai: - Pronto.
JP: - Pai, aqui quem fala é o João. Quando o senhor vem me buscar?
Pai: - Também tenho saudades de você, mas por enquanto não abrirei a porta do meu táxi para levá-lo ao Olimpo.
JP: - Pai, como é a não existência?
Pai: - João, esta imaginária conversa jamais será um fato, porque depois que sua existência cessar seus despojos mortais ficarão depositados num jazigo da nossa família no Cemitério de Vila Euclides, isto é, se ainda restar algum vestígio dos seus restos mortais e poucos anos depois você cairá num completo esquecimento, porque nem seus entes queridos lembrarão de você, dirá seus poucos amigos.
JP: - Pai, eu sempre lembro do Senhor.
Pai: - Pelo menos enquanto você viver serei lembrado, todavia não quero ser pessimista, mas espero que seus descendentes cultuem sua memória, como você cultua a memória do meu avó paterno, o Sr. José Pedroso de Oliveira (1846-1906).
JP: - Pai, sinto-me um profundo desgraçado, porque terei que suportar mais quatro anos de um mandato de uma Presidente que não votei.
Pai: Não fique aniquilado, porque não há mal que sempre dure...
JP: Pai, pai, pai, alô, pronto... A ligação foi interrompida de supetão.
Pai, Mãe, sempre os amei, amo e amarei!
Seu filhinho desolado e desamparado.
Saudoso abraço! Saudações melancólicas.
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus!
                                   LUZES! CÂMERAS! AÇÃO!

sábado, 15 de novembro de 2014

Viva a Monarquia, digo, a Anarquia, digo, a República

Caros confrades/passageiros!
Viva a Monarquia, digo, a Anarquia, digo, a República!
Caloroso abraço! Saudações monarquistas, digo, anarquistas, digo, republicanas!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus!
LUZES! CÂMERAS! AÇÃO!

Reclame radiofônico do Xarope São João

Caros confrades/passageiros!
No meu tempo de petiz ou, melhor dizendo, no tempo que amarrávamos cachorro com linguiça, existia um inesquecível reclame radiofônico do Xarope São João, que fazia muito sucesso.
Caloroso abraço! Saudações radiofônicas!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus!
LUZES! CÂMERAS! AÇÃO!

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

"Soy mui autentico"

Caros confrades/passageiros!
Caros confrades/passageiros!
Não faço ideia e espero que seja no ano de 2057, quando a minha amada imortal, a inigualável atriz Gene Tierney (1920-1991) virá me buscar no táxi do Pirapora (1919-1997) e depois de descer da máquina rodante do meu amado e saudoso pai dizer: - Venha, João Paulo, venha!
Claro que irei em estado de júbilo para servir-lhe uvas e vinhos, bem como atender todos os seus divinais desejos por toda a eternidade no Olimpo.
Enquanto o ano 2057 não chega desejo viver intensamente e pouco me importa o que os(as) asseclas das peçonhentas e mal amadas senhoras de Santana pensam ao meu respeito, porque a única pessoa que devo satisfação é a Alice, que prefere gozar as delícias das suas duas aposentadorias cuidando dos filhos, netos, oxalá, bisnetos, trinetos e tetranetos e não prende numa gaiola aquele que compartilha a mesma cama desde o ano de 1977.
Caloroso abraço! Saudações autênticas!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus!
LUZES! CÂMERAS! AÇÃO!

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

1984

Caros confrades/passageiros!
Li este inquietante livro no início da década de 70. Naquela época pensei que não viveria numa sociedade onde não teria a prerrogativa do anonimato. Para o meu profundo desalento constato que - na contemporaneidade - vivo exposto permanentemente...
Caloroso abraço! Saudações monitoradas!
Até breve!
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus!

Sob a égide de Terspisícore


terça-feira, 11 de novembro de 2014

A viagem deve continuar


Caros confrades/passageiros!
Nestas situações o recomendado é fazer como a Cecília, personagem da película "A Rosa Púrpura do Cairo", entrar num cinema e esquecer a inóspita realidade que vivemos depois do:               LUZES! CÂMERAS! AÇÃO!
                                 
 Caloroso abraço! Saudações desiludidas.Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus!

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Saudades da tia Antônia e da família Von Trapp

Caros confrades/passageiros!
Assisti  pela primeira vez esta inesquecível película musical, no extinto Praiano, localizado na cidade paulista do Guarujá, nas férias de janeiro de 1966, quando estava hospedado na casa da minha saudosa tia paterna, a distinta Sra.Antônia de Oliveira Salera (1927-2003), que residia na Rua Cásper Líbero nº 585, que ficava na Praia da Enseada, mais precisamente no Jardim Virgínia.
Naquela época eu era um adolescente sonhador ( e agora na idade outonal, apesar de continuar sonhador, estou a espera do bico do corvo).

Que júbilo receber mais um mimo do Todesca

Fonte: http://arqtodesca.blogspot.com.br/

Caros confrades/passageiros!
Vocês acreditam que a lambisgoia da Agrado, aquela mexeriqueira mor que tudo sabe e tudo vê, teve a audácia de sugerir que eu sequestre os duendes trigêmeos do Todesca?
Fiquei exasperado com esta proposta ilícita e retruquei que não preciso utilizar deste artifício ilícito, porque os duendes do Todesca ficam envaidecidos quando enalteço e divulgo o resultado das suas árduas pesquisas, que tornam os blogs do renomado arquiteto  imperdíveis!
Caloroso abraço! Saudações tierneyanas!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus!

Embarque da minha amada imortal no Expresso do Oriente

Caros confrades/passageiros!
Já solicitei os valiosos préstimos do meu fiel mordomo, o Max, para que ajude o carregador a transportar à cabine nº 1, deste vagão do Expresso do Oriente, sob meu comando,  a volumosa bagagem da minha amada imortal, a inigualável atriz Gene Tierney!
Depois que a inigualável estiver confortavelmente instalada na cabine pedi ao Max para informá-la que tenha cautela ao passar na cabine nº 5, permanentemente ocupada pela lambisgoia da Agrado, aquela mexeriqueira mor que tudo sabe e tudo vê, porque como ela é muito ciumenta pode dizer patranhas a meu respeito, bem como querer bisbilhotar o conteúdo das volumosas malas da minha dileta atriz.
Caloroso abraço! Saudações tierneyanas!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus!

domingo, 9 de novembro de 2014

Manuela Bonifácia Ervilha do Rego

 Fonte:http://arqtodesca.blogspot.com.br/

Caros confrades/passageiros!
Apresento-lhes a irmãzinha do Convento das Redentoras Humilhadas, a Emiliana do Rego Novo.
Ela recebe, com hora marcada, os clientes, digo, fervorosos devotos, no cubículo nº 17 do CRH.
A Emiliana revira os olhos reiteradas vezes quando recebe os fervorosos devotos, o Professor Tierneyano e comandante deste vagão do Expresso do Oriente, acompanhado do seu fiel mordomo, o Max.
Caloroso abraço! Saudações devotadas!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus!

Inconformismo

  Charge de Brum para "A Tribuna do Norte".
Fonte: http://arqtodesca.blogspot.com.br/

Caros confrades/passageiros!
Como é cruel, aniquilante e nefasto sentir no bolso a dura realidade que, apesar de não ter sido com meu voto, a represidente já começou a deixar cair as incontáveis máscaras que ludibriaram eleitores incautos, que a elegeram, ao decretar putrefata decisão de reajustar o preço da gasolina, nem bem seus não eleitores encontrarem o chão, que deixa patente que mentiu sem nenhum pudor para se manter no poder.
Apesar do meu inconformismo reitero que minha exasperação não está atrelada a não aceitar o resultado das urnas, porque tenho ciência que é soberano.
Caloroso abraço! Saudações desgraçadas.
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus!

Marília Sirolli


Caros confrades/passageiros!
No ano que minha estimada amiga e parceira de ofício Marilia Sirolli estava no gozo de uma licença prêmio, que fazia jus no cargo de regente da disciplina Trabalhos Manuais, que ocupava no Educandário Caetano de Campos, fez sucesso estrondoso ao sair na capa desta prestigiosa publicação.
Ela foi descoberta por um caça talento, que estava, na nossa amada Pátria, que ainda tem palmeiras e sabiás, a procura de mulheres, que fechavam o comércio, que além de garbosas e vigorosas, despertavam fantasias lascivas nos brasas encobertas, digo, leitores recatados da revista Smiles, para serem modelos dos cartunistas da citada revista.
Depois da publicação ela recebeu milhares de missivas com propostas indecorosas, mas também de casamento, como por exemplo de um magnata texano, ligado ao petróleo (Ufa! Que alívio! Ainda bem que naquela época não existia a Petrobras e os malditos e nefastos sanguessugas, asseclas dos irmãos Metralhas).
Claro que ela não aceitou, porque era, e ainda é, uma beata zelosa e já tinha prometido a sua mão e complementos ao grande amor de sua vida, o Egídio.
Caloroso abraço! Saudações marilianetes!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus!

sábado, 8 de novembro de 2014

Rui Pascoal


Óleo sobre Tela 120x80 cm
"Um livro, várias leituras..."
Rui Pascoal 2014

Caros confrades/passageiros!
Meu amigo do reino distante além-mar, Rui Pascoal, é um talentoso artista e, hoje, descobri que sua filha, Ana Pascoal, também é!
Como dizemos aqui: "filho de peixe, peixinho é" e eles dizem: "filho de peixe nadar".
Para que os habituais ou eventuais confrades/passageiros, que me dão a prerrogativa de embarcar neste vagão do Expresso do Oriente, sob meu comando, tenho a grata satisfação de apresentar uma de suas belíssimas obras de arte, que nos permitem incontáveis vieses! 
Infelizmente não consegui salvar a fotografia que ele publicou na sua página do facebook com uma obra de arte da sua filha.
Ele criou um vídeo e publicou no Youtube com encantadoras obras de arte de outros artistas também, que estão expostas em logradouros públicos, bem como no interior de edificações da capital do reino.
Como diriam meus ex-regidos, o vídeo da lavra do meu amigo luso, Rui Pascoal, ficou: 
- "D+", "da hora", "mó legal", "um arraso"!
Caloroso abraço! Saudações artísticas!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus!
LUZES! CÂMERAS! AÇÃO!  
http://youtu.be/L1djs-_DoBw

Evento dionísico

Caros confrade/passageiros!
Tenho a grata satisfação de divulgar o convite feito pela Casa da Memória, como carinhosamente os felizardos partícipes da Roda "Conversas de Memória", que ocorre mensalmente, na última quarta-feira do mês, chamam à Seção de Pesquisa e Documentação, que está vinculado a Secretaria de Cultura da municipalidade são-bernardense.
A seguir transcrevo o teor do convite que recebi:

"A Seção de Pesquisa e Documentação (Memória da Cidade) convida:
Para o espetáculo: O que eu tenho a ver com isso, da Cia. Teatral
"Quem te vestiu?".
A peça conta a história de um antigo morador de São Bernardo do Campo e suas memórias. De forma lúdica, traz ao público o  olhar de um morador sobre as diversas mudanças que a cidade e a sociedade sofreram com o passar dos anos.
Data do Evento: 12/11/2014 ás 14hs
Local: Seção de Pesquisa e Documentação
Alameda Glória, 197/ Centro-SBC
Contamos com sua presença
ATT.
Seção de Pesquisa e Documentação"

Espero que desta vez a Marcia Zanusso possa prestigiar este imperdível Evento.
Certamente as sempre atuantes batateiras Evani Belletato Moraes, Elexina Medeiros D'Angelo, Didi, Flora, Hilda e demais partícipes da Roda "Conversas de Memória também prestigiem este Evento.
Parabenizo o sempre atuante e cortês sociólogo Jorge Magyar, que é o comandante/mor/chefe da Casa de Memória e valorosa Equipe, por agilizar ações para tornar um fato este Evento dionísico.
Caloroso abraço! Saudações dionísicas!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus!

Próxima estação: Mouling Rouge


sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Duendes do Todesca

Caros confrades/passageiros!
Tenho a grata satisfação de apresentar o chefe dos duendes do Todesca e alguns auxiliares.
O duende/chefe/mor, o Magnodum Himineu Pataca, comanda uma legião de duendes, como por exemplo, os duendes trigêmeos, o Duendo, o Dulei e o Dunaz.
O Magnodum Himineu Pataca pretende formalizar uma queixa no Sindicato dos Duendes Desvalidos contra o Todesca, porque eles estão sujeitos a uma jornada extenuante de pesquisas de 18 horas, com apenas três intervalos de 15 minutos para refeições e somente nestes interstícios podem ir ao banheiro.
Eles são os braços direito e esquerdo do Todesca e, graças as suas incesssantes  pesquisas, que subsidiam sobremaneira para que os imperdíveis blogs do seu Mentor:
http://arqtodesca.blogspot.com.br/
http://arqtodescadois.blogspot.com.br/ 
Oásis num deserto de alienação cibernética.
Estes pertinazes duendes - diariamente - surpreendem os felizardos leitores cativos do Todesca, porque tiram do fundo do baú preciosidades do arco-da-velha!
Depois de um longo colóquio com o duende/chefe/mor o convenci a não formalização queixa contra o Todesca, porque o meu Amigo é um poderosíssimo Mago cultíssimo, argutíssimo, tarimbadíssimo, liberalíssimo e que também tem como lema a busca do conhecimento e do bem viver sem véus e, claro, sabe que os duendes somente cochilam e não necessitam de horas seguidas de sono!
Caloroso abraço! Saudações duendenetes!
Até breve...
João Paulo de Oliveira 
Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus!

PS - Fiquei exasperadíssimo com a lambisgoia da Agrado, aquela mexeriqueira mor que tudo sabe e tudo vê, porque ela teve a audácia de sugerir que eu sequestre os duendes trigêmeos e os acomode na cabine nº 3 do vagão do Expresso do Oriente, sob meu comando, com o escopo de tê-los com pesquisadores cativos.
Disse a ela - com veemência - que não preciso cometer este ato ilícito com o meu amigo Todesca, porque sempre tenho a ousadia de furtar o resultado das pesquisas dos seus duendes dando-lhes crédito.

Conferências na capital do reino distante além-mar

Caros confrades/passageiros!
Se eu estivesse hospedado na capital do reino distante além-mar seria um dos felizardos partícipes destas certamente imperdíveis Conferências!
Caloroso abraço! Saudações lusófilas!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus!

PS - Neste cartaz de divulgação das Conferências, na capital dos alfacinhas, tem uma palavra que aqui na nossa amada Pátria, que ainda tem palmeiras e sabiás, tem outra grafia. Que palavra é esta?

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Ifigênia dos Prazeres do Espírito Santo

Caros confrades/passageiros!
Tenho a grata satisfação de apresentar a minha querida amiga e parceira de ofício Marilia Sirolli, que foi eternizada, numa vida passada, nesta ilustração no ano de 1830.
Esta vida passada da minha querida amiga foi muito instigante, porque ela era amiga íntima da sua conterrânea, a nobilíssima paulistana Domitília de Castro Canto Mello (1797-1867), mais conhecida como Marquesa de Santos.
Ela nasceu num espaçoso casarão localizada na rua do Carmo no ano de 1796 e foi batizada na Paróquia de Nossa Senhora Assunção e no seu batistério, arquivado no Arquivo da Cúria Metropolitana de São Paulo Dom Duarte Leopoldo e Silva, localizada no bairro paulistano do Ipiranga, mais precisamente na Rua Nazaré nº 993, consta que ela nasceu no dia 7 de setembro de 1796 e foi batizada com o nome de Ifigênia dos Prazeres do Espírito Santo.
Ela já era amiga íntima da Marquesa de Santos na infância e frequentavam a Igreja onde a Ifigênia foi batizada.
Quando a sua amiga íntima foi morar na capital da corte, porque tornou-se amante do garboso e vigoroso Imperador Dom Pedro I (1898-1834), convidou a Ifigênia para acompanhá-la como Dama de Companhia e, nesta condição, passa a ser confidente e leva e traz da Marquesa, inclusive levando seus bilhetes para o Imperador.
Um ano antes da Ifigênia ser eternizada nesta ilustração, ela voltou a residir na sua cidade de nascença por conta do rompimento do romance ilícito da Marquesa com o Imperador.
Ambas voltaram desoladas a São Paulo.
Depois do retorno a Ifigênia conheceu um garboso joalheiro francês, o Jean Pierre Vincent (1794-1871), que estava estabelecido na Rua Direta. Ela chegou a ficar noiva do Pierre, mas ele não resistiu aos encantos da Domitília e rompeu o noivado com a Ifigênia.
Pobrezinha da minha amiga de tão desolada que ficou, além de romper definitivamente a amizade com a então amiga, tornou-se uma das irmãs do Mosteiro da Imaculada Conceição da Luz, que abriga o Convento das Irmãs Concepcionistas, onde viveu orando e contemplando (quando desperdício), até o seu derradeiro dia, que foi o dia 15 de novembro de 1852, quando sua existência cessou, porque contraiu tuberculose. Depois da cerimônia fúnebre seus despojos mortais foram depositado num jazigo no "campo santo), como dizia minha saudosa mãe, do Mosteiro.
Caloroso abraço! Saudações sirollinetes!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus!
Fonte da ilustração: http://arqtodesca.blogspot.com.br/



João Paulo Trineto

Caros confrades/passageiros!
Juro pela castidade da megera de Queluz que não sou um avô babado, como dizem meus amigos do reino distante além-mar, mas folgo saber que o João Paulo Trineto já fica sentado por alguns segundos!
A viagem continua...
Caloroso abraço! Saudações paulatinas!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus!


quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Mais um mimo do Todesca

 http://arqtodescadois.blogspot.com.br/

Caros confrades/passageiros!
Considero-me um felizardo, porque sempre recebo preciosos mimos do meu estimado Amigo Todesca!
A seguir transcrevo o que ele escreveu no blog TODESCA 2 (o endereço eletrônico está apontado depois do mimo):
 "Depois de ouvir histórias do  Professor João Paulo,
que saiu do vagão com sua querida Gene Tierney, causando
um tremendo ciúme na Lambisgóia da Agrado, 
resolvi tomar um ar na janela do vagão do Expresso,
não sem antes, tomar os sais centuplicados do prestimoso Max...."
Já alertei o meu Amigo Todesca que tenha cautela ao passar na cabine nº 5 ocupada pela lambisgoia da Agrado, aquela mexeriqueira mor que tudo sabe e tudo vê, porque ela tem tara por arquitetos renomados.
Caloroso abraço! Saudações masximianas!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus!

terça-feira, 4 de novembro de 2014

Reminiscências

Caros confrades/passageiros!

"Nada é para sempre, dizemos, mas há momentos que parecem ficar suspensos, pairando sobre o fluir inexorável do tempo."
José Saramago

Em meados da década de 80, do século passado, quando meu filho, o Fernando Henrique de Oliveira, era petiz (ele chegou à luz neste maltratado e fascinante mundo no ano de 1979), costumava levá-lo a concertos no Teatro de Cultura Artística, bem como para assistir peças de teatro, como por exemplo, "A Revolta do Perus", da lavra do saudoso dramaturgo, escritor e poeta paulistano, Carlos Queiroz Telles (1936-1993), onde tivemos a satisfação de conhecer a competente jornalista da TV Cultura, Teresa Cristina de Barros, que também levava sua filha para assistir o espetáculo.
Nesta época eu morava na cidade paulista do Guarujá, onde meu filho e filha nasceram e não tinha máquina rodante...
Quando subia a serra com meu filho embarcávamos numa máquina rodante coletiva da empresa Ultra S/A, na Rodoviária do Guarujá, que naquele época ficava na rua Santo Amaro e quando chegávamos à Estação Jabaquara do metro paulistano, depois do embarque, descíamos numa estação do centro velho.
Nestas ocasiões costumava colocar meu filho nos ombros e flanava pelas ruas do centro velho para chegar nas edificações que apresentavam eventos culturais.
Como dizia o nobilíssimo escritor luso, José Saramago (1922-2010), estes momentos parecem que estão suspensos na minha combalida memória.
Naquela época não tínhamos as fantásticas tecnologias da contemporaneidade, bem como o hábito corriqueiro de fotografar até quando éramos sujeitos a flatulência.
Saudades... Saudades... Saudades...
Caloroso abraço! Saudações saudosas!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus!
raço! Saudações saudosas!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus!

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Luiiz Felipe Pondé

Caros confrades/passageiros!
O articulista do periódico Folha de S.Paulo", Luiz Felipe Pondé, quando traz à baila questões cruciantes que nos afetam sobremaneira, deixa alguns leitores exasperadíssimos, em contrapartida também deixa leitores em estado de refrigério, como este reles escrevinhador outonal/insulso professorzinho/coordenador pedagógico/aposentado, porque suas pertinentes ponderações estão em consonância com o que pensa estes leitores, que não padecem da "cegueira branca", como a bem-vinda crônica de hoje.
No artigo publicado na edição do dia em curso, no citado periódico, ele deixou patente que, apesar de estar cônscio que o resultado das urnas é soberano, nossa amada Pátria, que ainda tem palmeiras e sabiás, está dividida.
Caloroso abraço Saudações secessivas!
Até breve...João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus!
http://www1.folha.uol.com.br/colunas/luizfelipeponde/2014/11/1542216-dialogo-ou-secessao.shtml

Mimo do Todesca

Fonte: http://arqtodesca.blogspot.com.br/
http://arqtodescadois.blogspot.com.br/
 Caros confrades/passageiros!
A lambisgoia da Agrado, aquela mexeriqueira mor que tudo sabe e tudo vê, disse que o Todesca tem uma legião de duendes, sob seu comando, que o auxiliam na pesquisa constante para brindar seus felizardos seguidores com publicações imperdíveis e inigualáveis!
Reitero que os blogs do Todesca são Oásis num deserto de alienação cibernética!
É sempre um deleite receber mimos desta tarimbado, arguto, sagaz, erudito, ser vivente que também tem como lema a busca do conhecimento e do bem viver sem véus!
A viagem continua...
Caloroso abraço Saudações todeschianas!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus!
LUZES! CÂMERAS! AÇÃO!
 

domingo, 2 de novembro de 2014

Saudades...


Manda Chuva

                           Fonte: http://arqtodesca.blogspot.com.br

Caros confrades/passageiros!
Quando eu era petiz nem piscava quando assistia a série televisiva animada "Top Cat" aqui intitulada "Manda Chuva"!
Sempre prefiro som original com legendas em português, mas não imagino ouvir a voz do Manda Chuva e seus pupilos com som original e legendas.
O mesmo ocorre com o Dr. Smith, a família Anderson, Jeanne, Pepe Legal, o apresentador da série Além da Imaginação, família do Ben Cartwright, da Samanta, da Endora, da tia Clara, do Ghilligan, do casal homoafetivo Sr. Roarke e Tatto...
Caloroso abraço! Saudações trambiqueiras!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus!
                LUZES CÂMERAS! AÇÃO!
                       Cai chuva, lava o mundo ensopa a terra...

sábado, 1 de novembro de 2014

Síndrome do "Reizinho Mandão"

Caros confrades/passageiros!
"EU DECIDI E ESTÁ DECIDIDO."
Como é dificílimo ter ciência da dura realidade de vivermos neste maltratado e fascinante mundo - concomitantemente - com seres viventes que têm a síndrome do" Reizinho Mandão" e aí daquele "súdito" que ousar levantar a sobrancelha para externar seu desacordo, porque verá do que este ser, que precisa urgentemente dos préstimos de um assecla do Dr. Sigmund Freud, é capaz...
Ou então aí daquele "súdito" que tiver a desgraça de vê-lo entrar em surto.
Caloroso abraço! Saudações estupefatas.
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus!
               LUZES! CÂMERAS! AÇÃO!

Valentina


 Fonte: http://arqtodescadois.blogspot.com.br/

Caros confrades/passageiros!

Tenho a grata satisfação de apresentar a bisavó da lambisgoia da Agrado, aquela mexeriqueira mor que tudo sabe e tudo vê, a saudosa Valentina, que foi dançarina no Mouling Rouge.
Ela teve uma legião de admiradores. Foi casada 7 vezes e incontáveis amantes.
A mexeriqueira mor tem a quem puxar.
Caloroso abraço! Saudações terspsicorenetes!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus!
                     LUZES! CÂMERAS! AÇÃO!


Google+ Badge