O Todesca está na janela apreciando a paisagem...

O Todesca está na janela apreciando a paisagem...

Expresso do Oriente

Expresso do Oriente

Todos a bordo

Todos a bordo

Restauração e colorização de fotografias.

Restauração e colorização de fotografias.
Caros amigos sem véus e com véus. Com muito gozo divulgo os valiosos préstimos profissionais do meu estimado amigo Reinaldo Elias, que tornou-se um tarimbado especialista em restauração e colorização de fotografias. Pelo criterioso trabalho, que envolve pesquisa e arte os preços cobrados pela restauração e colorização são módicos. Para solicitarem os valiosos préstimos profissionais entrem em contato com o meu querido amigo através do endereço eletrônico: rjelias200@yahoo.com.br Meus outonais olhos estão em água ao lembrar do já distante ano de 1962, quando minha amada e saudosa mãe me levou a uma filial das Casas Pirani, que ficava na Avenida Celso Garcia, para que seu bebezinho nº 6 fosse eternizado nesta fotografia. Embarcamos num trem de subúrbio, um reluzente trem prateado, na Estação de Santo André e desembarcamos na Estação paulistana do Brás. Lembro como se fosse hoje que levei um beliscão da minha genitora, porque eu queria a todo custo embarcar num bonde para chegar as Casas Pirani. Como eram poucas quadras de distância fomos caminhando até o paraíso do consumo. Saudades das Casas Pirani... Ontem, contei ao meu dileto amigo Gilberto Calixto Rios da minha frustração de nunca ter embarcado num bonde paulistano, que para o meu profundo desencanto teve a última linha desativada no ano de 1968, quando estávamos no auge dos nefastos e malditos anos de chumbo. No ano que fui eternizado nesta fotografia fazia sucesso estrondoso na fascinante Arte das Imagens em Movimento a película "Rome Adventure", aqui intitulada "Candelabro Italiano": https://www.youtube.com/watch?v=yLqfxLPga2E que assisti no extinto Cine Carlos Gomes, na condição de vela zeloso das minhas amadas irmãs mais velhas, a Dirce Zaqueu, Jô Oliveira e Maria Inês. Também no ano de 1962 minha diletíssima e saudosa cantora Maysa (1936-1977) deixava sua legião de fãs enternecida com a canção: https://www.youtube.com/watch?v=BeJHOAbkJcg Mãe, sempre te amei, amo e amarei. Saudades... Saudades... Saudades... Caloroso abraço. Saudações emocionadas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus, sem ranços, com muita imaginação e com muito gozo. PS - Apesar dos pesares acho que continuo um petiz sonhador e esperançoso de um novo dia aos moldes da inesquecível personagem Scarlett O' Hara... Max, traga meus sais centuplicado.

Miniconto

Miniconto
Depois que minha neta me eternizou nesta fotografia o telefone tocou. Ao atender a ligação fiquei aterrorizado ao reconhecer a voz de Hades...

Mimo da Monika

Mimo da Monika
O que nos espera na próxima estação?

A viagem continua

A viagem continua
O quie nos espera na próxima estação?

Lambisgoia da Agrado

Lambisgoia da Agrado
Caros confrades/passageiros sem véus e com véus. A lambisgoia da Agrado, aquela mexeriqueira mor que tudo sabe e tudo vê, me surpreendeu porque não a vi trepar (nem preciso dizer que ela adora o outro significado deste verbo principalmente no presente do indicativo) no topo da locomotiva para se exibir e me ofuscar. Caloroso abraço. Saudações exibidas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus, sem ranços e com muita imaginação.

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.br

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.br
Caros confrades passageiros. O pertinaz duende Himineu, que trabalha - com muito afinco para o Todesca - captou e eternizou o momento que a lambisgoia da Agrado, aquela mexeriqueira mor que tudo sabe e tudo vê, estava reflexiva a apreciar a paisagem no vagão restaurante do Expresso do Oriente sob meu comando. Caloroso braço. Saudações reflexivas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.r

Fonte: arqtodesca.blogspot.com.r
Todos a bordo... A viagem continua...

Blogs todeschinianos

Blogs todeschinianos
Fonte: arqtodescadois.blogspot.com.br "Sonhei que o vagão joaopauloinquiridor.blogspot.com havia caído de uma ponte que ruíra... Mas, foi só um pesadelo..." Caros confrades/passageiros! Não me canso de divulgar os imperdíveis blogs do Todesca: arqtodesca.blogspot.com.br arqtodescadois.blogspot.com.br que são Oásis num deserto de alienação cibernética. É louvável a pertinácia deste notável, tarimbado e erudito ser vivente, que brinda seus felizardos leitores com ecléticas publicações que deixam patente sua vasta erudição e bem viver. Caloroso abraço. Saudações todeschinianas. Até breve... João Paulo de Oliveira Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

Seguidores

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Película "O despertar de Rita"!...















































Aprecio esta película, que o diretor Lewis Gilbert nos brindou nos idos anos de 1983!!!!... O enredo versa sobre um professor universitário (Michael Caine), que padece com o mal que o aflige, o alcoolismo. Profundamente desalentado com sua insulsa existência, refugia-se nas doses de uisque, que ingeri com sofreguidão. Depois de conhecer Rita, uma cabelereira sem formação acadêmica, mas desejosa em aprender a aprender, fica instigado a conhecê-la mais amiúde!!!... Este auspicioso fato dá um novo vigor ao professor universitário, que a torna sua pupila, conduzindo-a no fascinante e interminável mundo do conhecimento!!!!... Apesar de não ser alcoólatra, identifico-me sobremaneira com o personagem do professor universitário!!!!!... É revigorante ver a transformação de Rita!!!!... Não deixem de ver!!!!... Bem que eu gostaria de conhecer uma mulher com o perfil de Rita, quem sabe não encontraria um novo alento para minha insulsa existência!!!!... Por que há existência, quando poderia não haver nada?!... O que é o nada?!... O que nos espera?!... Max!!!!!!!!... Traga meus sais centuplicado!!!!... Onde está a lambisgóia da Agrado?!...

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Película "A filha de Ryan"!!!!!!!!!!!!!!...









Elenco

Ator / Atriz Personagem
Sarah Miles Rosy Ryan
Robert Mitchum Charles Shaughnessy
Trevor Howard Padre Hugh Collins
Christopher Jones Major Randolph Doryan
John Mills Michael
Leo McKern Thomas 'Tom' Ryan
Evin Crowley Maureen
Barry Foster Tim O'Leary
Arthur O'Sullivan Sr. McCardle
Marie Kean Sra. McCardle
Douglas Sheldon Motorista
Gerald Sim Capitão
Niall Toibin O'Keefe
Donal Neligan Namorado de Maureen
Niall O'Brien Bernard
Owen Sullivan Joseph
Pat Layde Policial
Philip O'Flynn Paddy


Aprecio sobremaneira esta película que o cineasta David Lean nos brindou nos idos anos de 1970. Com uma belíssima paisagem e música não conseguimos ficar indeferentes a história da romântica Rosy!!!... A seguir aponto a sinopse do filme:
No ano de 1916, em plena 1ª Guerra Mundial, em Kerry, Irlanda, uma das pessoas mais respeitadas é o Padre Hugh Collins, um homem sempre atento a tudo que ocorre no local, confessor e conselheiro da grande maioria de seus moradores.
Thomas Ryan é o proprietário do único Pub do vilarejo, local onde obviamente se reúne um grande número de seus habitantes. Sua filha, Rosy, uma jovem extremamente romântica, sonha com o dia em que encontrará alguém com quem possa se casar e constituir uma família feliz.
Com sua sexualidade à flor da pele, Rosy termina se casando com Charles Shaughnessy, seu ex-professor. Viúvo, Charles é um perfeito cavalheiro e um homem de um enorme coração. Mais velho que ela, esta logo descobre que ele não tem maiores interesses por sexo, o que a deixa triste e infeliz. Na época, independentemente da guerra mundial, grupos revolucionários irlandeses lutavam com o fim de conseguirem a independência da Irlanda do Império Britânico, contando com o apoio da quase totalidade dos habitantes locais.
Algum tempo depois, chega à cidade o Major Randolph Doryan, a fim de assumir o destacamento militar britânico da região. O Major Doryan é um veterano da 1ª Guerra, condecorado com a Cruz de Victoria por seus feitos no campo de batalha, de onde saiu ao ter uma de suas pernas marcada por um sério ferimento. Doryan conhece Rosy no Pub e esta sente-se fortemente atraída por ele. Michael, conhecido como o idiota local, presente na ocasião, irrita o oficial a ponto dele sofrer um colapso nervoso, ao relembrar os maus momentos passados nas trincheiras da guerra. Ao se recobrar do mesmo, é confortado por Rosy e os dois terminam com um apaixonado beijo, interrompido com a chegada ao Pub de Tom Ryan. No dia seguinte, eles se encontram numa floresta e se tornam amantes. Rosy, finalmente, sente-se sexualmente realizada.
Charles começa a desconfiar da fidelidade da esposa, mas não toma nenhuma ação. Quando ele leva um grupo de estudantes até a praia, encontra as pegadas de Rosy e Doryan que levam até uma gruta. Mais tarde, já em casa, descobre algumas conchas da praia juntas aos pertences de Rosy, mas prefere não falar sobre o assunto. Entretanto, Michael, que tinha visto os dois amantes e roubado o uniforme de Doryan, espalha pela cidade o 'affair' entre eles. Rosy passa a ser detratada por grande parte da população, por ter-se tornado uma mulher adúltera e, principalmente, por estar ligada a um oficial britânico, considerado inimigo dos ideais de independência do povo irlandês.
Certa noite, no meio de uma forte tempestade, o líder revolucionário Tim O'Leary e seu grupo chegam ao Pub, onde pedem a Ryan que os ajude a recolher, na praia, um carregamento de armas alemães. Ryan denuncia a operação aos britânicos, mas segue até a praia onde assiste à retirada das armas do mar ainda revolto. Logo a seguir, quase todos os habitantes do vilarejo chegam à praia para ajudarem os revolucionários.
Terminada a operação, O'Leary e seus seguidores são parados na estrada pelo Major Doryan e seus homens. Ao receber ordem de prisão, o revolucionário tenta fugir mas é alvejado e preso por Doryan.

Charles diz à Rosy que tem conhecimento de sua infidelidade, mas que está disposto a esquecer tudo se ela der um ponto final em seu relacionamento com o oficial britânico. Entretanto, naquela mesma noite, ele observa a esposa sair ao encontro do major. Na manhã seguinte, ao perambular pela praia, Charles é encontrado pelo Padre Collins, que o convence a voltar para casa.
Embora Rosy declare que seu caso com Doryan acha-se definitivamente encerrado, Charles, a essa altura, encontra-se decidido a romper com seu casamento. É quando uma multidão chega ao local onde eles se encontram, acusando Rosy de ter informado a guarnição militar britânica sobre o carregamento de armas que resultou na prisão de O'Leary. Enfurecidos, os participantes tosquiam os cabelos dela e rasgam suas roupas, sendo detidos com a chegada do Padre Collins.
Enquanto isso, Doryan caminha pela praia quando encontra Michael. Este o leva até um local onde se acham algumas armas, inclusive dinamite, que não haviam sido recuperadas. Quando Michael se afasta, Doryan comete suicídio ao detonar os explosivos, por achar que sua presença em Kerry só trouxe humilhação à Rosy, a mulher que ama.
No dia seguinte, Charles e Rosy deixam o vilarejo, por se terem tornado motivo de chacota. Enquanto o casal toma o ônibus que os levará à Dublin, Padre Collins tenta convencê-los a não terminarem com seu casamento.
Na cena final onde o casal de despede do padre Collins e do Michael, deixa meus outonais olhos marejados, porque me dou conta que o padre Collin e Michael voltarão para o vilarejo dando continuidade as suas insulsas existências!!!!...

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Película: "O rio das almas perdidas"!!!!!!!!!...


Esta inesquecível película, que o brilhante cineasta Otto Preminger ( o mesmo que dirigiu minha diletíssima película "Laura"!!!... em 1944) nos brindou nos idos anos de 1954 (quando este reles escrevinhador outonal apenas, mamava, dormia, chorava e não ficava fedorento e assado, graças aos valiosíssimos préstimso da minha adorada e saudosa mãe!!!...) versa sobre a história de um ex-presidiário (Robert Mitchum), que reencontra o filho, em plena corrida do ouro americana, e decide levar uma pacata vida como fazendeiro., mas neste ínterim ele conhece uma cantora e dançarina de sallon (Marilyn Monroe), que é enganada pelo noivo e é protegida pelo ex-presidário... Após serem atacados eles são obrigados a enfrentar um perigoso rio para sobreviverem!!!!... Claro que no final a dançarina e cantora vai morar com ele na fazenda!!!... A película tem uma trilha musical belíssima e inesquecível!!!!... Fico a divagar a vida dura que a pobrezinha da dançarina levou ao ficar ao lado dele, certamente repleta de filhos remelentos e cheios de manhas, além de fornicar com o fazendeiro, que não dava chance para que ela também tivesse orgasmos!!!... Claro que depois de alguns anos, não suportando aquela horrorosa vida campestre, resolve voltar a vida de cantora e dançarina de salão!!!!... Max!!!!!!!!!!!!!!... Traga meus sais centuplicado!!!!...

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Película "O Fio da Navalha"!!!!!!!!!!!!!...
























Quem me dera estar no lugar do ator Tyrone Power, para ter o deleite inefável de contracenar com minha deusa das deusas, a inigualável Gene Tierney, na película "O Fio da Navalha", que o cineasta Edmund Goulding nos brindou nos idos anos de 1946!!!!!!!!!!...
O enredo versa sobre Larry Darrell é um jovem norte-americano rico e desportista. Depois de servir na Primeira Guerra Mundial como aviador, retorna aos Estados Unidos onde, abalado pela experiência da frente de batalha, não consegue se readaptar à vida burguesa de Chicago.
Abandona tudo, incluindo a noiva, Isabel Bradley, e parte para a Europa em busca de uma vivência espiritual e aperfeiçoamento interior. Nessa busca, estuda Filosofia em Paris e trabalha nas minas de carvão na Alemanha. Acaba indo para a Índia, onde toma lições de budismo com um mestre místico.
Isabel casa-se com Gray Maturin e, quando da depressão de 1929, é convidada a morar em Paris com seu tio rico, Elliott Templeton. Durante uma estada em Paris, Larry reencontra Isabel. Reencontra, também, uma velha amiga, Sophie, que após perder o marido e um filho num trágico acidente, torna-se uma prostituta e se entrega às drogas e ao álcool. Larry tenta reabilitá-la, mas seus esforços são sabotados por Isabel, que tenta em vão reatar com ele.
Mas o mundo glamoroso de Isabel não é o que o rapaz quer para a vida, e ele segue procurando seu lugar no mundo, em meio a intrigas e decepções.
Enfim uma película imperdível, onde minha amada imortal está impecável no papel de vilã!!!... Max!!!!!!!!!!!... Traga meus sais centuplicado!!!!...Chame a lambisgóia da Agrado, porque estou propenso a receber os agrados da Agrado!!!... Ulalaaaaaaaaaaaaaaaaaaá!!!... Valha-me, depravada Santa Efigênia dos Caracóis Desesperados!!!!...
PS - Recebi esta preciosa fotomontagem da minha diletíssima confrade e amiga Cristina Fonseca, que está temerosa com as ameaças da Dona Miquelina!!!...

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Semana do esquisito!!!!...










































































































































































































Foi deleitante a SEMANA DO ESQUISITO (de 13 a 16/10/2009) na escola onde sou regente!!!!... Considero pertinente este tipo de folguedo na escola, porque além do caráter lúdico
possibilita aos regentes/regidos/famílias, enfim toda a comunidade escolar, encarar a escola com um espaço propício a fomentar o desenvolvimento pleno de seres humanos que estão neste maltratado e fascinante mundo que vivemos na auge da primavera da vida!!!!!...

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Reflexões de um reles escrevinhador outonal, que está em constante busca do conhecimento!!!!...


Fico a divagar quantas fornicações aconteceram nesta edificação secular!!!!... Será que muitas melindrosas foram defloradas por almofadinhas e tiveram orgasmos múltiplos nas saletas e escadarias?!... Será que alguém se jogou de uma das janelas?!... Será que ficavam nas janelas apreciando os transuentes, bem como flertando?!... Será que viram das janelas muita agitação na rua?!...

Sabe onde vou agora?!... No Centro Cultural do Banco do Brasil ver uma imperdível exposição de Contos de Fadas!!!!!... Sabe onde vou depois?!... No Espaço Unibanco, do Shopping Frei Boneca digo Gay Caneca digo Frei Caneca, assistir a película "Algo que você precisa saber"!!!!... Sabe onde vou depois?!... Na Livraria Cultura da Avenida Paulista?!... Sabe onde vou depois?!... Para casa... O que me espera?!...

domingo, 18 de outubro de 2009

Estranho Encontro!!!!...
























































A inquietante película "Estranho Encontro" veio à luz sob o olhar argutíssimo do grandioso e saudoso cineasta Walter Hugo Khoury, nos idos anos de 1958!!!... Este foi o segundo filme produzido e dirigido por este notável diretor!!!... A trilha sonora, de autoria de Gabrieli Miglioni, é de nos deixar enternecidos!!!... A história gira em torno de uma mulher (Andréa Bayard) que ao tentar fugir do marido opressor (Luigi Picchi), quase é atropelada por uma máquina rodante, conduzida por um garboso homem (Mário Sérgio), que a socorre e a leva à casa de campo de sua amante (Lola Brah), o caseiro (Sérgio Hingst), que cuida da casa de campo, é o vilão da história!!!... O clima lúgubre aliado a trilha sonora dá uma tom especial a esta inesqucível película, que aprecio sobremaneira, apesar de não ser considerada uma das obras primas deste grandioso diretor paulista!!!!... Destaco, nesta película a atuação inesquecível da saudosa atriz Lola Brah, que terminou sua carreira artístisca atuando em pornochanchadas!!!... A cena final, quando ela se dá conta do vazio existencial, que permeia sua vida, é de nos deixar em estado de comoção!!!!...
Enquanto o saudoso Walter Hugo Khoury produzia esta película, a capital paulista, já tinha o slogan "A cidade que mais cresce no mundo"!!!!...


Dados do grandioso cineasta Walter Hugo Khoury!!!!!...

* Nome Completo: Walter Hugo Khouri
* Natural de: São Paulo, SP, Brasil
* Nascimento: 21 de Outubro de 1929
* Falecimento: 27 de junho de 2003


Filmografia - Diretor
2001 - As Feras
1999 - Paixão perdida
1990 - Forever
1987 - Mônica e a sereia do rio
1986 - Eu
1984 - Amor Voraz
1982 - Amor estranho amor
1981 - Eros, o deus do amor
1980 - Convite ao Prazer
1979 - O prisioneiro do sexo
1978 - As Filhas do Fogo
1977 - Paixão e sombras
1975 - O desejo
1974 - O anjo da noite
1973 - O último êxtase
1972 - As Deusas
1970 - O Palácio dos Anjos
1968 - As Amorosas
1967 - Corpo Ardente
1966 - As Cariocas
1964 - Noite Vazia
1962 - A Ilha
1959 - Na Garganta do Diabo
1959 - Fronteiras do Inferno
1958 - Estranho Encontro
1953 - O Gigante de Pedra
Prêmios
- Prêmio Vittorio de Sica - Festival de Sorrento (Itália), 1988, pelo Conjunto de Obra.

- Menção Especial no Festival de santa Margherita Ligure por Na Garganta do Diabo, 1960.

- Mencion de Honor na Semana Internacional de Cine En Color de Barcelona (Espanha) por As Deusas, 1973.

- Prêmio dos jurados do Festival Internacional de Sitges (Espanha) por O Anjo da Noite, 1974

- Em 1975 levou o Kikito de melhor diretor por O Anjo da Noite.

- Prêmio Fabio Prado de Literatura para Roteiros por A Ilha, 1958.

- Prêmio Cidade de São Paulo, da Municipalidade Paulista, em 9 (nove) ocasiões, em diversas categorias, por diversos filmes - de 1958 a 1968

- Prêmio Governador do Estado (Nova Fase) , 1984 - Melhor argumento por Amor Voraz.

- Prêmios em diversos festivais Nacionais (Gramado, Curitiba, Santos, Natal, Lages)

- Prêmio Oscarito da Fundação cultural Banco do Brasil, concedidio no Festival de Gramado, Agosto de 1991, pelo conjunto da obra.

- Prêmio no Concurso de Roteiros da Secretaria Estadual de Cultura, 1991

- Prêmio "Resgate do Cinema Brasileiro" - MINC para o filme Paixão Perdida, 1995

- Prêmio Rio Filme de Co-produção para o filme Paixão Perdida, 1996
Curiosidades
- Khouri foi autor e roteirista de todos os seus filmes e seu cinema tem uma “genesis” muito ligada ao universo urbano da enorme metrópole de São Paulo, onde nasceu e realizou a maior parte de seu trabalho.

- Walter Hugo Khouri chegou a morar no Rio por um curto período logo após a morte do pai, mas voltou à capital paulista para terminar o ensino médio.

- Concluiu este, mas não a Faculdade de Filosofia da Universidade de São Paulo, onde entrou em 1949.

- No início da década de 50 conseguiu ser assistente do diretor Lima Barreto em O Cangaceiro (1953), nos estúdios da Vera Cruz.

- Começou em 1952, já como diretor, depois de cursar a faculdade de Filosofia na USP.

- Em 1954 dirigiu seu primeiro filme, O Gigante de Pedra, utilizando os estúdios da já falida Vera Cruz e fazendo parte das filmagens nas Cataratas do Iguaçu.

- Entre 1954 e 1955 Khouri trabalhou na TV Record, produzindo e dirigindo adaptações de clássicos do teatro.

- No jornal "O Estado de S.Paulo" foi crítico de cinema até 1957

- Costumava atuar como operador de câmara em alguns de seus filmes, utilizando nos créditos o pseudônimo Rupert Khouri.

- Dirigiu as cenas ao vivo de "Mônica e a Sereia do Rio".

- O filme As Feras foi concluído em 1995, mas ficou na gaveta por causa de brigas entre o produtor e o diretor, que defendiam para si, direitos ao corte final da produção.

- Falecimento em 27 de Junho de 2003 de infarto ao amanhecer de ontem, em casa, em São Paulo, onde vivia com a mulher, Rosana. Tinha 73 anos.

Fonte cibernética de pesquisa: Meu cinema Brasileiro - Personalidades, efetuada no dia 18/10/2009 às 17h05.

A guisa de esclarecimentos, a sinopse da película é de autoria deste reles escrevinhador outonal!!!!...

sábado, 17 de outubro de 2009

Um violinista no telhado!!!!!....
























































Tem películas que lembro até do cinema que assisti!!!... Este imperdível filme "Um violonista no telhado" assisti no Cine Gazetinha, da Avenida Paulista, nos idos anos de 1971, com meus amigos Ricardo Abdulmashi, Arnaldo Baldow, André Domingues Ferreira e Hirokazu Kono (nunca mais os vi, que saudades deles!!!...)do antigo I.E.E. João Ramalho, em São Bernardo do Campo-SP!!!!... Utilizando a linguagem musical o cineasta Norman Jewison não nos deixa indiferentes a saga do judeu Tevye, sua família e a comunidade da aldeia russa Anatevka, no período de fermentação da Revolução Russa de 1917. Aprecio sobremaneira o judaísmo... Nesta película mais uma vez ocorre a diáspora, porque são obrigados a deixar sua amada aldeia Anatevka, por conta do novo regime!!!... Os números musicais são supimpas!!!... Meus outonais olhos sempre ficam marejados, quando revejo as cenas musicais: do casamento, da despedida da filha de Tevye, que embarca num trem com destino aos confins da Sibéria, atrás do seu amor que foi preso e mandado para lá, do repúdio do Tevye, porque uma das filhas casou com um cristão (que horror!!!!...) e a final!!!!!... O que seria da minha insulsa existência sem as películas?!!!!!...

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Violência e paixão!!!!!...











































"Violência e paixão" é mais uma película imperdível, que o grandioso cineasta Luchino Visconti nos brindou nos idos anos de 1974!!!!... Convém enfatizar, foi seu penúltimo filme!!!!... O também inesquecível ator Burt Lancaster está magnífico na pele do Professor!!!!... Me identifico sobremaneira com o personagem do Professor, que além da solidão, não consegue se adaptar a contemporaneidade!!!!... Como sempre, as películas do Visconti têm cenas memoráveis, destaco nesta, especialmente, a cena final, que me deixa em estado de comoção!!!!!... Por Júpiter, já transcorreram 33 anos desde o fatídico dia 17 de março de 1976, quando Dionísio resolveu levar para o Olimpo o notável Luchino Visconti!!!!... Max!!!!!!!... Traga meus sais centuplicado!!!!...

Morte em Veneza!!!!!!!...






Sempre fico em estado de comoção, quando revejo esta imperdível e inquietante película "Morte em Veneza", que o notável cineasta Luchino Visconti, nos brindou nos idos anos de 1971!!!!... Todas as vezes que adentro neste fascinante filme, tenho um outro viés!!!!... Não dá para ficar indiferente com o vazio existencial do personagem Gustav Aschenbach, que ao conhecer o mancebo Tadzio fica perdidamente apaixonado pela sua beleza, sua perfeição. Numa primeira leitura, damos o viés da homossexualidade para esta paixão platônica, mas depois percebemos que esta questão fica em segundo plano... O grandioso Luchino Visconti, que infelizmente não está mais entre nós, desde 1976, com seu olhar argutíssimo, deixa-nos inquietos em cada cena!!!!... Não consigo conter a emoção, especialmente na cena em que Gustav chora copiosamente, tendo como cenário a cidade de Veneza, assolada pela peste ou então a cena final, que só de lembrar, fico... Felizmente, nos dias em curso, tenho uma cópia desta obrigatória película, que me permite vê-la incontáveis vezes, sempre que assim o desejar, mas no início da década de 90 não tinha esta prerrogativa. Nunca me esqueço das peripécias que tive que fazer no ano de 1991 para rever esta película, que na ocasião estava fora de circulação por alguns anos. Naquela época, residia na cidade de Guarujá-SP e estava me restabelecendo de uma fratura na tíbia esquerda, quando leio no periódico Folha de São Paulo, que a película seria exibida na Cinemateca Brasileira, então localizada na Rua Fradique Coutinho, lá no bairro de Pinheiros... Convém enfatizar que estava me locomovendo de muletas, porque ainda não podia tocar o pé no chão com firmeza. Não tive dúvidas, sob o protesto da minha esposa, embarquei num coletivo com destino à capital e claro revi minha diletíssima película, mesmo com legenda em espanhol!!!!... Por Júpiter, o que um cinéfilo voraz não faz para estar em contato com a fascinante Arte das Imagens em Movimento!!!!... Max!!!!... Traga meus sais centuplicado!!!!... Onde está a lambisgóia da Agrado?!...

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Reflexões de um regente outonal!!!!!...


Valha-me, depravada Santa Efigênia dos Caracóis Desesperados!!!!... Max!!!!... Traga meus sais centuplicado, além de chamar a lambisgóia da Agrado!!!!... Onde está a Dona Miquelina!...




As fotografias acima expostas, captam momentos que coordenei uma atividade extra classe, acompanhando a professora e sua turma, da municipalidade paulistana, num passeio no Centro Velho da capital. É sempre um deleite inefável estar no marco zero do meu amado Estado de São Paulo!!!!... Aqui nas imediações da Praça da Sé, mais precisamente na Rua Venceslau Brás nº 75, logo ali na frente, aconteceu um crime pavoroso, que deixou em estado de comoção os paulistanos, nos idos anos de 1938, que ficou conhecido como "O crime do restaurante chinês", que a brilhante pena do notável Prof. Dr. Boris Fausto, transformou em livro e saiu do prelo no início do ano em curso!!!!...

No dia em curso comemoramos o Dia do Professor!!!!... Não está fácil cumprir com primor, o rol de atribuições e atribulações do nosso árduo/fascinante ofício, porque o aprender exige pertinácia, hábitos de estudos e um ambiente em que a leitura e escrita sejam valorizados!!!!...
O que nos espera?!...

Google+ Badge